Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Melhor panela para a saúde: confira as vantagens e desvantagens de 7 tipos

Atualizado em Julho 2019

Qualquer cozinha no mundo possui vários tipos de panelas e utensílios que, geralmente, são construídos a partir de diferentes materiais, sendo que os mais comuns incluem o alumínio, o inox e teflon.

Com o avanço da ciência e da tecnologia, todos os anos, as diferentes marcas de utensílios de cozinha liberam novos produtos, produzidos com versões mais atualizadas de cada material, que tentam combinar a facilidade de uso, com a durabilidade e a segurança para a saúde.

Assim, desde que sejam utilizadas sem danos, de acordo com as orientações do fabricante e sejam corretamente cuidadas, a maior parte das panelas são seguras para a saúde. Veja a seguir os principais tipos de panelas, quais suas vantagens e como cuidar corretamente para que se mantenham seguras:

1. Alumínio

Melhor panela para a saúde: confira as vantagens e desvantagens de 7 tipos

O alumínio é possivelmente o material mais utilizado para fabricar panelas e utensílios de cozinha, pois é barato, leve e um excelente condutor de calor, o que faz com que a comida cozinhe mais rapidamente e também distribui melhor a temperatura, evitando pedaços queimados, que acabam produzindo substâncias potencialmente cancerígenas.

No entanto, existe um leve risco de o alumínio ser liberado na comida, mas estudos indicam que as quantidades liberadas são muito baixas e que, para que isso aconteça, a comida precisa ficar armazenada em um recipiente ou panela de alumínio durante várias horas e na temperatura ambiente. Assim, o ideal é que, após cozinhar, se retire a comida da panela e se armazene em recipientes de vidro, se necessário.

Como cuidar: este tipo de panela é fácil de ser lavado, devendo-se utilizar apenas água morna e um pouco de detergente neutro, esfregando com uma esponja macia.

2. Inox

Melhor panela para a saúde: confira as vantagens e desvantagens de 7 tipos

As panelas de inox, que também podem ser chamadas de panelas de aço inoxidável, são feitas de uma mistura de crómio e níquel, que é representada nas informações da panela através de uma equação que normalmente é "18/8", que significa que a panela contém 18% de crómio e 8% de níquel.

Este tipo de material é muito resistente e durável e, por isso, também é muito usado em vários utensílios, porém tem pior condutividade de calor e, assim, é mais fácil que a comida possa sair com algum locais mais queimados. Para contrariar esta tendência, muitas panelas de inox contêm fundos de alumínio, que acabam distribuindo melhor o calor. As panelas de inox estão mais indicadas para cozinhar alimentos dentro de água, já que a água também ajuda a distribuir melhor o calor.

Como cuidar: para que este tipo de panela dure mais tempo deve-se lavar com a parte macia da esponja e usar bombril para ariar, para que ela não fique arranhada. Além disso, também não é recomendado cozinhar alimentos ácidos neste tipo de panela e deve-se substituir a panela caso esteja amassada ou arranhada.

3. Teflon anti-aderente

Melhor panela para a saúde: confira as vantagens e desvantagens de 7 tipos

O teflon anti-aderente é um tipo de material que muitas vezes é usado para revestir panelas de alumínio, de forma a evitar que os alimentos fiquem grudados na panela, especialmente quando se pretende grelhar sem gordura, por exemplo.

Embora este tipo de panelas seja conhecido por poder causar problemas de saúde, se estiverem danificadas, a FDA afirma que não causam qualquer problema para a saúde, mesmo que o teflon seja acidentalmente ingerido. Isso porque o teflon é quimicamente inerte, o que significa que não é transformado no corpo, entrando pela boca e sendo eliminado nas fezes.

No entanto, o que pode causar perigos para a saúde são as panelas ou utensílios anti-aderentes que, além do teflon, utilizam ácido perfluorooctanóico (PFOA). Assim, o ideal é que sempre se leia o rótulo ao comprar panelas anti-aderentes.

Como cuidar: deve-se cozinhar nesta panela utilizando-se apenas utensílios que não consigam riscar o revestimento anti-aderente, como colher de pau ou utensílios de silicone. Além disso, para lavar é muito importante usar a parte macia da esponja e não passar o bombril. Por fim, para garantir um bom funcionamento da camada de teflon, a temperatura não deve ultrapassar 260ºC.

