O que é Pneumocistose e como é feito o tratamento

janeiro 2019

A pneumocistose é uma doença infecciosa oportunista causada pelo fungo Pneumocystis jirovecii, que atinge os pulmões e causa dificuldade para respirar, tosse seca e calafrios, por exemplo.

Essa doença é considerada oportunista porque normalmente acontece em pessoas que estão com o sistema imunológico comprometido, como aqueles que são portadores da AIDS, fizeram transplante ou encontram-se em tratamento quimioterápico, por exemplo.

O tratamento para a pneumocistose é feito de acordo com a recomendação do pneumologista, sendo geralmente indicado o uso de medicamentos antimicrobianos por cerca de 3 semanas.

Principais sintomas

Os sintomas da pneumocistose são pouco específicos, o que pode fazer com que seja confundida com outras doenças pulmonares. Os principais sintomas dessa doença são:

  • Febre;
  • Tosse seca;
  • Dificuldade para respirar;
  • Calafrios;
  • Dor torácica;
  • Cansaço excessivo.

Os sintomas da pneumocistose normalmente evoluem de forma rápida e persistem por mais de 2 semanas, sendo importante consultar o clínico geral ou pneumologista para que sejam feitos exames e possa-se chegar no diagnóstico.

Diagnóstico da pneumocistose

O diagnóstico da pneumocistose é feito pelo médico baseado no resultado do raio-X de tórax, lavado broncoalveolar e broncoscopia, em que são observadas alterações no tecido dos pulmões e infiltrado pulmonar, sendo indicativo de pneumocistose. Além disso, o médico pode recomendar a coleta de escarro, por exemplo, para que seja verificado microscopicamente a presença do fungos, uma vez que não cresce no meio de cultura apropriado para fungo.

Para complementar o diagnóstico da pneumocistose, o médico pode recomendar a dosagem da enzima Lactato Desidrogenase (LDH), que encontra-se elevada nesses casos, e a gasometria arterial, que é um exame que verifica a o funcionamento dos pulmões, incluindo a quantidade de oxigênio no sangue, que no caso da pneumocistose está baixa. Entenda o que é a gasometria arterial e como é feita.

Como é feito o tratamento

O tratamento para a pneumocistose recomendado pelo clínico geral ou pneumologista envolve o uso de antimicrobianos, sendo normalmente indicado o uso de Sulfametoxazol-Trimetoprim, por via oral ou intravenosa, por cerca de 3 semanas.

No entanto, quando esse tratamento não resulta em melhora do paciente, o médico pode optar pela segunda linha de tratamento, que é feito com outro antimicrobiano, a Pentamidina, que é de uso intravenoso e normalmente é indicada por 3 semanas.

É importante que o tratamento indicado pelo médico seja seguido conforme a sua recomendação para evitar que o fungo se prolifere e interfira ainda mais no sistema imunológico do paciente, causando complicações e, até mesmo, óbito.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em janeiro de 2019.
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.