Óleo de linhaça: para que serve e como usar

Atualizado em janeiro 2023

O óleo de linhaça é rico em ácidos graxos essenciais ômega 3 e ômega 6, que são gorduras saudáveis com ação anti-inflamatória e antioxidante que ajudam a diminuir o colesterol e os triglicerídeos, prevenindo doenças como infarto, derrame e aterosclerose.

Além disso, o óleo de linhaça também contém lignanas, um composto bioativo com propriedades semelhantes aos hormônios estrogênicos que ajudam a aliviar os sintomas da menopausa e da TPM. Conheça outros alimentos ricos em fitoestrógenos.

Obtido a partir da prensagem a frio das sementes de linhaça, o óleo de linhaça é comercializado em farmácias ou lojas de produtos naturais, na forma de suplemento em cápsulas ou em líquido, que pode ser adicionado a iogurtes, vitaminas e saladas ou usado no preparo de molhos, por exemplo.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

O óleo de linhaça fornece muitos benefícios para a saúde, sendo geralmente indicado para:

1. Prevenir doenças cardiovasculares

Por ser rico em ômega 3 e ômega 6, que são gorduras saudáveis com ação anti-inflamatória e anticoagulante, o óleo de linhaça promove a saúde das artérias e evita a formação de coágulos, prevenindo doenças cardiovasculares como infarto, pressão alta, aterosclerose e derrame.

2. Manter a saúde da pele

O óleo de linhaça contém ômega 3 e ômega 6, que são gorduras saudáveis responsáveis por manter a barreira de proteção natural da pele, evitando a perda de água e promovendo a hidratação, a elasticidade e a maciez da pele.

3. Aliviar os sintomas da TPM e a menopausa

Por conter lignanas, um composto bioativo com propriedades semelhantes aos hormônios estrogênicos, o óleo de linhaça ajuda a regular os hormônios femininos, aliviando os sintomas da menopausa e da TPM, como ondas de calor e alteração de humor.

4. Diminuir o colesterol e triglicerídeos

O óleo de linhaça contém estigmasterol, beta-sitosterol e campesterol, que são compostos bioativos com ação antioxidante, que evitam a oxidação das células de gordura, diminuindo os níveis de colesterol “ruim”, o LDL, e triglicerídeos no sangue.

Além disso, o óleo de linhaça também promove o aumento dos níveis do colesterol “bom”, o HDL, no sangue, um tipo de gordura que atua como protetor cardiovascular, prevenindo o surgimento de doenças, como infarto, aterosclerose e AVC, por exemplo. Conheça melhor sobre o HDL.

5. Ajudar no tratamento do olho seco

O óleo de linhaça pode ajudar no tratamento do olho seco por conter ácido alfa-linolênico (ALA), um composto bioativo que diminui as inflamações e atua nas glândulas lacrimais, estimulando a produção de lágrimas.

6. Prevenir o surgimento do câncer

As lignanas presentes no óleo de linhaça ajudam a combater os radicais livres, ajudando na prevenção do surgimento de alguns tipos de câncer, como de próstata e de mama.

No entanto, ainda são necessários mais estudos que confirmem a ação do óleo de linhaça na prevenção do câncer.

Óleo de linhaça emagrece?

O óleo de linhaça pode ajudar no emagrecimento, pois as gorduras levam muito tempo para serem digeridas no estômago, o que favorece o controle da fome ao longo do dia.

No entanto, para emagrecer de forma eficaz, é fundamental também diminuir a ingestão de calorias diárias e praticar atividades físicas regularmente. Além disso, o óleo de linhaça é rico em calorias e, por isso, deve ser consumido com moderação por quem deseja emagrecer.

Tabela de informação nutricional

A tabela a seguir contém a informação nutricional para cada 26 g, o que equivale a 2 colheres de sopa, de óleo de linhaça:

Componente

1 colher de sopa (26g) de óleo de linhaça

Energia

240 calorias

Proteínas

0

Carboidratos

0

Fibras

0

Gorduras Totais

27,2 g

Ômega 3

13,2 g

Ômega 6

3 g

Vitamina E

0,12 mg

Vitamina K

2,4 mcg

Estigmasterol

8 mg

Campesterol

26,3 mg

Beta-sitosterol

56 mg

Para se obter os benefícios com o consumo do óleo de linhaça, é fundamental manter uma alimentação equilibrada e variada, e praticar atividades físicas regularmente.

Como usar

O óleo de linhaça pode ser usado diariamente na forma líquida ou em cápsulas. As principais formas de usar o óleo de linhaça são:

  • Óleo de linhaça líquido: apesar de ainda não existir uma recomendação específica, geralmente recomenda-se usar 1 colher de sopa por dia desse óleo, que pode ser adicionado a iogurtes, vitaminas, saladas ou no preparo molhos, por exemplo;
  • Óleo de linhaça em cápsulas: de forma geral, é recomendado tomar de 1 a 2 cápsulas 2 vezes ao dia junto das refeições. No entanto, a quantidade do suplemento e a duração do uso do óleo de linhaça em cápsulas varia conforme a dosagem de cada fabricante e a orientação do médico ou nutricionista.

O óleo de linhaça não deve ser usado para o preparo de refeições quentes. Isso porque o aquecimento desse óleo causa a perda dos ácidos graxos essenciais, reduzindo os seus benefícios.

Efeitos colaterais e contraindicações

Quando consumido em grandes quantidades, o óleo de linhaça pode causar gases, cólica e diarreia.

Como esse óleo pode diminuir a capacidade de coagulação do sangue, pessoas que estejam tomando medicamentos ou suplementos anticoagulantes, devem conversar com um médico antes de usar o óleo de linhaça.

Mulheres grávidas ou que estejam amamentando só devem usar o óleo de linhaça com a recomendação do médico.