Mitomania: o que é, como reconhecer e tratamento

A mitomania, também conhecida como pseudologia fantástica ou mentira patológica, é um transtorno psicológico em que a pessoa possui uma tendência compulsiva por mentir, sem que exista outro transtorno psicológico ou demência, por exemplo.

Uma das grandes diferenças do mentiroso esporádico ou tradicional para o mitômano, é que no primeiro caso, a pessoa mente para ter proveito ou vantagem em alguma situação, enquanto o mitômano mente com o objetivo de disfarçar a sua própria realidade. Nessa situação, o ato de mentir é para se sentir confortável com a própria vida, parecer mais interessante ou ter assuntos que se encaixe em um grupo social que o mitômano não se sente capaz de entrar.

Mitomania: o que é, como reconhecer e tratamento

Como reconhecer um mentiroso compulsivo 

Para reconhecer este tipo de comportamento, certas características podem ser observadas, como:

  • O mitômano são sente culpa ou medo do risco de ser descoberto;
  • As histórias tendem a ser muito felizes ou muito tristes;
  • Conta grandes casos sem motivo aparente ou ganho;
  • Respondem de forma elaborada a perguntas rápidas;
  • Fazem descrições extremamente detalhadas dos fatos;
  • As histórias o fazem parecer herói ou a vítima;
  • Versões diferentes das mesmas histórias.

Todos esses relatos tem como objetivo fazer o outro acreditar na imagem social que o mitômano busca atingir. Confira outras dicas de como identifica mentiroso

O que causa a mitomania 

As causas da mitomania não são totalmente esclarecidas, mas alguns estudos propõe que este transtorno pode surgir devido a alguns fatores relacionados a antecedentes traumáticos ou epilepsia. Ainda assim, são necessárias mais investigações para comprovar esta hipótese.

Como é feito o tratamento

O tratamento da mitomania pode ser feito através de sessões psiquiátricas e psicológicas, onde o profissional que acompanha o caso ajudará a pessoa a entender quais são os motivos que levam a criação das mentiras. E assim, ao esclarecer e entender o porquê desta vontade surgir, o paciente pode iniciar a mudança de hábitos. 

Mitomania tem cura? 

A mitomania tem cura e pode ser alcançada por meio do tratamento adequado que depende do comprometimento da pessoa com o tratamento e do apoio que recebe. No entanto, é difícil que a pessoa com mitomania seja capaz de reconhecer que tem o transtorno, o que faz com que o diagnóstico e o tratamento acabem sendo atrasados. Por esse motivo, é muito importante o apoio e a compreensão de familiares e amigos.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • NETO, Mario. Transtornos da Personalidade. Porto Alegre: Artmed, 2011. 10-353.
  • BERGERET, Jean. Psicopatologia. 7 ed. Porto Alegre: Artmed, 2007. 94-109.
Mais sobre este assunto: