Poejo: para que serve, como preparar o chá e contraindicações

Atualizado em agosto 2023
Evidência científica

O poejo é uma planta medicinal que oferece muitos benefícios para a saúde, como ajudar no tratamento da gripe, bronquite e coqueluche, melhorar a digestão, combater o excesso de gases, aliviar a cólica menstrual e afastar insetos.

Os benefícios do poejo, conhecido também como poejinho, poejo-das-hortas ou hortelã-dos-pulmões, são possíveis devido ao fato dessa planta conter, pulegona, mentona, mentofurano, diosmina e hesperidina, flavonoides e óleos essenciais que têm ação digestiva, expectorante, estimulante, emenagoga, repelente e diaforética.

Os principais tipos de poejo são os conhecidos pelos nomes científicos de Mentha Pulegium ou Cunila microcephala Benth. O poejo pode ser encontrado em lojas de produtos naturais ou feiras livres, sendo usado para preparar chás, xaropes ou ainda para o preparo de alimentos como peixe, açorda, azeite aromatizado e carnes.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

As principais indicações do poejo para a saúde são:

1. Combater problemas respiratórios

Por ter ação expectorante e anti-inflamatória, o poejo combate problemas respiratórios como gripe, bronquite ou coqueluche, aliviando a tosse com catarro. Conheça outros remédios caseiro s indicados para tosse com catarro.

Além disso, o poejo também tem ação diaforética, estimulando a transpiração, aumentando a produção de suor e ajudando, por isso, a diminuir a febre.

2. Aliviar a má digestão

O poejo contém mentona e flavonoides, que são compostos bioativos com propriedades digestivas, carminativas e tônicas, que melhoram a produção de bile, aliviando a má digestão, além de combaterem o excesso de gases no estômago e intestino.

3. Diminuir a cólica menstrual

A mentona, um óleo essencial presente no poejo, tem ação relaxante e carminativa, que ajuda a relaxar os músculos uterinos, aliviando a cólica menstrual e o desconforto abdominal. Veja outros remédios caseiros indicados para cólica menstrual.

4. Afastar insetos

Por ter ação inseticida, antimicrobiana e repelente, o poejo pode ser útil para afastar insetos, além de ajudar no controle de crescimento de fungos, bactérias e parasitas em ambientes, plantas e animais, por exemplo.

5. Regular a menstruação

O mentofurano, um óleo essencial presente no poejo, possui propriedades emenagogas que estimulam a contração dos músculos do útero, ajudando a induzir e regular a menstruação.

6. Tratar feridas

O poejo, quando usado na forma de compressas, ajuda no tratamento de pequenas feridas na pele, porque essa planta possui ação antimicrobiana e cicatrizante.

Como preparar o chá

Para preparar o chá de poejo, pode-se usar as folhas, os talos ou as flores dessa planta.

Ingredientes:

  • 1 colher (de sobremesa) de folhas, talos ou flores de poejo;
  • 1 xícara (de chá) de água.

Modo de preparo:

Numa panela, ferver a água e, após apagar o fogo, acrescentar o poejo na água fervente, tampar e deixar repousar por 10 minutos. Coar e beber de 2 a 3 xícaras desse chá por dia, durante ou após as refeições, por até 2 semanas.

Como usar o poejo

O poejo pode ser usado na culinária para temperar pratos salgados, como peixe, açorda, licor, azeite aromatizado, carnes, e também pratos doces, como pudim, torta, compota e na salada de fruta.

Além disso, o poejo também pode ser usado no preparo de xaropes, em compressas e como óleo essencial:

  • Xarope: o xarope de poejo pode ser indicado para ajudar a combater a tosse com catarro. Veja como fazer um xarope com poejo para tosse com catarro;
  • Óleo essencial: pode ser usado em um difusor, ou diluindo-se 5 gotas do óleo essencial em um óleo vegetal, como o óleo de amêndoas ou de coco, e massagear suavemente sobre a pele;
  • Compressa: pode ajudar na cicatrização de pequenas feridas. Para isso, basta molhar uma gaze ou algodão no chá de poejo e aplicar na região afetada, por 15 a 20 minutos, de 2 a 3 vezes por dia.

Embora o poejo forneça muitos benefícios para a saúde, o uso dessa planta para fins medicinais só deve ser feito sob a indicação de um médico ou de outro profissional de saúde especializado no uso de plantas medicinais.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais do poejo geralmente estão relacionados com o consumo em altas quantidades dessa planta e incluem dor abdominal, náuseas, vômito, diarreia, agitação, pressão alta, diminuição da frequência cardíaca e urticária, uma irritação na pele que provoca sintomas como manchas vermelhas, coceira intensa ou inchaço na pele.

Quem não pode usar

O poejo, na forma de chás e óleo essencial, é contraindicado para mulheres grávidas ou que estejam amamentando. Assim como essa planta também não é indicada para crianças com menos de 6 anos.

Pessoas que usam medicamentos ou suplementos de forma regular, devem consumir o poejo somente com a orientação de um médico. Isso porque ainda não existem estudos sobre interações entre o poejo e medicamentos.

Além disso, pessoas com problemas no fígado ou rins, só devem consumir o poejo sob a recomendação de um médico, pois o consumo dessa planta pode causar danos nesses órgãos.