6 remédios caseiros para micose de unha (unheiro)

Os melhores remédios caseiros para a micose de unha, conhecida popularmente como "unheiro" ou cientificamente como onicomicose, são, principalmente aqueles preparados com óleos essenciais, já que uma boa parte desses óleos tem propriedades antifúngicas comprovadas e estudadas.

Embora possam ser utilizados isoladamente, os óleos essenciais também podem ser usados junto com o tratamento medicamentoso receitado pelo médico, potencializando seu efeito e acelerando a recuperação. No entanto, é importante que sempre se informe o médico sobre o uso dos óleos, para que possam ser adaptadas as doses e até orientados cuidados específicos.

Estes remédios naturais podem até ser usados quando surgem os primeiros sintomas de micose de unha, como a presença de uma mancha amarelada e espessamento da unha, para tentar controlar a infecção, até à consulta com o médico. Saiba identificar os sintomas da micose de unha.

1. Óleo essencial de alho

O óleo essencial do alho é um dos óleos melhor estudados para o combate de fungos e outros micro-organismos, tendo um forte efeito e sendo, assim, indicado por muitos médicos e profissionais que recorrem a opções naturais para o tratamento de infecções por fungos. Esse efeito acontece principalmente devido à presença da substância alicina.

Além disso, o alho é barato e bastante versátil, podendo ser usado na sua forma natural ou como óleo.

Ingredientes

Modo de preparo

Cortar o alho em fatias e aplicar diretamente sobre a unha afetada por 30 minutos, todos os dias. Idealmente, o pé deve ser lavado antes e depois da aplicação do alho, para garantir melhor efeito. Este processo deve ser repetido até 4 semanas depois de que a unha voltou ao seu estado normal, o que pode demorar entre 4 a 6 meses.

Uma vez que algumas pessoas podem apresentar sensibilidade aumentada para o óleo essencial do alho, é aconselhado tentar manter o alho apenas sobre a unha. Caso surjam sintomas de queimação ou vermelhidão na pele devido à aplicação do alho, é recomendado lavar o local com água fria e evitar voltar a colocar alho nessa região, já que poderá causar queimaduras ou inflamação.

2. Óleo essencial de tea tree

O óleo de tea tree, que também pode ser conhecido como óleo de melaleuca, contém um composto, conhecido como terpinen-4-ol, que, segundo alguns estudos científicos, demonstrou ter efeito antifúngico, especialmente para os principais organismos causadores da micose de unha.

Como usar: deve-se pingar um gota diretamente sobre a unha afetada, 2 vezes ao dia, após a lavagem do local com água e sabão. O tratamento deve ser mantido por cerca de 4 a 6 meses ou até 4 semanas após a unha recuperar as características normais.

Embora na maioria dos casos não existam efeitos colaterais referidos com o uso deste óleo, pessoas que têm pele mais sensível devem misturar a gota de melaleuca com 1 gota de um óleo vegetal, como coco ou abacate, antes de aplicar na unha.

3. Óleo essencial de alecrim

Assim como o óleo de tea tree, o óleo de alecrim, conhecido cientificamente como Rosmarinus officinalis, também tem apresentado efeitos muito positivos no combate a fungos responsáveis pela micose de unha, em estudos feitos no laboratório. Assim, pode ser uma excelente opção natural para tentar controlar o problema.

Como usar: aplicar uma gota diretamente na unha afetada, 2 vezes ao dia, após lavar o local com água e sabão. Caso exista sensibilidade da pele a este óleo essencial, com irritação e vermelhidão na pele em redor da unha, deve-se misturar com 1 gota de um óleo vegetal, como óleo de amêndoas, abacate ou coco, por exemplo.

Este tratamento deve ser mantido por até 4 semanas após desaparecimento dos sintomas, para garantir que o excesso de fungos é completamente eliminado.

4. Óleo essencial de cravo da índia

O óleo essencial de cravo da índia é uma excelente opção natural para micose de unha, pois é rico em eugenol que possui ação antifúngica potente comprovada, que ajuda a combater os fungos causadores da micose na unha, como Candida albicans, Trichophyton rubrum e Trichophyton mentagrophytes.

