Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que são alimentos transgênicos e riscos para a saúde

Agosto 2020

Os alimentos transgênicos, também conhecidos por alimentos geneticamente modificados, são aqueles que possuem fragmentos de DNA de outros organismos vivos misturados com o seu próprio DNA. Por exemplo, algumas plantas contêm DNA de bactérias ou fungos que produzem herbicidas naturais, fazendo com que sejam automaticamente protegidas contra pragas da lavoura.

A modificação genética de certos alimentos, é feita com o objetivo de melhorar a sua resistência, qualidade e quantidade produzida, porém, pode apresentar riscos para a saúde, como aumentar a ocorrência de alergias e a ingestão de agrotóxicos por exemplo. Por esta razão, o ideal é optar o máximo possível por alimentos orgânicos.

O que são alimentos transgênicos e riscos para a saúde

Porque são produzidos

Os alimentos que são geneticamente modificados, normalmente passam por esse processo, com o objetivo de:

  • Melhorar a qualidade do produto final, de forma a conter mais nutrientes, por exemplo;
  • Aumentar a sua resistência às pragas;
  • Melhorar a resistência aos agrotóxicos utilizados;
  • Aumentar a produção e o prazo de estocagem.

Para produzir esse tipo de alimento, os produtores precisam comprar sementes de empresas que trabalham com engenharia genética para produzir os transgênicos, o que acaba aumentando o preço do produto.

Quais são os alimentos transgênicos

Os principais alimentos transgênicos vendidos no Brasil são a soja, o milho e o algodão, que dão origem a produtos como os óleos de cozinha, extrato de soja, proteína texturizada de soja, leite de soja, salsicha, margarina, massas, bolachas e cereais. Qualquer alimento que contenha ingredientes como amido de milho, xarope de milho e soja na composição, provavelmente terá transgênicos na sua composição.

De acordo com a legislação brasileira, o rótulo dos alimentos com pelo menos 1% de componentes transgênicos deve conter o símbolo de identificação de transgênicos, representado com um triângulo amarelo com a letra T em preto no meio.

Exemplos de alimentos transgênicos para fins terapêuticos

O arroz é um exemplo de alimento que foi geneticamente modificado para fins terapêuticos, como é o caso do combate ao HIV ou da suplementação com vitamina A.

No caso do arroz para o combate ao HIV, as sementes produzem 3 proteínas, o anticorpo monoclonal 2G12 e as lectinas griffithsin e cyanovirin-N, que se ligam ao vírus e neutralizam sua capacidade de infectar as células do organismo. Essas sementes podem ser cultivadas a custos muito baixos, o que torna o tratamento da doença muito mais barato. Além disso, essas sementes podem ser moídas e utilizadas em cremes e pomadas de uso na pele, combatendo o vírus que normalmente está presente nas secreções dos órgãos sexuais.

Outro tipo de arroz transgênico com fins terapêuticos, é o chamado Arroz Dourado, que foi modificado para ser mais rico em betacaroteno, um tipo de vitamina A. Esse arroz foi criado especialmente para combater a carência dessa vitamina em locais de extrema pobreza, como em regiões da Ásia.

O que são alimentos transgênicos e riscos para a saúde

Riscos para a Saúde

O consumo de alimentos transgênicos pode trazer os seguintes riscos para a saúde:

  • Aumento de alergias, devido à novas proteínas que podem ser produzidas pelos transgênicos;
  • Aumento da resistência a antibióticos, o que contribui para a redução da eficácia desses medicamentos no tratamento de infecções bacterianas;
  • Aumento de substâncias tóxicas, que podem acabar fazendo mal ao homem, a insetos e às plantas;
  • Maior quantidade de agrotóxicos nos produtos, pois os transgênicos são mais resistente aos agrotóxicos, permitindo que os produtores utilizem maiores quantidades para proteger a plantação de pragas e ervas daninhas.

Para evitar esses riscos, a melhor saída é consumir alimentos orgânicos, o que também estimula o aumento da oferta dessa linha de produtos e apoia os pequenos produtores que não utilizam transgênicos e agrotóxicos nas plantações.

O que são alimentos transgênicos e riscos para a saúde

Riscos para o Meio Ambiente

A produção de alimentos transgênicos aumenta a sua resistência, o que permite um maior uso de agrotóxicos e pesticidas nas plantações, o que aumenta o risco de contaminação do solo e da água com essas substâncias químicas, que acabarão sendo consumidas em maiores proporções pela população e deixarão o solo mais pobre.

Além disso, o uso exagerado de agrotóxicos e pesticidas pode estimular o aparecimento de ervas e pragas mais resistentes a estas substâncias, sendo cada vez mais difícil controlar a qualidade da plantação.

Por fim, os pequenos agricultores também saem em desvantagem pois, se comprarem as sementes dos alimentos transgênicos, estarão pagando taxas para as grandes empresas produtoras dessas sementes, e ficarão sempre obrigados a comprar novas sementes anualmente, de acordo com contratos que são estabelecidos.

Bibliografia >

  • CAVALLI, Suzi Barletto. SEGURANÇA ALIMENTAR: A ABORDAGEM DOS ALIMENTOS TRANSGÊNICOS. Rev. Nutr., Campinas. Vol.14. 41-46, 2001
  • NATIONAL GEOGRAPHIC. Food: How Altered?. Disponível em: <https://www.nationalgeographic.com/environment/global-warming/food-how-altered/>. Acesso em 04 Ago 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem