Aroeira: para que serve e como fazer o chá

Dezembro 2021

A aroeira é uma planta medicinal da espécie Schinus terebinthifolius, rica em flavonoides, saponinas, terpenos e taninos, que lhe conferem propriedades anti-inflamatórias, tônicas, diuréticas, cicatrizantes e antimicrobianas, sendo, por isso, popularmente muito utilizada como remédio caseiro para febre, reumatismo ou infecções urinárias em mulheres.

A parte normalmente utilizada da aroeira é a casca, geralmente para a preparação de chá, no entanto, também pode ser usada para fazer banhos de assento, compressas ou pomadas. 

A aroeira pode ser encontrada em ervanários, lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação, mercados e algumas feiras livres, e deve ser usada com orientação de um médico ou outro profissional de saúde que tenha experiência com o uso de plantas medicinais.

Aroeira: para que serve e como fazer o chá

Para que serve

A aroeira possui propriedades adstringente, balsâmica, diurética, anti-inflamatória, antimicrobiana, tônica e cicatrizante, sendo normalmente indicada para:

  • Úlceras;
  • Azia;
  • Gastrite;
  • Reumatismo;
  • Artrite;
  • Bronquite;
  • Diarreia;
  • Distensão dos tendões;
  • Infecção urinária, como cistite em mulheres;
  • Inflamações ou infecções vaginais.

Além disso, a aroeira pode ser usada para ajudar a diminuir a febre e a tosse, por exemplo. 

Embora tenha muitos benefícios, esta planta medicinal não substitui o tratamento médico e deve ser usada com orientação do médico ou de um fitoterapeuta.

Como usar a aroeira

A aroeira pode ser usada na forma de chá, banhos de assento, compressas ou pomada, preparados com a casca desta planta.

1. Chá de aroeira

O chá de aroeira ajuda a aliviar problemas gastrointestinais, como azia, diarréia, gastrite ou úlceras, além de também poder ajudar no tratamento de infecções urinárias, por exemplo.

Ingredientes

  • 100 g de pó da casca da aroeira;
  • 1 litro de água fervente.

Modo de preparo

Adicionar o pó da casca na água fervente, misturar e depois tomar cerca de 3 colheres de sopa por dia.

Este chá também pode ser usado para fazer compressas para reumatismo ou artrite, devendo-se molhar uma compressa limpa e seca no chá de aroeira, como uma gaze ou uma faixa, por exemplo, e aplicar a compressa sobre a região afetada.

2. Banho de aroeira

O banho de aroeira pode ser usado para problemas de pele ou doenças reumáticas, por exemplo, devido às suas propriedades anti-inflamatórias, cicatrizantes e antimicrobianas.

Ingredientes

  • 20 g de cascas de aroeira;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo 

Colocar os ingredientes em uma panela para ferver durante cerca de 5 minutos. Depois coar, esperar amornar e tomar o banho, jogando a sua água sobre a pele na região afetada massageando suavemente. Deve-se evitar o contato da água do banho de aroeira na região dos olhos.

3. Banho de assento com aroeira

A aroeira ajuda a combater bactérias e fungos, sendo muito utilizada em banhos de assento para auxiliar no tratamento de infecções e corrimentos vaginais.

Ingredientes

  • 10 g de cascas de aroeira;
  • 1 litro e meio de água.

Modo de preparo

Ferver a água e acrescentar as cascas de aroeira. Deixar ferver por 10 minutos. Apagar o fogo, coar e colocar a mistura em uma bacia. Quando o chá estiver morno, sentar na bacia sem roupa e fazer o banho de assento, lavando cuidadosamente toda a vagina. Fazer este banho de assento 3 vezes ao dia por 3 dias.

4. Pomada de aroeira

Outra forma de usar a aroeira é na forma de pomada, que pode ser encontrada em farmácias ou drogarias, com o nome comercial Kronel, indicada para o tratamento de inflamações ou infecções vaginais, devendo ser usada com indicação do ginecologista.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais que podem surgir com o uso da aroeira são diarréia, dor de estômago, dermatite, irritação na boca ou garganta, especialmente quando essa planta é usada em quantidades maiores do que as recomendadas. Por isso o uso da aroeira deve ser feito com indicação médica ou de um profissional com experiência em plantas medicinais.

Quem não deve usar

A aroeira não deve ser usada por crianças, mulheres grávidas ou em amamentação, por pessoas com a pele muito sensível ou que tenham problemas gastrointestinais.

É importante ressaltar que o uso da aroeira deve ser feito apenas após indicação do médico ou do fitoterapeuta.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • CARVALHO, M. G.; et al. Schinus terebinthifolius Raddi: chemical composition, biological properties and toxicity. Rev. bras. plantas med. 15. 1; 158-169, 2013
  • MAIA, M. C. R.; et al. Propriedades terapêuticas da espécie Schinus terebinthifolius Raddi (aroeira-vermelha). Revista Eletrônica Acervo Saúde. 13. 4; 1-8, 2021
  • LIMA, L. B.; et al. Acute and subacute toxicity of Schinus terebinthifolius bark extract. Journal of Ethnopharmacology. 126. 3; 468-473, 2009
  • GILBERT, B.; FAVORETO, R. Schinus terebinthifolius Raddi. Revista Fitos. 6. 1; 43-56, 2011
  • AZEVEDO, C. S.; et al. Estudo farmacobotânico de partes aéreas vegetativas de aroeira-vermelha (Schinus terebinthifolius Raddi, Anacardiaceae). Rev. bras. plantas med. 17. 1; 26-35, 2015
  • Patocka Jiri et al. BRAZILIAN PEPPER TREE: REVIEW OF PHARMACOLOGY. Military Medical Science Letters. 86. 1; 32-41, 2017
  • ESTEVÃO, Lígia R. et al. Schinus terebinthifolius Raddi ( Aroeira) leaves oil attenuates inflammatory responses in cutaneous wound healing in mice. Acta Cir. Bras. Vol.32(9). 726-735, 2017
  • DE LUCENA, Periguari HL. et al. Avaliação da ação da Aroeira (Schinus terebinthifolius Raddi) na cicatrização de feridas cirúrgicas em bexiga de ratos. Acta Cirúrgica Brasileira. Vol 21. 2 ed; 46-51, 2006
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE E ANVISA. Monografia da espécie Schinus terebinthifolius Raddi (aroeira-da-praia). 2014. Disponível em: <http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2014/novembro/25/Vers--o-cp-Schinus-terebinthifolius.pdf>. Acesso em 23 Abr 2019
Mais sobre este assunto: