Principais riscos da tatuagem para a saúde

Os riscos das tatuagens estão na maioria dos casos relacionados com as tintas utilizadas, que podem ser tóxicas para o organismo. Além disso, dependendo do tatuador e das condições do ambiente, pode não haver a higiene necessária para o procedimento, aumentando o risco de infecções e complicações após a realização da tatuagem.

As tintas vermelhas, laranjas e amarelas são as mais perigosas porque contém composto azólico que se desintegram quando expostas ao sol, espalhando-se pelo corpo e podendo aumentar o risco de câncer. As cores verde e azul em tons metálicos contêm níquel e, por isso, podem causar alergia de contato, sendo proibido em muitos cosméticos e bijuterias. Já a cor preta, apesar de ter menos riscos, contém substâncias tóxicas como carbon black, à base de petróleo, alcatrão e borracha, que aumentam as toxinas no corpo, facilitando o surgimento de doenças.

Apesar disso, os riscos da tatuagem podem ser diminuídos ao realizar a tatuagem com um profissional conhecido e qualificado e que tenha bons equipamentos, tintas e condições de higiene.

Principais riscos da tatuagem para a saúde

Os principais riscos de fazer uma tatuagem incluem:

  • Reação alérgica à tinta usada, que podem surgir mesmo após muitos anos da realização da tatuagem;
  • Inflamação do local, o que deixa a região mais vermelha, com temperatura mais elevada e inchada, aumentando o risco de formação de cicatriz e infecção;
  • Formação de queloides que são cicatrizes feias com relevo e inchaços;
  • Risco de infecção durante a realização da tatuagem pelo vírus da hepatite B ou C, HIV ou Staphylococcus aureus, se o material utilizado não for descartável;
  • Coceira e manchas na pele, principalmente no caso de tatuagem de henna;
  • Aparecimento de um halo escuro na tatuagem após a sua realização e que permanece mesmo após a cicatrização, situação chamada de difusão subcutânea da tinta, o que pode ser consequência da realização de técnica incorreta;
  • Aumento do risco de desenvolvimento de lesões benignas, como queratose seborreica, dermatofibroma e cistos na pele.

Os riscos das tatuagens estão principalmente associados com o fato de algumas tintas possuírem substâncias que, apesar de serem regulamentadas pela ANVISA, não podem ser classificadas como medicamentos, nem cosméticos, o que dificulta sua regulamentação e estudos. Outro fator importante é que além da falta de estudos sobre os efeitos da tatuagem em humanos, a curto, médio e longo prazo, os testes em animais não são permitidos.

Cuidados ao fazer uma tatuagem

Para reduzir o risco de surgimento de alguma destas complicações é importante ter alguns cuidados como:

  • Exigir que todo o material seja novo e descartável, evitando materiais que são esterilizados e reutilizados;
  • Fazer a tatuagem com um profissional devidamente capacitado e que mantenha as boas condições de higiene do espaço;
  • Preferir tatuagens pequenas e pretas;
  • Não fazer tatuagem em cima de pintas ou manchas, porque isso pode dificultar a visualização de alguma alteração no tamanho, forma ou cor da pinta;
  • Aplicar uma pomada ou creme cicatrizante ou antibiótica após a sua realização e durante 15 dias;
  • Aplicar uma boa camada de protetor solar, sempre que se expor ao sol, para proteger a pele e evitar que a tattoo desbote;
  • Não frequentar a praia ou piscina nos primeiros 2 meses pra diminuir o risco de infecções;
  • Não doar sangue durante 1 ano após a realização da tattoo.

Ao observar qualquer alteração na pele no local da tatuagem deve-se ir ao médico para realizar exames e iniciar o tratamento adequado que pode incluir o uso de medicamentos para controlar os sintomas ou a doença que pode ter surgido e também a remoção da tatuagem. Veja o que fazer para remover a tatuagem.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • BLOG DA SAÚDE - MINISTÉRIO DA SAÚDE. Quem fez tatuagem tem que esperar um ano para doar sangue. Quem usa piercing não pode fazer doação. Disponível em: <http://www.blog.saude.gov.br/index.php/34818-quem-fez-tatuagem-tem-que-esperar-um-ano-para-doar-sangue-quem-usa-piercing-nao-pode-fazer-doacao>. Acesso em 17 Fev 2020
  • Riscos associados à tatuagem decorativa. Disponível em: <https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/76529/2/32623.pdf>. Acesso em 09 Ago 2021
  • SOUSA, Karen S.; MARTINS, Elizabeth R. C.; AMORIM, Cristiane Maria et al. Saberes e práticas de biossegurança entre tatuadores: uma contribuição do enfermeiro. Rev enferm UERJ. Vol 24. 4 ed; 2016
Mais sobre este assunto: