Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Principais causas da pressão baixa

A pressão baixa, normalmente, não é causada por problemas de saúde, sendo uma característica comum em algumas pessoas e, geralmente, não traz riscos para a saúde. No entanto, quando surge de repente ou é acompanhada de sintomas como tonturas, desmaios ou cansaço pode indicar um problema mais grave, como desidratação, infecção ou problemas cardíacos.

Geralmente, a pressão arterial é considerada baixa quando está inferior a 90x60 mmHg, não existindo um limite mínimo de pressão, desde que a pessoa sempre tenha apresentado pressão arterial baixa.

Principais causas da pressão baixa

1. Desidratação

A desidratação acontece quando o corpo está perdendo mais água do que a que foi ingerida e, por isso, os vasos sanguíneos vão tendo menos sangue no seu interior, o que acaba baixando a pressão arterial e causando o surgimento de sintomas como fraqueza, sensação de desmaio e cansaço. A desidratação é mais frequente em idosos ou crianças, especialmente durante o verão, ou em pessoas que usam diuréticos sem indicação médica.

  • O que fazer: a re-hidratação deve ser feita com soro caseiro para ingerir a água que está faltando no organismo junto com minerais, porém, caso a desidratação seja grave, deve-se ir ao hospital, pois pode ser necessário receber soro diretamente na veia. Veja melhor o que fazer em caso de desidratação.

2. Deficiência de vitamina B12 e ácido fólico

A vitamina B12 e o ácido fólico são duas vitaminas muito importantes para a formação das células vermelhas do sangue e, por isso, quando estão em falta no corpo podem gerar uma anemia. Uma vez que existem menos células no sangue, é normal que a pressão arterial baixe.

Alguns sinais que podem indicar anemia incluem fraqueza, palidez, formigamento nos pés ou mãos, rigidez dos braços e pernas ou perda de sensibilidade ao toque, por exemplo.

  • O que fazer: quando se suspeita de anemia é muito importante consultar um clínico geral, para identificar a causa correta da anemia e iniciar o tratamento correto. No caso de deficiência de vitamina B12 ou ácido fólico, deve-se fazer suplementação com estas vitaminas e aumentar a ingestão de alimentos como salmão ou bife de fígado. Veja neste vídeo como se alimentar:

3. Uso de alguns remédios

Existem vários tipos de remédios que, quando usados de forma prolongada, podem causar diminuição acentuada da pressão arterial. Alguns dos exemplos mais comuns incluem remédios para pressão alta, diuréticos, medicamentos para problemas cardíacos, antidepressivos e remédios para a disfunção erétil.

  • O que fazer: caso se esteja tomando uma destas medicações é aconselhado consultar o médico que fez a prescrição para avaliar a possibilidade de trocar o medicamento ou alterar a dose.

4. Alterações hormonais

Quando existe alteração na produção de hormônios pela tireoide ou pela glândula adrenal, por exemplo, pode existir dilatação dos vasos sanguíneos, o que acaba causando uma queda acentuada da pressão arterial. Além disso, as alterações da gravidez também podem causar esse tipo de efeito e, por isso, é comum que durante a gestação a mulher apresente uma pressão inferior ao que tinha anteriormente.

  • O que fazer: na gravidez deve-se manter uma ingestão adequada de água para ajudar na produção de líquidos e tentar regular a pressão arterial. Nos outros casos, é importante consultar um endocrinologista para identificar o problema hormonal e iniciar o tratamento mais adequado. Confira o que comer para regular a tireoide.

5. Hemorragia interna

Na hemorragia interna acontece o sangramento para o interior do corpo e, por isso, pode ser mais difícil de identificar. Quando isso acontece, é possível perder muito sangue, o que acaba deixando os vasos sanguíneos com menos sangue, o que acaba reduzindo bastante a pressão arterial.

A pressão baixa pode também acontecer quando existe um sangramento externo muito intenso. Alguns sinais de que se pode ter uma hemorragia interna incluem fraqueza, tonturas, dificuldade para respirar ou dor de cabeça constante. Veja quando pode acontecer uma hemorragia interna e como identificar.

  • O que fazer: se existir suspeita de hemorragia interna deve-se ir imediatamente ao hospital, para identificar o local do sangramento e iniciar o tratamento mais adequado.
Principais causas da pressão baixa

6. Problemas cardíacos

Alterações no funcionamento do coração também podem causar diminuição da pressão arterial por causar redução da quantidade de sangue que circula no corpo. Os problemas mais comuns incluem insuficiência cardíaca, alterações das valvas cardíacas e arritmias.

Nestas situações, além da queda da pressão arterial também podem surgir outros sinais como desconforto no peito, cansaço excessivo, sensação de falta de ar e suores frios, por exemplo. Confira 12 sintomas que podem indicar problemas cardíacos.

  • O que fazer: caso exista histórico de problemas cardíacos na família ou caso se suspeite de alterações no coração deve-se consultar um cardiologista para identificar o diagnóstico correto e iniciar o tratamento mais adequado.

7. Infecção grave

Embora seja mais raro, a pressão baixa também pode surgir devido a uma infecção grave no organismo, conhecida como sepse ou choque séptico. Isso acontece porque as bactérias se espalham pelo corpo e liberam toxinas que afetam os vasos sanguíneos, levando a diminuição acentuada da pressão arterial. Veja quais os sintomas que podem indicar sepse.

  • O que fazer: caso se tenha uma infecção em algum local do corpo e se apresente queda repentina da pressão arterial com sintomas como fraqueza, tonturas e sensação de desmaio, é importante ir rapidamente ao hospital para iniciar a administração de antibióticos diretamente na veia.

Quando ir ao médico

É aconselhável consultar o clínico geral quando a pressão arterial desce mais de 40 mmHg ou é acompanhada de:

  • Tonturas e enjoos;
  • Desmaio;
  • Excesso de sede;
  • Dificuldade de concentração;
  • Visão embaçada;
  • Cansaço excessivo;
  • Pele fria e pálida.

Quando surgem sintomas de pressão baixa é recomendado deitar a pessoa e levantar as suas pernas, permitindo que o sangue chegue até ao cérebro. Caso os sintomas se mantenham por mais de 10 minutos, deve-se chamar ajuda médica, ligando para o 192, ou levá-la a um pronto-socorro.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar