Crise de asma: o que fazer e como evitar que surja

agosto 2022

Para aliviar a crise de asma é importante que a pessoa fique calma, numa posição confortável e faça uso da bombinha.

No entanto, quando a bombinha não está por perto, é recomendado que seja chamada a ajuda médica e que a pessoa seja mantida calma e na mesma posição, até que a respiração seja controlada ou a ajuda médica chegue.

As crises de asma podem ser identificadas por meio de alguns sintomas, como intensa dificuldade para respirar e lábios roxos, podendo ser evitada por meio da alimentação, por exemplo. Saiba mais sobre os sintomas de asma.

Primeiros socorros para crise de asma

O que se deve fazer durante uma crise de asma é:

  1. Acalmar a pessoa e ajudá-la a sentar-se numa posição confortável;
  2. Pedir para que a pessoa se incline ligeiramente para a frente, colocando os cotovelos repousados nas costas de uma cadeira, se possível, para facilitar a respiração;
  3. Verificar se a pessoa possui algum remédio para asma, ou bombinha, e dar o medicamento. Veja como aplicar uma bombinha de asma;
  4. Chamar uma ambulância, ligando para o 192, caso a pessoa deixe de respirar ou não possua uma bombinha por perto. 

No caso de a pessoa desmaiar e não estiver respirando, deve-se iniciar a massagem cardíaca para manter o coração funcionando e ajudar a salvar a vida. Veja como fazer corretamente a massagem cardíaca.

O que fazer quando a bombinha não está por perto

Nos casos em que não existe uma bombinha de asma por perto, é aconselhado ficar parado na mesma posição até à chegada da ajuda médica, para que o corpo não gaste rapidamente o pouco oxigênio que está entrando nos pulmões.

Além disso, é recomendado afrouxar as roupas que podem causar obstrução da respiração, manter a calma e tentar ajudar a pessoa a respirar lentamente, inspirando pelo nariz e soltando o ar pela boca, até que a ajuda médica chegue.

Como evitar uma crise de asma

Para evitar as crises de asma é importante identificar quais os fatores que pioram os sintomas e depois tentar evitá-los durante o dia-a-dia. Alguns dos fatores mais comuns incluem poluição, alergias, ar frio, poeira, cheiros fortes ou fumaça. Veja outros truques fundamentais para evitar as crises.

Além disso, situações de resfriado, gripe ou sinusite, por exemplo, também podem causar o surgimento de sintomas mais intensos de asma, facilitando as crises.

Assim, é fundamental manter o tratamento indicado pelo médico mesmo quando os sintomas já não aparecem há muito tempo, pois ajudam a evitar o surgimento de novas crises. Uma boa dica é manter sempre uma "bombinha" extra por perto, mesmo que já não seja necessária, de forma a que possa ser utilizada em momentos de crise ou emergência.

O que comer

As crises de asma também podem ser evitadas através da alimentação, por meio do consumo de alimentos anti-inflamatórios que ajudam a controlar a inflamação do pulmão e aliviar os sintomas de asma. Confira no vídeo a seguir como deve ser a alimentação para a asma:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Andreina De Almeida - Nutricionista, em agosto de 2022. Revisão clínica por Manuel Reis - Enfermeiro, em agosto de 2022.

Bibliografia

  • REIS, Isabel. Manual de Primeiros Socorros. Editorial do Ministério da Educação, 2010. 79.
  • BRITISH RED CROSS. Learn first aid for someone who is having an asthma attack. Disponível em: <https://www.redcross.org.uk/first-aid/learn-first-aid/asthma-attack>. Acesso em 02 set 2019
Mostrar bibliografia completa
  • WEBMD. Acute Asthma Attack Treatment for Adults. Disponível em: <https://www.webmd.com/first-aid/asthma-treatment>. Acesso em 02 set 2019
Revisão clínica:
Manuel Reis
Enfermeiro
Pós-graduado em fitoterapia clínica e formado pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, em 2013. Membro nº 79026 da Ordem dos Enfermeiros.

Tuasaude no Youtube

  • O que comer para asma

    02:48 | 308942 visualizações