Prolapso retal: o que é, sintomas, causas e tratamento

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
março 2022

O prolapso retal é uma situação que acontece quando a parte interna do reto, que é a região final do intestino, sai pelo ânus e fica visível do lado de fora do corpo. O prolapso retal pode ser consequência do enfraquecimento do músculo anal devido ao envelhecimento, muito esforço para evacuar, prisão de ventre ou infecção pelo parasita Trichuris trichiura, por exemplo.

Dependendo da gravidade, o prolapso retal pode ser dividido em dois grandes tipos:

  • Prolapso retal parcial: quando só a camada de revestimento mucoso do intestino fica exposta. Nestes casos, pode ser mais difícil de visualizar o prolapso;
  • Prolapso retal total: quando todas as suas camadas ficam exteriorizadas, levando a um grande volume do reto fora do corpo.

É importante que o proctologista seja consultado para que seja feita uma avaliação e seja indicado o tratamento mais adequado, que pode envolver a compressão das nádegas, reintrodução manual pelo médico ou cirurgia, de acordo com a gravidade do prolapso.

Sintomas de prolapso retal

Normalmente o prolapso retal pode ser identificado pela exteriorização do reto, em que é possível observar a presença de um tecido vermelho escuro, úmido e em forma de tubo fora do ânus. Outros sinais e sintomas que podem surgir em caso de prolapso retal são:

  • Dor abdominal;
  • Sensação de uma massa no ânus;
  • Ardência, sangramento, desconforto e sensação de peso no ânus;
  • Dificuldade para defecar e sensação de evacuação incompleta.

Deve-se lembrar que o prolapso retal não deve ser confundido com hemorroidas. No caso do prolapso retal, a parte final do intestino pode ser vista fora do corpo pelo ânus, enquanto que as hemorroidas surgem quando as veias do intestino dilatam e saem para fora. Saiba mais sobre como saber se é hemorróidas e o que fazer.

Para confirmar o diagnóstico de prolapso retal, o médico coloproctologista faz um exame proctológico, através do qual se observa o prolapso no orifício anal. Em alguns casos, exames como colonoscopia, sigmoidoscopia ou radiografias com contraste podem ser solicitados para facilitar a confirmação e observar a extensão do problema.

Principais causas

O prolapso retal é mais comum de acontecer em pessoas a partir dos 60 anos devido ao envelhecimento e perda da força muscular da região. Nas crianças com menos de 3 anos, o prolapso retal costuma acontecer devido à fraqueza dos músculos e ligamentos que sustentam o intestino. No entanto, outras possíveis causas do prolapso retal são:

  • Prisão de ventre;
  • Esforço intenso para evacuar;
  • Enfraquecimento do músculo do ânus;
  • Infecção intestinal pelo verme Trichuris trichiura;
  • Malformações do intestino;
  • Perda de peso excessiva.

Além disso, o prolapso também pode surgir sempre que há uma alteração da anatomia da região, por cirurgia, parto, alguma lesão ou por doenças, como aumento da próstata ou malformação do intestino. Conheça outras causas do prolapso retal.

É normal o prolapso retal em crianças?

O prolapso retal infantil é relativamente comum em crianças até aos 3 anos de idade, devido aos músculos e ligamentos que sustentam o reto estarem ainda em formação e não estarem, por isso, fortemente fixos à parede abdominal, sendo que quando a criança tem diarreias frequentes, a parede do reto prolapsa e exterioriza-se.

Neste caso, o tratamento para prolapso retal em crianças apenas consiste em reintroduzir o reto, pois com o crescimento da criança, o reto irá fixar-se devidamente na parede. Além disso pode ainda estar associado a infeções, ao défice da absorção de nutrientes e a obstipação constante. Saiba mais sobre os sintomas e tratamento deste tipo de prolapso.

Como é feito o tratamento

O tratamento para prolapso retal deve ser orientado pelo gastroenterologista de acordo com a gravidade da situação. De forma geral, o tratamento inclui a compressão das nádegas para tentar reintroduzir o reto para dentro do ânus ou, caso seja necessária, a reintrodução manual do reto pelo médico proctologista.

Nos casos em que o prolapso retal é causado por prisão de ventre, o tratamento também inclui medicamentos laxantes, aumento da ingestão de alimentos ricos em fibras e ingestão de cerca de 2 litros de água por dia, para tentar reduzir o esforço a evacuar e tentar que o problema não volte a acontecer.

A cirurgia para prolapso retal também é uma opção, mas só é indicada em último caso e, em casos de prolapso retal frequente, sendo que na cirurgia, parte do reto pode ser retirada ou fixada ao osso sacro, para que não haja mais prolapso.

O prolapso retal tem cura?

O prolapso retal tem cura, e o seu tratamento inclui a regularização do funcionamento do intestino e a reintrodução do reto para dentro do ânus através de cirurgia. Nas crianças, é comum haver melhora espontânea com o crescimento, sendo apenas aconselhado manter orientação por um pediatra ou médico proctologista.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em março de 2022. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • SENE, Eduardo R.; SOERGER, Mariana; PONTES, Júlia F. et al. Prolapso retal infantil: uma revisão da literatura. Brazilian Journal of Health Review. Vol 4. 2 ed; 8699-8704, 2021
  • JUNIOR, Júlio Cesar M. S. Prolapso do reto aspectos clínicos e cirúrgicos. Rev bras Coloproct. Vol 25. 3 ed; 272-278, 2005
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.