Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

6 opções de medicamentos para reumatismo

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
dezembro 2022

Os remédios indicados pelo médico para tratar o reumatismo são anti-inflamatórios, analgésicos ou corticoesteroides, que ajudam a diminuir os sintomas como dor, dificuldade para se movimentar, rigidez e o desconforto causado pela inflação nos ossos, articulações e músculos, além de regular o sistema imunológico.

O reumatismo é uma expressão antiga da medicina, já não mais utilizada, apesar de ainda ser muito dita popularmente para expressar um conjunto de doenças de causa inflamatória ou auto-imune, chamadas de doenças reumatológicas, que, geralmente, atingem articulações, ossos e músculos, mas que também podem comprometer a função de órgãos como pulmões, coração, pele e sangue.

As doenças reumatológicas são um grupo de diversas doenças, e alguns dos principais exemplos são osteoartrose, artrite reumatoide, lúpus, espondilite anquilosante, dermatomiosite ou vasculite, por exemplo. Por isso, é importante consultar o reumatologista para que seja feita uma avaliação e seja indicado o tratamento de acordo com os sinais e sintomas apresentados pela pessoa.

Imagem ilustrativa número 1

Principais medicamentos

Alguns exemplos de medicamentos para reumatismo que devem ser orientados pelo médico reumatologista são:

1. Anti-inflamatórios

Os medicamentos anti-inflamatórios reduzem o processo inflamatório que causa dor e inchaço. É recomendado uso somente em períodos de crise, pois o uso contínuo pode causar efeitos colaterais.

Exemplos: Ibuprofeno, Aspirina, Naproxeno, Etoricoxib ou Diclofenaco.

2. Analgésicos

O analgésicos ajudam a controlar a dor e contribuem para que a pessoa continue realizando as atividades diárias com o menor desconforto. Esses medicamentos podem estar associados a outros medicamentos indicados pelo reumatologista ou clínico geral.

Exemplos: Dipirona ou Paracetamol.

3. Corticoesteroides

Os corticoesteroides reduzem de forma mais potente o processo inflamatório e modulam o sistema imune. Seu uso contínuo deve ser evitado, mas em alguns casos, sob indicação médica, podem ser mantidos em doses baixas por períodos prolongados, dependendo da gravidade e estado geral de saúde da pessoa.

Exemplos: Prednisona, Prednisolona ou Betametasona.

4. Antirreumáticos

Os medicamentos antirreumáticos, também conhecidos como medicamentos modificadores da doença, diminuem a reação inflamatória, bloqueando a resposta das células à atividade do sistema imune.

Exemplos: Metotrexato, Sulfassalazina, Leflunomida ou Hidroxicloroquina.

5. Imunossupressores

Os imunossupressores diminuem a reação inflamatória da doença, bloqueando a resposta das células à atividade do sistema imune, aliviando os sintomas inflamatórios, como a dor.

Exemplos: Ciclosporina, Ciclofosfamida ou Azatioprina.

6. Imunobiológicos

Os medicamentos imunobiológicos são uma terapia mais recente que utiliza mecanismos de ativação do próprio sistema imunológico no combate a processos inflamatórios por doenças auto-imunes.

Exemplos: Etanercepte, Infliximabe, Golimumabe, Abatacepte, Rituximabe ou Tocilizumabe.

Remédios caseiros

Para tratar as doenças reumatológicas, além do uso de remédios, também é importante ter cuidados caseiros que ajudam a controlar a inflamação e aliviar os sintomas crônicos. Algumas opções incluem:

  • Compressas com gelo ou água fria, por cerca de 15 a 30 minutos, 2 vezes ao dia, nos períodos de inflamação das articulações;
  • Exercícios de fisioterapia, úteis para trabalhar a mobilidade das articulações, fortalecer os músculos e favorecer uma melhor condição física dos portadores de reumatismo, e são orientados pelo fisioterapeuta de acordo com a doença de cada pessoa;
  • Praticar atividades físicas, pois a prática de exercícios, como natação, hidroginástica ou caminhadas é muito importante para portadores de doenças reumatológicas, pois ajuda a controlar o peso, impede a sobrecarga das articulações, fortalece os músculos e ossos, aumenta a flexibilidade e mantém uma boa saúde cardiovascular.
  • Cuidados com a alimentação, que deve ser rica em ômega-3, presente em peixes de água fria, como salmão e sardinha, e em sementes como chia e linhaça, pois existem evidências de que ajudam a regular o sistema imune. Também é importante que a dieta contenha cálcio e vitamina D, presente em leites e derivados, além de ser recomendado evitar bebidas alcoólicas e o consumo de alimentos processados e com muitos aditivos, pois podem piorar os processo inflamatório e atrapalhar o tratamento.

Além disso, a terapia ocupacional também é uma boa alternativa para pessoas com doenças das articulações e ossos, já que estes profissionais podem orientar como fazer as tarefas do dia-a-dia da melhor forma para evitar a sobrecarga das articulações, a dor e o processo inflamatório.

Confira, também algumas outras opções de remédios caseiros para reumatismo.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em dezembro de 2022.

Bibliografia

  • DRUGS.COM. Nonsteroidal anti-inflammatory drugs. Disponível em: <https://www.drugs.com/drug-class/nonsteroidal-anti-inflammatory-agents.html>. Acesso em 19 jan 2022
  • ALTMAN, R.; et al. Advances in NSAID development: evolution of diclofenac products using pharmaceutical technology. Drugs. 75. 8; 859-77, 2015
Mostrar bibliografia completa
  • DRUGS.COM. Prednisone. 2021. Disponível em: <https://www.drugs.com/prednisone.html>. Acesso em 19 jan 2022
  • DRUGS.COM. Prednisolone. 2021. Disponível em: <https://www.drugs.com/mtm/prednisolone.html>. Acesso em 19 jan 2022
  • PEREIRA, Ana Líbia Cardozo et. al.. Uso sistêmico de corticosteróides: revisão da literatura. Med Cutan Iber Lat Am. 35. 1; 35-50, 2007
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.

Tuasaude no Youtube

  • Como aliviar a dor com ANALGÉSICOS NATURAIS

    04:26 | 1195576 visualizações