Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que são psicobióticos, seus benefícios e como funcionam

No corpo humano existem dois tipos principais de bactérias, as que ajudam a manter a saúde, que são chamadas de probióticos, e aquelas que são responsáveis por causar infecções e doenças. Os psicobióticos são um tipo dessas bactérias boas que têm uma ação que ajuda a manter a saúde mental, protegendo a mente contra doenças como depressão, transtorno bipolar ou distúrbios de pânico e ansiedade, por exemplo.

Estas bactérias estão presentes no intestino e, por isso podem ser reguladas através de uma alimentação mais rica em pré e probióticos como iogurtes, frutas e verduras. 

Além de proteger contra doenças, os psicobióticos também parecem ter um efeito positivo sobre a forma como se pensa, sente e reage ao longo de todo o dia.

O que são psicobióticos, seus benefícios e como funcionam

Benefícios dos psicobióticos

A presença de psicobióticos no intestino ajuda a reduzir acentuadamente os níveis de estresse, o que pode acabar tendo benefícios como:

  • Ajudar a relaxar: os psicobióticos diminuem os níveis de cortisol e aumenam a quantidade de serotonina, o que promove o relaxamento e afasta a negatividade criada pelo estresse;
  • Melhorar a saúde cognitiva: pois aumentam a conectividade entre os neurônios das áreas responsáveis pela cognição, permitindo solucionar mais rapidamente problemas;
  • Diminuir a irritabilidade: porque diminuem a atividade cerebral em regiões do cérebro relacionadas com as más emoções e pensamentos negativos;
  • Melhorar o humor: porque aumentam a produção de glutationa, um aminoácido responsável pelo humor e que ajuda a prevenir a depressão.

Devido aos seus benefícios, os psicobióticos podem assim ajudar a evitar ou tratar distúrbios mentais como depressão, transtorno obsessivo compulsivo, transtorno de ansiedade, distúrbios de pânico ou transtorno bipolar, por exemplo.

Além disso, ao melhorar a saúde mental e evitar o excesso de estresse, os psicobióticos têm um efeito positivo sobre o sistema imune e o trato digestivo, melhorando as defesas do organismo e evitando problemas e doenças do estômago.

Como funcionam

De acordo com vários estudos, as bactérias boas do intestino conseguem enviar mensagens desde o intestino até ao cérebro através do nervo vago, que se estende do abdômen até ao cérebro.

De todas as bactérias boas, os psicobióticos são aquelas que parecem ter um efeito mais forte sobre o cérebro, enviando neurotransmissores importantes como o GABA ou a seretonina, que acabam diminuindo os níveis de cortisol e aliviando sintomas temporários de estresse, ansiedade ou depressão.

Entenda quais os malefícios de elevados níveis de cortisol no organismo.

Como aumentar os psicobióticos

Uma vez que os psicobióticos fazem parte das bactérias boas que vivem no intestino, a melhor forma de aumentar a sua concentração é através da alimentação. Para isso, é muito importante aumentar a ingestão de alimentos prébióticos, que são os principais responsáveis pelo desenvolvimento de bactérias boas. Alguns desses alimentos incluem:

  • Iogurte;
  • Kefir;
  • Banana;
  • Maçã;
  • Cebola;
  • Alcachofra;
  • Alho.

Para potenciar o efeito da alimentação, é ainda possível tomar suplementos probióticos de Acidophilus, por exemplo, que são pequenas capsulas que contêm bactérias boas e que vão ajudar a aumentar a quantidade dessas bactérias no intestino.

Saiba mais sobre os probióticos e como aumentar sua concentração no intestino.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...