Salgueiro branco: para que serve e como fazer o chá

Revisão clínica: Manuel Reis
Enfermeiro
janeiro 2022

O salgueiro branco é uma planta medicinal, de nome científico Salix alba, que é rico em salicina, uma substância natural que é semelhante ao ingrediente principal da aspirina, tendo, por isso, propriedade analgésica e anti-inflamatória. O salgueiro branco é popularmente utilizado como remédio caseiro para aliviar dor de cabeça, febre e dores causadas por problemas inflamatórios como distensão e estiramento muscular, artrite reumatoide ou osteoartrite, por exemplo.

A parte normalmente utilizada do salgueiro branco é a sua casca, geralmente para a preparação de chás, no entanto, também pode ser encontrado na forma de cápsulas preparadas com o extrato seco da casca. 

O salgueiro branco pode ser encontrado em ervanárias, lojas de produtos naturais ou farmácias de manipulação, e deve ser usado com orientação de um médico ou outro profissional de saúde que tenha experiência com o uso de plantas medicinais.

Cascas secas de salgueiro branco
Cascas secas de salgueiro branco

Para que serve 

As propriedades do salgueiro branco incluem sua ação sudorífera, antitérmica, analgésica, anti-inflamatória, antirreumática e anticoagulante, sendo normalmente indicado para:

  • Febre;
  • Gripes e resfriados;
  • Dor de cabeça;
  • Reumatismo;
  • Artrite;
  • Artrose;
  • Osteoartrose;
  • Gota;
  • Dor muscular;
  • Dor nas costas;
  • Distensão ou estiramento muscular.

Embora tenha benefícios para a saúde, o uso de salgueiro branco não substitui o tratamento médico e deve ser usado somente com orientação de um médico ou de um fitoterapeuta.

Como usar

O salgueiro é geralmente usado na forma de chá ou cápsulas:

1. Chá de salgueiro branco

Para preparar o chá de salgueiro branco, deve-se utilizar a casca dessa planta de onde é extraída a principal substância ativa, a salicina.

Ingredientes

  • 1 colher (de chá) de cascas de salgueiro secas e picadas;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo

Colocar a água para ferver e adicionar a casca de salgueiro. Deixar ferver por 10 minutos, coar, esperar amornar e beber até 2 xícaras por dia, de preferência depois das refeições.

2. Cápsulas de salgueiro

A cápsula de salgueiro deve ser tomada por via oral, com um copo de água, após as refeições, sendo que a dose normalmente recomendada é de 1 cápsula de 400 mg, de 1 a 2 vezes por dia, ou conforme orientação do médico ou do fitoterapeuta.

Possíveis efeitos colaterais

O salgueiro branco é relativamente seguro quando usado por no máximo 12 semanas de tratamento e nas quantidades recomendadas, não devendo exceder 1 a 3 g da casca na forma de chá ou cápsulas por dia. 

Entretanto, o salgueiro pode causar efeitos colaterais como diarréia, azia, dor de estômago, náuseas, vômitos ou hemorragias.

Devido à presença de salicina na sua composição, que tem ação anticoagulante como a aspirina, o salgueiro branco pode aumentar o risco de sangramentos. Dessa forma não deve ser usado por quem problemas de saúde que aumentam o risco de sangramento, como úlceras gástricas, varizes esofágicas ou hemofilia, por exemplo.

Quem não deve usar

O salgueiro não deve ser usado por crianças, mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas que tenham alergia à aspirina.

Além disso, o salgueiro não deve ser tomado nas seguintes situações:

  • Tendência para sangramentos;
  • Crise de asma induzida pelo uso de aspirina ou outros anti-inflamatórios não esteroides;
  • Úlceras do estômago ou do intestino ativas;
  • Histórico de úlceras no estômago ou intestino;
  • Gastrite;
  • Refluxo gastroesofágico;
  • Colite, diverticulite ou diverticulose;
  • Insuficiência renal, hepática ou cardíaca grave.

Além disso, o salgueiro branco também não deve ser usado por pessoas em tratamento com aspirina, metotrexato, remédios anticonvulsivantes, como fenitoína ou ácido valpróico, ou remédios anticoagulantes orais como a varfarina, por exemplo. 

É importante informar ao médico e ao fitoterapeuta todos os remédios que se utiliza, pois o salgueiro pode interferir no efeito de diversos medicamentos e causar efeitos colaterais graves.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Manuel Reis - Enfermeiro, em janeiro de 2022.

Bibliografia

  • NIEMAN, D. C.; et al. A commercialized dietary supplement alleviates joint pain in community adults: a double-blind, placebo-controlled community trial. Nutr J. 12. 1; 154, 2013
  • GAWLIK-DZIKI, U.; et al. Bioaccessibility in vitro of nutraceuticals from bark of selected Salix species. ScientificWorldJournal. 2014. 782763, 2014
Mostrar bibliografia completa
  • VHURUBASIK, S.; et al. Treatment of low back pain exacerbations with willow bark extract: a randomized double-blind study. Am J Med. 109. 1; 9-14, 2000
  • OLTEAN, H.; et al. Herbal medicine for low-back pain. Cochrane Database Syst Rev. 2014. 12; CD004504, 2014
  • SHARA, Mohd; STOHS, Sidney J.. Efficacy and Safety of White Willow Bark (Salix alba) Extracts. Phytotherapy Research. Vol.29. 1112-1116, 2015
  • CHURUBASIK, S.; et al. Treatment of low back pain with a herbal or synthetic anti-rheumatic: a randomized controlled study. Willow bark extract for low back pain. Rheumatology (Oxford). 40. 12; 1388-93, 2001
Revisão clínica:
Manuel Reis
Enfermeiro
Pós-graduado em fitoterapia clínica e formado pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, em 2013. Membro nº 79026 da Ordem dos Enfermeiros.