Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Remifemin: remédio natural para menopausa

O Remifemin é um remédio fitoterápico desenvolvido à base de Cimicífuga, uma planta medicinal que também pode ser conhecida como Erva-de-São-Cristóvão e que é bastante eficaz na redução dos sintomas típicos da menopausa, como fogachos, alterações de humor, ansiedade, secura vaginal, insônia ou suores noturnos.

A raiz da planta usada nestes comprimidos é tradicionalmente utilizada na medicina chinesa e ortomolecular porque ajuda a regular os níveis hormonais da mulher. Por isso, o tratamento com Remifemin é uma ótima alternativa natural para aliviar os sintomas de menopausa em mulheres que não podem fazer reposição hormonal por terem histórico familiar de câncer do útero, mama ou ovário. 

Dependendo da idade da mulher e da intensidade dos sintomas podem ser usados tipos diferentes do medicamento:

  • Remifemin: contém a fórmula original apenas com Cimicífuga e é usado por mulheres com sintomas leves de menopausa ou quando a menopausa já está estabelecida;
  • Remifemin Plus: além da Cimicífuga, contém também Hipericão, sendo usado para aliviar sintomas mais fortes de menopausa, especialmente durante a fase inicial da menopausa, que é o climatério.

Embora este remédio não precise de receita médica é recomendado consultar o ginecologista antes de iniciar o tratamento, pois as plantas da fórmula podem diminuir ou alterar o efeito de outros medicamentos como Varfarina, Digoxina, Sinvastatina ou Midazolam.

Remifemin: remédio natural para menopausa

Como tomar

A dose recomendada é de 1 comprimido duas vezes por dia, independentemente das refeições. Os efeitos deste medicamento começam cerca de 2 semanas após o inicio do tratamento.

Este remédio não deve ser tomado por mais de 6 meses sem orientação médica, devendo-se consultar o ginecologista durante esse período.

Efeitos colaterais

Os principais efeitos colaterais mais frequentes do Remifemin incluem diarreia, coceira e vermelhidão na pele, inchaço do rosto e aumento do peso corporal. 

Quem não deve tomar

Este fitoterápico não deve ser tomado por grávidas, mulheres a amamentar ou pessoas com alergia à raiz da planta Cimicífuga. 

Mais sobre este assunto:


Carregando
...