Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Para que serve o Molibdênio no corpo

O molibdênio é um mineral importante no metabolismo das proteínas. Esse micronutriente pode ser encontrado na água não filtrada, no leite, fava, ervilha, queijo, vegetais de folhas verde, feijão, pão e cereais, e é muito importante para o bom funcionamento do corpo humano porque sem ele, sulfitos e toxinas se acumulam aumentando o risco de doenças, inclusive o câncer. 

Onde encontrar 

O molibdênio encontra-se no solo e passa para as plantas, assim ao consumir as plantas estamos consumindo indiretamente este mineral. O mesmo acontece ao consumir a carne de animais que se alimentam de plantas, como o boi e a vaca, principalmente partes como o fígado e os rins.

Assim, a carência de molibdênio é muito rara porque as nossas necessidades desse mineral são facilmente supridas através da alimentação regular. Mas pode ocorrer em casos de subnutrição prolongada, e os sintomas incluem aumento da frequência cardíaca, dificuldade respiratória, náusea, vômito, desorientação e, até mesmo o coma. Por outro lado o excesso de molibdênio pode promover um aumento da concentração de ácido úrico no sangue e dores articulares.

Para que serve o Molibdênio no corpo

Para que serve o molibdênio 

O molibdênio é responsável pelo metabolismo saudável. Ele ajuda na proteção das células sendo útil para eliminar as toxinas do organismo, o que contribui para combater o envelhecimento precoce e a prevenir doenças inflamatórias, metabólicas, e também o câncer, especialmente os tumores cancerígenos no sangue. 

Isso acontece porque o molibdênio ativa enzimas que têm papel antioxidante no sangue funcionam reagindo com os radicais livres, que aderem às células saudáveis, levando à diminuição da função celular e à destruição da própria célula. Assim, com a ajuda de antioxidantes os radicais livres se tornam neutros e não prejudicam as células saudáveis. 

Recomendação de molibdênio 

A dose diária recomendada de molibdênio é de 45 microgramas de molibdênio para um adulto saudável, e durante a gravidez é recomendado 50 microgramas. Doses superiores a 2000 microgramas de molibdênio pode ser tóxico, causando sintomas semelhantes aos da gota, danos aos órgãos, disfunções neurológicas, deficiências de outros minerais, ou mesmo convulsões. Numa alimentação habitual é possível atingir a dose diária recomendada, e a dose excessiva 

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar