Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Nefrectomia: o que é e quais as indicações da cirurgia de remoção do rim

Julho 2020

A nefrectomia consiste numa cirurgia de remoção do rim, que geralmente está indicada para pessoas cujo rim não funciona corretamente, em casos de câncer no rim, ou em situações de doação do órgão.

A cirurgia de remoção do rim pode ser total ou parcial, dependendo da causa, e pode ser realizada através de cirurgia aberta ou por laparoscopia, sendo a recuperação mais rápida através deste método.

Nefrectomia: o que é e quais as indicações da cirurgia de remoção do rim

Porque é feita

A cirurgia de remoção do rim, está indicada para as seguintes situações:

  • Lesões no rim ou quando o órgão deixa de funcionar com eficiência, devido à ocorrência de infecções, lesões, ou a determinadas doenças;
  • Câncer do rim, em que a cirurgia é feita para impedir o crescimento do tumor, podendo ser suficiente uma cirurgia parcial;
  • Doação de rim para transplante, quando a pessoa pretende doar o seu rim para outra pessoa.

Dependendo da causa que está na origem da remoção do rim, o médico pode optar por realizar uma cirurgia parcial ou total.

Tipos de nefrectomia

A nefrectomia pode ser toral ou parcial. A nefrectomia total consiste na remoção de todo o rim, enquanto que na nefrectomia parcial, é removida apenas uma porção do órgão. 

A remoção do rim, quer seja parcial, quer seja total, pode ser feita através de cirurgia aberta, quando o médico faz uma incisão de cerca de 12 cm, ou por laparoscopia, que é um método em que são feitos uns furinhos que permitem a inserção de instrumentos e de uma câmera, para a remoção do rim. Esta técnica é menos invasiva e, por isso, a recuperação é mais rápida.

Como se preparar

A preparação para a cirurgia deve ser orientada pelo médico, que geralmente avalia os medicamentos que a pessoa toma e dá indicações em relações aqueles que devem ser suspensos ante da intervenção. Além disso, é necessário suspender a ingestão de líquidos e alimentos por um determinado período antes da cirurgia, que também deve ser indicado pelo médico.

Como é a recuperação

A recuperação depende do tipo de intervenção realizada, sendo que se a pessoa se submeter a cirurgia aberta, pode levar cerca de 6 semanas  pra se recuperar, podendo ter que ficar internada no hospital por cerca de uma semana.

Possíveis complicações

Assim como acontece com outras cirurgias, a nefrectomia pode apresentar riscos, como lesões em outros órgãos perto do rim, formação de uma hérnia no local da incisão, perda de sangue, problemas cardíacos e dificuldade respiratória, reação alérgica à anestesia e outros medicamentos administrados durante a cirurgia e formação de trombos.

Bibliografia >

  • PINHEIRO, Luís Campos et. al.. Nefrectomia Radical e Nefroureterectomia Laparoscópica “Hand-Assited” – A experiência dos Primeiros 21 Casos. Acta Urológica. Vol.4. 21.ed; 43-46, 2004
  • MOREIRA-PINTO, João et. al.. NEFRECTOMIA LAPAROSCÓPICA RETROPERITONEAL EM CRIANÇAS COM IDADE INFERIOR A NOVE ANOS . Acta Med Port. Vol.24. 89-94, 2011
  • NATIONAL KIDNEY FOUNDATION. What is a nephrectomy?. Disponível em: <https://www.kidney.org/atoz/content/nephrectomy>. Acesso em 06 Jul 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem