Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como identificar e tratar a polimialgia reumática

A polimialgia reumática é uma doença inflamatória crônica que provoca dor nos músculos junto das articulações dos ombros e do quadril, acompanhada de rigidez e dificuldade para movimentar as articulações, que dura cerca de 1 hora após acordar.

Embora a sua causa não seja conhecida, este problema é mais comum em idosos com mais de 65 e raramente acontece em pessoas com menos de 50 anos.

A polimialgia reumática geralmente não tem cura, mas o tratamento com corticoides ajuda a aliviar os sintomas e até pode evitar que voltem a surgir após 2 ou 3 anos.

Como identificar e tratar a polimialgia reumática

Principais sintomas

Os sinais e sintomas da polimialgia reumática normalmente surge dos dois lados do corpo e incluem:

  • Dor intensa nos ombros que pode irradiar para o pescoço e braços;
  • Dor no quadril que pode irradiar para o bumbum;
  • Rigidez e dificuldade para movimentar os braços ou pernas, especialmente após acordar;
  • Dificuldade para levantar da cama;
  • Sensação de cansaço excessivo;
  • Febre abaixo de 38ºC.

Ao longo do tempo e com o surgimento de várias crises, podem ainda surgir outros sintomas como sensação geral de mal estar, falta de apetite, perda de peso e até depressão.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da polimialgia reumática pode ser difícil de confirmar, uma vez que os sintomas são semelhantes a outras doenças articulares, como artrite ou artrite reumatoide. Dessa forma, pode ser necessário fazer vários exames, como exames de sangue ou ressonância magnética para descartar outras hipóteses.

Em alguns casos, pode até ser iniciado o uso de remédios para outras doenças antes de se chegar no diagnóstico correto e, caso os sintomas não melhorem, o tratamento é alterado para tentar resolver uma nova hipótese de diagnóstico.

Como tratar

A principal forma de tratamento desta doença consiste no uso de remédios corticoides, como a Prednisolona, para ajudar a reduzir a inflamação nas articulações e aliviar os sintomas de dor e rigidez.

Normalmente, a dose inicial do tratamento com corticoides é de 12 a 25 mg por dia, sendo reduzida ao longo do tempo até que se atinja a menor dose possível sem que os sintomas voltem a surgir. Isto é feito porque os medicamentos corticoides, quando usados frequentemente, podem causar diabetes, aumento do peso e até infecções frequentes.

Saiba mais sobre o efeito destes medicamentos no corpo.

Além disso, o reumatologista pode ainda recomendar a ingestão de cálcio e vitamina D, através de suplementos ou alimentos como iogurte, leite ou ovo, para fortalecer os ossos e evitar alguns dos efeitos colaterais dos corticoides.

Tratamento com fisioterapia

As sessões de fisioterapia estão recomendadas para pessoas que ficaram muito tempo sem se conseguir movimentar corretamente devido às dores e rigidez provocadas pela polimialgia reumática. Nestes casos, o fisioterapeuta faz alguns exercícios para alongar e fortalecer os músculos.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...