Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Muco na urina: o que significa e o que fazer

A presença de muco na urina geralmente é normal. No entanto, quando há aumento na liberação de muco na urina pode ser indicativo de problemas mais graves, como infecções do trato urinário, colite ulcerativa ou até mesmo câncer de bexiga. 

A presença de muco geralmente deixa a urina com aspecto turvo. No exame de urina normal podem ser vistos fios ou filamentos mucóides, mas quando se verifica além disso a presença de várias células epiteliais, presença de bactérias, cilindros, cristais ou numerosos piócitos, pode significar alguma doença, sendo recomendado ir ao médico para investigar a causa e iniciar o tratamento. Veja como é feito o exame de urina. 

O tratamento varia de acordo com a causa da liberação do muco, podendo ser desde mudança na alimentação, até uso de antibióticos e necessidade de cirurgia. 

Muco na urina: o que significa e o que fazer

1. Gravidez

É comum a grávida notar a presença de muco na urina, pois durante a gravidez é comum o corpo liberar alguns nutrientes e minerais, o que deixa a urina com um aspecto turvo. Além disso, é comum o aumento do volume de muco produzido perto do fim da gravidez.

O que fazer: A presença de muco na gravidez é normal, mas se a mulher achar que o volume de muco está muito grande e apresenta algum sintoma característico de uma infecção urinária, por exemplo, deve ir ao ginecologista. 

2. Infecções urinárias

A produção excessiva de muco geralmente indica uma infecção do trato urinário, podendo ser uma cistite, que é a infecção na bexiga, uma uretrite, infecção na uretra, ou pielonefrite, que é a infecção nos rins.

Nas infecções urinárias o exame de urina normalmente vai indicar a presença de numerosas bactérias, presença de muco, várias células epiteliais, e numerosos piócitos. Além dessas carcaterísticas vistas através do exame de urina, a pessoa pode ainda sentir dor ou ardor ao urinar.

O que fazer: Assim que for percebida turbidez e presença de muco na urina, deve-se ir ao médico urologista ou ginecologista, no caso das mulheres. O tratamento é feito normalmente com antibióticos, como amoxicilina ou ciprofloxacino.

3. Doenças sexualmente transmissíveis

Algumas doenças sexualmente transmissíveis causam a produção excessiva de muco, como a gonorréia e a clamídia. Os sintomas dessas doenças são semelhantes aos da infecção urinária, como dor ou queimação ao urinar, desconforto abdominal, dor durante o contato íntimo, sangramento entre os períodos menstruais e presença de corrimentos branco ou amarelo nas mulheres, e nos homens pode haver inflamação da pele do pênis e inchaço dos testículos. Veja mais sobre a clamídia e sobre a gonorréia.

O que fazer: Na ocorrência dos primeiros sintomas, deve-se ir ao urologista ou ginecologista, no caso das mulheres, para que se possa ter o diagnóstico correto da doença. O tratamento é feito com uso de antibióticos, como azitromicina e ceftriaxona, para eliminar a bactéria. Além disso deve-se realizar tratamento também com antibiótico com os parceiros sexuais e utilizar preservativo.

Muco na urina: o que significa e o que fazer

4. Colite ulcerativa

A colite ulcerativa é uma doença caracterizada pela presença de feridas na parede no intestino. Dessa forma há alteração na mucosa do intestino, o que leva a produção anormal de muco, que pode ser liberado na urina, principalmente em mulheres. Saiba mais sobre a colite ulcerativa.

O que fazer: quando o muco na urina ocorrer em associação à diarreia, dores abdominais, febre e emagrecimento, deve-se ir ao gastroenterologista, pois pode se tratar de uma colite ulcerativa.

O tratamento, na maioria das vezes, é feito com o uso de suplementos alimentares e mudança na dieta, sendo recomendada a ingestão de alimentos ricos em fibras. O médico pode indicar também algum medicamento que possa parar a diarreia, como a loperamida.

5. Síndrome do intestino irritável

A síndrome do intestino irritável também pode levar à presença de muco na urina por se tratar de uma inflamação das vilosidades intestinais, que são estruturas localizadas na mucosa no intestino que são responsáveis pela absorção de nutrientes. A presença de muco na urina decorrente da síndrome do intestino irritável é mais comum nas mulheres, pelo fato das secreções vaginais e anais conseguirem se misturar, o que deixa a mulher mais propensa a infecções. 

Assim, a síndrome do intestino irritável pode levar à produção de muco espesso, além de causar sintomas como dor, excesso de gases e prisão de ventre ou diarréia. Veja quais são os sintomas da síndrome do intestino irritável.

O que fazer: É indicado ir ao gastroenterologista para que seja feito o diagnóstico e iniciar o tratamento. Normalmente a síndrome do intestino irritável é tratada com mudança na dieta, mas caso os sintomas sejam muito fortes e persistentes, o médico pode indicar o uso de algum laxante ou antibiótico. Veja como é feito o tratamento da síndrome do intestino irritável.

Muco na urina: o que significa e o que fazer

6. Câncer de bexiga

O muco na urina também pode ser indicativo de câncer de bexiga, mas isso não é muito comum. Para que seja indicativo de câncer de bexiga, o muco deve ser acompanhado de sangue, dor abdominal, perda de peso e de apetite e aumento da necessidade de urinar.

O que fazer: Quando a pessoa identificar esses sintomas é ideal que busque rapidamente orientação médica, pois a depender do estágio que se encontra o tumor, o tratamento indicado pelo médico é diferente. Saiba como identificar e tratar o câncer de bexiga.

7. Pedra nos rins

No caso das pedras nos rins, o sistema urinário passa a produzir mais muco na tentativa de eliminar a pedra e desobstruir o sistema. A presença de muco na urina é sinal de pedra nos rins quando a urina apresenta aspecto turvo, cor amarela escura, além de cheiro forte e desagradável. Veja quais são os sintomas de pedra nos rins.

O que fazer: Assim que forem sentidos os primeiros sintomas de pedra nos rins, como vontade frequente de urinar, dor na lombar e ao urinar, é importante ir ao urologista. O tratamento varia de acordo com o tamanho da pedra. Se for muito grande, é indicado realizar cirurgia. Caso contrário, o médico normalmente solicita que o paciente beba muita água para que possa expulsar a pedra na urina. Dependendo do grau de dor sentida pelo paciente, o urologista pode indicar algum analgésico para aliviar a dor.

Quando ir ao médico

É importante ir ao médico quando se nota um grande volume de muco sendo liberado na urina e quando além desse muco é sentida dor ao urinar, dor lombar, urina escura e com mau cheiro, inchaço dos órgãos genitais ou corrimento, no caso das mulheres. 

É importante prestar atenção aos aspectos da urina, pois até mesmo uma desidratação pode ser percebida a partir da sua observação. Veja quais as alterações comuns da urina

Mais sobre este assunto:


Carregando
...