Poejo: para que serve e como consumir

O poejo é uma planta medicinal com propriedade digestiva, expectorante e antisséptica, sendo principalmente utilizada para auxiliar no tratamento de gripes e resfriados e melhorar a digestão.

Esta planta é muito aromática, sendo frequentemente encontrado em locais úmidos, à beira de rios ou riachos. O poejo possui aroma intenso e penetrante, por ser adstringente, contrai os tecidos e tende a secar as mucosas, quando em contato com a boca pode produzir sensação de aspereza.

O seu nome científico é Mentha Pulegium e pode ser comprado em lojas de produtos naturais, feiras livres ou farmácias de manipulação.

Para que serve

As propriedades do poejo incluem sua ação digestiva, estimulante, tônica estomacal, sudorífera, adstringente, emenagoga, febrífuga, anti-inflamatória, expectorante, carminativa, vermífuga e antisséptica e, por isso, poderia ser utilizada em diversas situações, como por exemplo:

  • Combater gripe e resfriado;
  • Aliviar a tosse;
  • Combater a falta de apetite;
  • Melhorar a digestão e aliviar os sintomas de má digestão;
  • Reduzir os sintomas da azia;
  • Combater parasitas intestinais;
  • Aliviar a febre.

Além disso, tem sido demonstrado que o óleo essencial de poejo poderia servir como pesticida, podendo também ser útil no controle de crescimento de fungos, bactérias e parasitas em plantas, por exemplo.

Apesar das diversas indicações, o poejo só deve ser utilizado sob indicação do médico ou do fitoterapeuta e não deve substituir o tratamento indicado, sendo apenas um complemento.

Como consumir

O poejo pode ser consumido na forma de chá, que pode ser feito com as suas folhas, talos e flores, mas também pode ser utilizado na culinária para temperar pratos salgados, como pratos de peixe, açorda, infusão, licor, azeite aromatizado, em pratos de carnes, e também pratos doces, como pudim, torta, compota e na salada de fruta.

Para fazer o chá de poejo, basta colocar 10 gramas de folhas em uma panela e cobrir com 200 ml de água fervente. Abafar até amornar, coar e beber a seguir. Tomar de 2 a 3 xícaras por dia.

As folhas esmagadas podem ser usadas para aplicar em feridas porque atua como refrescante e antisséptico. As folhas esmagadas atuam como repelente natural afastando moscas, mosquitos, formigas e traças.

Efeitos colaterais e contraindicações

Os efeitos colaterais do poejo estão relacionados com o consumo em altas quantidades, o que pode resultar em sintomas leves, como dor abdominal, náuseas, vômito e diarreia, e sintomas mais graves como convulsões, alterações no fígado, alterações respiratórias e aborto, quando consumido no início da gestação.

O poejo está contraindicado para crianças menores de 12 anos, mulheres grávidas e para pessoas que possuem problemas renais.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em dezembro de 2020.

Bibliografia

  • FERNANDES, Ângela S. F. Propriedades nutricionais, nutracêuticas e antioxidantes de espécies silvestres condimentares utilizadas na gastronomia tradicional do nordeste transmontano. Tese de Mestrado, Escola Superior Agrária de Bragança.
  • DOMINGUES, Patrícia M.; SANTOS, Lúcia. Essential oil of pennyroyal (Mentha pulegium): Composition and applications as alternatives to pesticides—New tendencies. Industrial Crops and Products. Vol 139. 1 ed; 2019
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.