Onicomicose: o que é, sintomas e tratamento

Revisão clínica: Marcela Lemos
Biomédica
abril 2022

Onicomicose é a infecção da unha causada por fungos, o que provoca alteração nas unhas, como aumento da espessura, cor amarelada ou esbranquiçada, descolamento da unha da pele e presença de uma massa por baixo da unha, por exemplo, podendo acontecer tanto nas unhas das mãos quanto dos pés.

A onicomicose, também chamada de micose de unha, pode acontecer em qualquer pessoa, sendo mais frequente em pessoas que possuem o sistema imunológico mais comprometido, têm diabetes não controlada ou têm pequenas lesões de repetição na unha.

É importante que a onicomicose seja identificada e tratada de acordo com a orientação do dermatologista, pois assim é possível garantir a eliminação do fungo e alívio dos sintomas.

Sintomas de onicomicose

Os principais sintomas indicativos de onicomicose são:

  • Presença de uma massa por baixo da unha;
  • Descamação;
  • Aumento da espessura da unha;
  • Alteração da cor da unha, que pode ficar mais esbranquiçada ou mais amarelada;
  • Descolamento da unha da pele;
  • Irregularidades na superfície da unha.

Na presença de sinais e sintomas indicativos de onicomicose, é recomendado que o dermatologista seja consultado para que seja feito o diagnóstico e iniciado o tratamento mais adequado. 

O diagnóstico da onicomicose é feito inicialmente a partir da observação das características da unha, sendo também realizada pelo médico uma raspagem por baixo da unha e/ ou o corte de uma parte da unha, que é envidado para o laboratório para análise. A partir da análise laboratorial, é possível confirmar o diagnóstico de onicomicose e identificar o agente infeccioso responsável pelas alterações.

Principais causas

A onicomicose é causada por fungos que precisam de queratina para se desenvolver, como é o caso dos fungos Trichophyton rubrumMicrosporum spp. e Epidermophyton spp., além de também poder ser causada pela infecção pelo fungo Candida albicans, porém com menos frequência.

  • Apesar da onicomicose poder acontecer em qualquer pessoa, alguns fatores podem aumentar o risco dessa doença, como:
  • Diabetes não controlada;
  • Problemas na circulação sanguínea;
  • Histórico familiar de onicomicose;
  • Pequenas lesões de repetição na unha;
  • Uso frequente de antibióticos;
  • Sistema imunológico mais comprometido.

Além disso, no caso da pessoa já ter tido onicomicose e não ter realizado o tratamento completo, é possível que a micose de unha volte a acontecer repetidamente.

Como é feito o tratamento

O tratamento para onicomicose deve ser indicado pelo dermatologista e normalmente envolve o uso de pomadas e/ ou esmaltes com propriedade antifúngica que devem ser aplicadas diretamente na unha, podendo ser também recomendado, em alguns casos, o uso de comprimidos antifúngicos, como o Itraconazol.

Além disso, dependendo das características da unha e caso o tratamento com o antifúngico não tenha sido suficiente, o médico pode recomendar a remoção cirúrgica da unha.

O tratamento da onicomicose costuma ser demorado, podendo durar entre 6 a 12 meses dependendo da velocidade de crescimento das unhas, e deve ser realizado de acordo com a indicação do médico, mesmo que a aparência da unha já tenha melhorado. Isso porque, caso o tratamento seja interrompido, é possível que o fungo volte a se desenvolver e leve novamente à onicomicose.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Marcela Lemos - Biomédica, em abril de 2022.

Bibliografia

  • BODMAN, MA; KRISHNAMURTHY, K. Onychomycosis. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK441853/>. Acesso em 29 abr 2022
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA - SÃO PAULO. Onicomicose: transmissão, sintomas e como tratar as unhas. Disponível em: <https://www.sbd-sp.org.br/geral/onicomicose-transmissao-sintomas-e-como-tratar-as-unhas/>. Acesso em 29 abr 2022
Mostrar bibliografia completa
  • CDC. Fungal Nail Infections. Disponível em: <https://www.cdc.gov/fungal/nail-infections.html>. Acesso em 29 abr 2022
  • WESTERBERG, Dyanne P.; VOYACK, Michael. Onychomycosis: Current Trends in Diagnosis and Treatment. American Family Physician. Vol 88. 11 ed; 762-770, 2013
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA - RIO DE JANEIRO. O que é onicomicose?. Disponível em: <https://sbdrj.org.br/o-que-e-onicomicose/>. Acesso em 29 abr 2022
Revisão clínica:
Marcela Lemos
Biomédica
Mestre em Microbiologia Aplicada, com habilitação em Análises Clínicas e formada pela UFPE em 2017 com registro profissional no CRBM/ PE 08598.