6 pomadas para corte nas partes íntimas (e como usar)

Atualizado em janeiro 2024

Algumas pomadas para corte nas partes íntimas, como dexpantenol, clotrimazol, clostebol + neomicina ou colagenase, ajudam na cicatrização da pele e mucosas, e a tratar a condição que causou cortes ou feridas na vagina, vulva, virilha, pênis ou ânus.

Essas pomadas podem ser indicadas para cortes ou feridas nas partes íntimas causados por assaduras, candidíase, fissuras anais, cauterização do colo do útero ou cirurgias vaginais, por exemplo.

O tratamento do corte nas partes íntimas deve ser feito pelo ginecologista, urologista ou proctologista, que pode indicar a melhor pomada de acordo com a condição a ser tratada.

Imagem ilustrativa número 1

6 pomadas para corte nas partes íntimas

As principais pomadas para corte nas partes íntimas são:

1. Dexpantenol

A pomada para corte nas partes íntimas de dexpantenol pode ser usada para assaduras, feridas ou cortes nos mamilos ou região anal, pois forma uma barreira protetora na pele, hidratando a pele e reduzindo a irritação e a vermelhidão, além de ajudar a promover a cicatrização da pele.

Alguns exemplos de pomada contendo óxido de zinco são Bepantriz, Dexprotenol ou Neopantol, por exemplo. 

Como usar: aplicar a pomada de dexpantenol na pele limpa, após higienização, de 1 a 3 vezes por dia, ou conforme orientado pelo médico. 

Receba um tratamento mais completo!

Obtenha orientação especializada sobre o que tomar para se recuperar mais rápido.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

2. Clostebol + neomicina

A pomada de clostebol + neomicina possui ação anti-inflamatória e antibacteriana sendo indicada para cicatrização de cortes na pele, como feridas na virilha, vagina, seios ou fissura anal. 

Esta pomada pode ser encontrada com os nomes comerciais Trofodermin ou Trofodermin creme ginecológico ou com o nome comercial acetato de clostebol + sulfato de neomicina.  

Como usar: limpar e secar bem a região íntima e aplicar uma fina camada da pomada 1 a 2 vezes por dia, conforme orientação médica. 

Leia também: Fissura anal: o que é, sintomas, causas e tratamento tuasaude.com/fissura-anal

3. Clotrimazol

A pomada para corte nas partes íntimas de clotrimazol é indicada para o tratamento da candidíase vaginal ou peniana, pois age inibindo o crescimento da Candida albicans, aliviando os sintomas da candidíase, inclusive a coceira intensa que pode causar cortes ou feridas na região íntima pelo ato de coçar.

Essa pomada pode ser encontrada com o nome comercial Gino-canesten creme vaginal ou com o nome genérico Clotrimazol, contendo 3 ou 6 aplicadores vaginais para uso em mulheres, mas também pode ser usada para candidíase masculina.  

Como usar: no caso de mulheres, aplicar a pomada vaginal de clotrimazol 1 vez por dia, de preferência à noite, durante 3 ou 6 dias, conforme orientação médica. Essa pomada deve ser aplicada profundamente no canal vaginal, utilizando o aplicador fornecido na embalagem e não deve ser usada durante a menstruação. 

No caso de homens, a pomada de clotrimazol deve ser aplicada na glande e no prepúcio 2 vezes por dia, por 1 a 3 semanas, conforme orientado pelo urologista. Veja pomadas para candidíase.  

É recomendado evitar relação sexual durante o tratamento, pois a candidíase pode ser transmitida ao parceiro(a) e o creme de clotrimazol pode reduzir a eficácia do preservativo ou diafragma. 

Leia também: Tratamento para candidíase: remédios e opções caseiras tuasaude.com/tratamento-para-candidiase

4. Promestrieno

A pomada para corte na região íntima de promestrieno é indicada para o tratamento de atrofia vulvovaginal causada pela deficiência de estrogênio na menopausa, ou para ajudar na cicatrização após cirurgias ginecológicas, pós-parto normal, ou após terapias locais com agentes físicos.

Essa pomada é encontrada com o nome genérico “promestrieno” ou com o nome comercial Antrofi 10 mg/g contendo 20 aplicadores vaginais 

Como usar: para uso intravaginal, deve-se aplicar o promestrieno pomada ginecológica 1 vez por dia, de preferência à noite, utilizando o aplicador, durante 20 dias, ou conforme orientação do ginecologista. Já no caso de uso externo, não se deve usar o aplicador, mas apenas passar a pomada externa vaginal na região a ser tratada, 1 a 2 vezes por dia, durante 20 dias.

5. Sulfadiazina de prata

A pomada para corte nas partes íntimas de sulfadiazina de prata é indicada para o tratamento de pós-operatório de cirurgias vaginais, cauterização do colo do útero, biópsia do colo e da vulva, úlceras e feridas na vulva.

Essa pomada tem ação cicatrizante e antimicrobiana, que ajuda a cicatrizar a mucosa vaginal, além de eliminar microrganismos sensíveis a essa substância.

A pomada de sulfadiazina de prata é encontrada como genérico “sulfadiazina de prata” ou com o nome comercial Gino Dermazine creme 1%, contendo 10 aplicadores vaginais.

Como usar: para colpites ou uso pós-operatório, deve-se utilizar o aplicador fornecido na embalagem, aplicando a pomada profundamente no canal vaginal, 1 vez por dia, de preferência à noite, durante 6 dias. Já para feridas ou úlceras na vulva, não se deve usar o aplicados, mas apenas passar a pomada na região externa genital, diretamente sobre a ferida. Não se deve interromper o tratamento durante a menstruação.

Leia também: Cauterização do colo do útero: o que é, como é feita e recuperação tuasaude.com/cauterizacao-do-colo-do-utero

6. Colagenase

A pomada para corte nas partes íntimas de colagenase + cloranfenicol é indicada para o tratamento de cauterização e cirurgias no colo do útero, cirurgias ginecológicas, após o parto, cervicites, vaginites, episiotomia, episiorrafia e colpoperineorrafias.

Essa pomada contém uma enzima capaz de remover as células mortas da pele de feridas, promovendo a limpeza e facilitando a cicatrização, além de ter cloranfenicol com ação antibacteriana.

A pomada de colagenase pode ser encontrada com o nome comercial Gino-Kollagenase, contendo 6 aplicadores vaginais.

Como usar: a pomada de colagenase + cloranfenicol deve ser aplicada dentro do canal vaginal com a ajuda do aplicador, à noite ao deitar. A posologia é de 1 aplicação por dia, pelo tempo de tratamento indicado pelo ginecologista de acordo com a condição a ser tratada.

Leia também: Como cuidar da episiotomia após o Parto tuasaude.com/como-cuidar-da-episiotomia-apos-o-parto

Quando ir ao médico

É importante consultar o ginecologista, urologista ou proctologista sempre que surgir corte nas partes íntimas e esteja acompanhada de sintomas, como:

  • Vermelhidão;
  • Coceira;
  • Corrimento branco, cinza ou esverdeado;
  • Feridas.

Além disso, após cirurgias ginecológicas é importante fazer o acompanhamento com o ginecologista e o tratamento com pomadas ou outros medicamentos, conforme recomendado pelo médico.