Comer ovo diariamente faz mal à saúde?

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista
setembro 2020

Comer ovo diariamente não faz mal à saúde desde que seja incluído em uma alimentação equilibrada e variada, podendo trazer diversos benefícios para o organismo como ajudar a controlar o colesterol, favorecer o ganho de massa muscular ou prevenir doenças nos olhos, por exemplo.

O ovo ficou conhecido por fazer mal à saúde porque sua gema é rica em colesterol, mas estudos mostram que o colesterol presente em alimentos naturais tem baixo risco de fazer mal à saúde. No caso dos alimentos processados ocorre um desequilíbrio e desregulação do colesterol, como é o caso do bacon, salsicha, presunto, linguiça, biscoitos recheados e fast food.

Assim, o ideal é cozinhar o ovo da forma mais natural possível, com água, por exemplo, evitando usar gorduras processadas como óleo ou manteiga.

Quantos ovos posso comer por dia?

Os estudos não mostram um consenso na quantidade de ovos permitida por dia, mas consumir cerca de 1 a 2 unidades por dia faz bem para a saúde em pessoas saudáveis, de acordo com a Associação Americana do Coração. No caso das pessoas com diabetes e com problemas do coração, o ideal é que o consumo seja no máximo 1 unidade por dia. Em todos os casos, é importante que o ovo faça parte de uma alimentação equilibrada, pois assim é possível manter os níveis de colesterol e glicemia adequados.

Embora o ovo seja um alimento muito rico nutricionalmente, também possui calorias e, por isso, quem está a fazer dietas muito restritas para perda de peso devem consumir ovo com moderação. Confira a tabela nutricional do ovo e seus benefícios para a saúde.

Esclareça melhor a dúvida sobre o consumo de ovo e o colesterol no vídeo a seguir:

Como preparar ovos de forma saudável

Algumas formas saudáveis de preparar o ovo e retirar os benefícios deste alimento incluem:

1. Cozinhar no microondas

Uma receita fácil e prática é preparar o ovo no microondas, pois não leva óleo. Para isso deve-se esquentar um prato fundo no microondas por 1 minuto, abrir o ovo no prato, temperar e furar a gema, para que ela não estoure. Em seguida, coloca-se tudo no microondas por mais 1 minuto.

2. Fazer ovo poche

Para fazer a versão poche deve-se colocar uma panela de água para ferver e quando surgirem as primeiras bolhinhas, mexer a água com uma colher, rodando sempre na mesma direção. Depois, deve-se quebrar o ovo cuidadosamente para dentro da panela, deixando o ovo cozinhar assim por cerca de 7 minutos.

Por fim, deve-se retirar com o auxílio de uma escumadeira, deixando a água escorrer antes de colocá-lo no prato para servir.

3. Fritar ovo com água

Para evitar o uso de óleo, deve-se colocar o ovo em uma frigideira antiaderente bem aquecida, adicionar 1 colher de sopa de água e tampar a frigideira para que o ovo cozinhe com o vapor.

4. Farofa de ovo

Para cada ovo deve-se utilizar 4 colheres de sopa de farinha de mandioca, 1 colher de sopa de cebola picada e meia colher de sopa de óleo, manteiga ou margarina. Deve-se dourar a cebola na manteiga, acrescer o ovo e quando ele estiver quase cozido, adicionar a farinha aos poucos.

5. Omelete de clara

Para quem não pode comer gemas de ovo em excesso, o ideal é fazer um omelete de claras.

Ingredientes:

  • 3 claras;
  • 1 colher de sopa de água ou leite;
  • 1 xícara chá de legumes cozidos (tomate, cenoura, brócolis);
  • ¼ de xícara de chá de queijo cottage ou ricota;
  • Sal e pimenta do reino a gosto.

Modo de preparo

Em um recipiente, misture as claras, o leite e os temperos. Coloque em uma frigideira pré aquecida e cozinhe por 2 minutos. Adicione o recheio de legumes e queijo, ou recheie como preferir, deixando cozinhar até o queijo derreter.

Ovo cru aumenta risco de infecção intestinal?

O ovo cru ou mal passado pode conter a bactéria Salmonella sp., que causa febre, vômitos e diarreias fortes, sendo ainda mais perigosa nas crianças. Por isso, deve-se evitar o seu consumo mal passado e também os produtos que tem ovos crus como ingredientes, como mousses, maioneses, coberturas e recheios de bolos.

Teste para saber se o ovo está bom

Uma boa forma de saber se o ovo ainda está bom para consumir é colocar o ovo ainda íntegro num copo com água. Se ele boiar é porque já contém muito ar em seu interior, e por isso está velho ou estragado e não deve ser consumido. O ideal é consumir apenas o ovo que estiver no fundo do copo ou no meio da água.

Os ovos de casca branca ou marrom trazem os mesmos benefícios à saúde, sendo importante na hora da compra observar apenas a qualidade da casca, que deve estar limpa, fosca e sem rachaduras. Já na hora do preparo, a clara deve estar espessa e viscosa e a gema firme e centralizada, sem se desfazer após a quebra da casca.

Também é importante lembrar que os ovos devem ser guardados na geladeira, de preferência na parte interna, pois a porta da geleira sofre muitas variações de temperatura, o que prejudica a conservação deste alimento.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em setembro de 2020. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em setembro de 2020.

Bibliografia

  • AMERICAN HEART ASSOCIATION . Are eggs good for you or not?. Disponível em: <https://www.heart.org/en/news/2018/08/15/are-eggs-good-for-you-or-not>. Acesso em 25 mar 2019
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.

Tuasaude no Youtube

  • Como fazer a DIETA DO OVO

    04:47 | 255005 visualizações
  • COMO BAIXAR O SEU COLESTEROL

    10:06 | 603374 visualizações
  • 10 TROCAS SAUDÁVEIS PARA VIVER MELHOR

    05:59 | 74327 visualizações
  • Dieta para COLESTEROL ALTO

    03:00 | 1678044 visualizações