Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Mielograma e para que serve

O mielograma, ou punção aspirativa da medula óssea, é um exame em que é feita uma punção e coleta do sangue da medula óssea, feito para verificar como está o funcionamento da produção do sangue e identificar doenças que interferem nesta produção, como leucemia, linfoma, anemia, leucopenia ou plaquetopenia, por exemplo.

Este exame precisa ser feito com uma agulha grossa, capaz de atingir a parte interna do osso onde fica localizada a medula óssea, conhecida popularmente como tutano, por isso é necessária a realização de uma pequena anestesia localizada para diminuir a dor e o desconforto do procedimento.

Após coleta do material, o médico hematologista irá analisar a amostra do sangue, e identificar possíveis alterações, como a diminuição da produção das células sanguíneas, a produção de células defeituosas ou cancerígenas, por exemplo.

Local de punção do mielogramaLocal de punção do mielograma

Quando está indicado

O mielograma é indicado pelo médico nas seguintes situações:

  • Investigação de anemia inexplicada, ou a redução do número de glóbulos brancos e plaquetas para os quais não foram identificadas as causas nos exames iniciais;
  • Pesquisa de causas para alterações na função ou formato nas células do sangue;
  • Diagnóstico de câncer hematológico, como leucemia ou mieloma múltiplo, dentre outros, assim como o acompanhamento da evolução ou do tratamento, quando já foi confirmado;
  • Suspeita da metástase de um câncer grave para a medula óssea;
  • Investigação de febre de causa desconhecida, mesmo após realização de diversos exames;
  • Suspeita de infiltração na medula óssea por substâncias como o ferro, no caso da hemocromatose, ou de infecções, como leishmaniose visceral.

Assim, o resultado do mielograma é muito importante no diagnóstico de diversas doenças, permitindo o tratamento adequado. Em alguns casos, também pode ser necessária a biópsia da medula óssea, exame mais complexo e demorado, pois é necessária a remoção de um pedaço do osso, mas muitas vezes importante para dar mais detalhes sobre a medula.

O que é Mielograma e para que serve

Como é feito

O mielograma é um exame que atinge tecidos profundos do corpo, pois isso costuma ser feito por um médico clínico geral ou hematologista. Os ossos onde são, geralmente, realizados os mielogramas são o esterno, localizado no tórax, a crista ilíaca, localizada na região da bacia, ou a tíbia, localizada na perna, e os seus passos incluem:

  1. Limpar o local com materiais próprios para evitar a contaminação, como polvidine ou clorexidine;
  2. Realizar anestesia local com uma agulha da pele e da parte externa do osso;
  3. Fazer uma punção com uma agulha especial, mais grossa, mas perfurar o osso e alcançar a medula óssea;
  4. Conectar uma seringa à agulha, para aspirar e coletar o material desejado;
  5. Remover a agulha e fazer uma compressão do local com gaze, para evitar o sangramento.

Após a coleta do material, é necessária a realização da análise e interpretação do resultado, o que pode ser feito por lâmina, pelo próprio médico, assim como por máquinas especializadas na análise do sangue.

Possíveis riscos

Geralmente, o mielograma é um procedimento rápido e com raras complicações, entretanto, é possível ocorrer dor ou desconforto no local da punção, assim como sangramento, hematoma ou infecção. A recoleta do material pode ser necessária, em poucos casos, pela amostra ser insuficiente ou inadequada para análise. 

Mais sobre este assunto:


Carregando
...