4. Cobre

Melhor panela para a saúde: confira as vantagens e desvantagens de 7 tipos

O cobre é o segundo melhor metal condutor de calor, ficando apenas atrás da prata. Dessa forma, é um excelente material para cozinhar, já que garante uma preparação mais regular da comida, com menos risco de queimar. Contudo, é um metal caro, além de ser mais pesado, acabando por ser usado mais frequentemente em panelas e utensílios de cozinhas profissionais.

Embora seja bom para garantir uma temperatura mais regular em toda sua superfície, o cobre não deve entrar em contato direto com a comida, para evitar contaminação. Assim, as panelas feitas com este material geralmente contêm uma fina camada de alumínio ou latão.

Como cuidar: este tipo de panela é fácil de cuidar, podendo ser lavado com água e sabão, assim como o bombril. Porém, como é um material que mancha muito facilmente, também pode ser lavado com limão e um pouco de sal, para retirar as manchas.

5. Ferro fundido

Melhor panela para a saúde: confira as vantagens e desvantagens de 7 tipos

A panela de ferro fundido é uma ótima opção porque não traz qualquer risco para a saúde, é bastante resistente e pode cozinhar a temperaturas muito altas, sendo indicada para preparar carne ou frituras. Além disso, ao cozinhar, algumas partículas de ferro vão sendo liberadas na comida, servindo como um excelente suplemento natural de ferro que ajuda a prevenir a anemia ferropriva.

Embora seja muito boa para a saúde, este tipo de panela é pouco versátil, já que é pesada, demora mais tempo para atingir a temperatura desejada e pode acumular ferrugem.

Como cuidar: este tipo de material deve ser limpo apenas com água e um pano ou uma esponja suave. Deve-se evitar colocar na máquina de lavar a loiça e deve ser sempre bem seca depois de lavar, para evitar o acúmulo de ferrugem.

6. Cerâmica, barro ou vidro temperado

Melhor panela para a saúde: confira as vantagens e desvantagens de 7 tipos

As panelas e os utensílios de cerâmica, barro ou de vidro temperado geralmente só podem ser utilizados no forno para preparar assados ou sopas, já que são materiais que não conseguem distribuir corretamente o calor e que, por isso, podem acabar quebrando, se usados diretamente sobre o fogo. Ao contrário da maior parte dos materiais, são inócuos e não liberam qualquer tipo de químico quando utilizados frequentemente.

Dessa forma, estes tipos de utensílios são menos versáteis que as outras panelas, podendo ser usados apenas para preparações no forno ou para servir a comida, por exemplo. Além disso, são materiais frágeis, que podem acabar quebrando muito facilmente.

Como cuidar: a cerâmica e o vidro são muito fáceis de cuidar, devendo-se lavar apenas com água, sabão e uma esponja suave.

7. Pedra sabão

A pedra sabão é um tipo de material que é ideal para cozinhar alimentos durante muito tempo, já que vai gradualmente acumulando calor. Assim, este tipo de material é muitas vezes usado para preparar grelhados sobre grelhas no churrasco ou sobre qualquer tipo de fonte de calor.

Embora também seja um material seguro para cozinhar, demora muito tempo para aquecer e, consequentemente esfriar, podendo causar queimadura quando é mal utilizado. Além disso, é pesado e pode ser mais caro que outros tipos de utensílios para cozinhar.

Como cuidar: na primeira utilização, a pedra sabão deve ser lavada com água com sal e muito bem seca. Nas utilizações seguintes, é recomendado limpar apenas com água e não usar sabão, aplicando uma camada de azeite no final, antes de secar.


Bibliografia

  • NUTRITIONAL THERAPY ASSOCIATION, INC.. Safe Cookware & Storage Containers. Link: <nutritionaltherapy.com>. Acesso em 04 Jul 2019
  • ITALIAN ASSOCIATION OF DIETITIANS. Guide for choosing materials for cooking food. Link: <www.ballarini.it>. Acesso em 04 Jul 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem