Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é RDW no exame de sangue

RDW é a sigla para Red Cell Distribution Width, o que em português significa amplitude de distribuição dos glóbulos vermelhos, e que avalia a variação de tamanho entre as diferentes células vermelhas do sangue.

Dessa forma, quando o valor está elevado no hemograma significa que os glóbulos vermelhos têm um tamanho superior ao normal, e quando está baixo, de que os glóbulos vermelhos têm um tamanho menor que o normal.

Normalmente, o valor de RDW vem incluído no exame de hemograma, junto de outras informações sobre as células do sangue. Com o valor de RDW é possível desconfiar de algumas doenças como anemia, diabetes ou problemas do fígado, dependendo também dos outros valores do hemograma.

Veja como ler os outros valores do exame de hemograma.

O que é RDW no exame de sangue

Qual o valor de referência

O valor de referência para o RDW no hemograma é de 11 a 14%, no entanto, este resultado pode variar de acordo com o laboratório. Assim, se o valor estiver acima ou abaixo dessa percentagem, poderá ter significados diferentes e, por isso, é sempre importante que o valor seja avaliado pelo médico que pediu o exame.

Resultado de RDW alto

Nestes casos, a alteração do RDW é quase sempre causada por uma deficiência nutricional de:

  • Ferro;
  • Folato;
  • Vitamina B12.

Devido à diminuição destes nutrientes, o médico pode desconfiar de alguns diagnósticos como doença no fígado, anemia megaloblástica, talassemia ou anemia por deficiência de ferro, por exemplo.

Além disso, pessoas a fazer tratamento com quimioterapia ou algum tipo de antiviral também podem apresentar um valor de RDW maior que o normal.

Resultado de RDW baixo

O RDW baixo é sinal de que as células vermelhas do sangue têm pouca diferença de tamanho entre elas e, por isso, geralmente é sinal de que não se tem anemia.

No entanto, se o valor de RDW estiver baixo e o VCM também, pode indicar uma anemia causada por doenças crônicas como doenças do fígado, problemas nos rins, HIV, câncer ou diabetes, por exemplo.

Quando pode ser pedido o exame

Este exame é muitas vezes pedido quando se desconfia de uma anemia, por surgirem sintomas como tonturas, cansaço ou pele pálida, por exemplo. Confira quais os principais sintomas de anemia.

Porém, o médico também pode pedir o exame quando se tem ou teve:

  • Histórico familiar de alterações do sangue;
  • Hemorragia durante uma cirurgia ou após uma pancada;
  • Diagnóstico de uma doença que possa causar alterações das células do sangue;
  • Doença crônica, como HIV.

Por vezes, este exame pode até ser pedido num exame de sangue de rotina, sem que exista uma causa específica.

Como se preparar para o exame

Em muitos casos é necessário fazer jejum de 8 horas antes de fazer o exame, já que o médico costuma pedir junto com outras análises de sangue que podem precisar de jejum, no entanto, o melhor é sempre questionar o médico sobre o preparo.

Normalmente, a coleta de sangue demora menos de 5 minutos e é facilmente no hospital ou em qualquer clínica de análises com a remoção de uma pequena amostra de sangue pela veia.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...