Como usar: aplicar 1 gota do óleo essencial de cravo da índia diretamente na unha afetada, pelo menos 2 vezes por dia, após lavar o local afetado com água e sabão. Para evitar irritação na pele ao redor da unha, pode-se misturar 2 gotas do óleo essencial de cravo da índia com 1 colher (de sopa) de um óleo carreador, como óleo de coco, óleo de amêndoas ou óleo de jojoba, por exemplo.

5. Óleo essencial de tomilho

O timol e o carvacrol, presentes na composição do óleo essencial de tomilho, possuem forte ação antifúngica que ajuda a eliminar fungos causadores da micose na unha, como Candida albicans, sendo uma boa opção de natural para combater esse tipo de micose.

Como usar: misturar 1 a 3 gotas do óleo essencial de tomilho com 1 colher (de chá) de óleo de coco ou outro óleo vegetal e aplicar diretamente na unha afetada, 2 vezes por dia, após lavar a região afetada com água e sabonete neutro. O tratamento com o óleo essencial de tomilho pode ser feito por no máximo 3 meses e não deve ser usado por mulheres grávidas ou em amamentação.

6. Óleo essencial de orégano

O óleo essencial de orégano é outra boa opção natura para o tratamento de micose de unha, pois possui substâncias, como o carvacrol, cariofileno e espatulenol, com forte ação antifúngica que ajudam a eliminar os fungos causadores da micose de unha como Candida albicans, Trichophyton rubrum, Trichophyton mentagrophytes e Fusarium oxysporum.

Como usar: para aplicar o óleo essencial de orégano, deve-se misturar 3 gotas do óleo essencial com 1 colher (de sopa) de óleo de côco, azeite ou outro óleo vegetal, e aplicar na unha afetada 1 a 2 vezes por dia, após lavá-la com água e sabonete neutro. Este tratamento deve ser feito por até 3 semanas para garantir que os fungos sejam eliminados.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em janeiro de 2022. Revisão clínica por Manuel Reis - Enfermeiro, em janeiro de 2022.

Bibliografia

  • MARCOS-ARIAS, C.; et al. In vitro activity of origanum vulgare essential oil against candida species. BMC Complement Altern Med. 11. 119, 2011
  • SHARIFI-RAD, M.; et al. Carvacrol and human health: A comprehensive review. Phytother Res. 32. 9; 1675-1687, 2018
Mostrar bibliografia completa
  • ALVES, Melissa; et al. Unveiling the Antifungal Potential of Two Iberian Thyme Essential Oils: Effect on C. albicans Germ Tube and Preformed Biofilms. Front Pharmacol. 2019; 10: 446. 10. 446; 1-11, 2019
  • PATIL, S. M.; et al. A systematic review on ethnopharmacology, phytochemistry and pharmacological aspects of Thymus vulgaris Linn. Heliyon. 7. 5; e07054, 2021
  • FLORES, F. C. Essential Oils for Treatment for Onychomycosis: A Mini-Review. Mycopathologia. 181. 1-2; 9-15, 2015
  • SALEHI, Bahare; et al. Thymol, thyme, and other plant sources: Health and potential uses. Phytotherapy Research. 1–19, 2018
  • KALEMBRA, D.; KUNICKA, A. Antibacterial and antifungal properties of essential oils. Curr Med Chem. 10. 10; 813-29, 2003
  • SHIN, S.; LIM, S.. Antifungal effects of herbal essential oils alone and in combination with ketoconazole against Trichophyton spp.. Journal of Applied Microbiology. 1289-1296,
  • ABDELHAMID, Dina et al.. Evaluation of the Therapeutic Efficacy of Tea Tree Oil in Treatment of Onychomycosis. International Journal of Pharmacognosy and Phytochemical Research. Vol.12. 1414-1420, 2017
  • PARASHAR, Bharat et al.. Natural Therapy of Fungal Nail Disease: Review. The Pharma Journal. Vol.1. 39-45, 2012
Revisão clínica:
Manuel Reis
Enfermeiro
Pós-graduado em fitoterapia clínica e formado pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, em 2013. Membro nº 79026 da Ordem dos Enfermeiros.