Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Sialorreia, quais as causas e como é feito o tratamento

Setembro 2019

A sialorreia, também conhecida por hipersalivação, caracteriza-se por uma produção excessiva de saliva, em adultos ou crianças, que pode se acumular na boca e até sair para o exterior. 

Geralmente, este excesso de salivação é normal em crianças pequenas, mas em crianças mais velhas e adultos pode ser sinal de doença, podendo ser causado por uma disfunção neuromuscular, sensorial ou anatômica ou mesmo por condições passageiras, como presença de cáries, infecção oral, uso de certos medicamentos ou refluxo gastroesofágico, por exemplo.

O tratamento da sialorreia consiste na resolução da causa que está na sua origem e, em alguns casos, na administração de remédios.

O que é Sialorreia, quais as causas e como é feito o tratamento

Quais os sintomas

Os sintomas característicos da sialorreia são produção de saliva em excesso, dificuldade para falar claramente e alterações na capacidade para engolir comida e bebidas.

Possíveis causas

A sialorreia pode ser temporária, se for causada por condições passageiras, que se solucionam facilmente, ou crônica, se resultar de problemas mais graves e crônicos, que afetam o controle dos músculos:

Sialorreia temporáriaSialorreia crônica
CáriesOclusão dentária
Infecção na cavidade oralLíngua aumentada
Refluxo gastroesofágicoDoenças neurológicas
GravidezParalisia facial
Uso de medicamentos, como calmantes ou anticonvulsivantesParalisia de nervos faciais
Exposição a certas toxinasDoença de Parkinson
 Esclerose amiotrófica lateral
 AVC

Como é feito o tratamento

O tratamento da sialorreia depende da causa que está na sua origem, principalmente em situações temporárias, que podem ser resolvidas facilmente no dentista ou estomatologista.

Porém, caso a pessoa sofra de uma doença crônica, pode ser necessário tratar o excesso de salivação com remédios anticolinérgicos, como o glicopirrôneo ou a escopolamina, que são remédios que bloqueiam os impulsos nervosos que estimulam as glândulas salivares para produzir saliva. Em casos em que a salivação excessiva é constante, pode ser necessário administrar injeções de toxina botulínica, que vai paralisar os nervos e músculos na região onde se situam as glândulas salivares, reduzindo assim a produção de saliva.

Para as pessoas que têm sialorreia devido a refluxo gastroesofágico, o médico pode recomendar a utilização de remédios que controlam este problema. Veja os remédios geralmente prescritos para refluxo gastroesofágico.

Além disso, em casos mais severos, o médico pode recomendar a realização de uma cirurgia, para remoção das glândulas salivares principais, ou para a reposição perto de uma região da boca onde a saliva seja facilmente deglutida. Em alternativa, existe ainda a possibilidade de realizar radioterapia sobre as glândulas salivares, que deixa a boca mais seca.

Bibliografia >

  • HOCKSTEIN, Neil G. et. al.. Sialorrhea: A Management Challenge. AMERICAN FAMILY PHYSICIAN. 69. 11; 2628-2634, 2004
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem