Menstruação retrógrada: o que é, sintomas e tratamento

A menstruação retrógrada é uma situação em que o sangue menstrual, ao invés de sair do útero e ser eliminado pelo vagina, segue em direção às trompas de Falópio e cavidade pélvica, espalhando-se sem ter por onde sair durante a menstruação. Assim, os fragmentos do tecido endometrial atingem outros órgãos como ovários, intestino ou bexiga aderem às suas paredes, crescem e sangram durante a menstruação, causando muitas dores.

Como o tecido endometrial não é eliminado corretamente, é comum que a menstruação retrógrada esteja relacionada com a endometriose. No entanto, é possível também que algumas mulheres com menstruação retrógrada não desenvolvam endometriose, já que seu sistema imune é capaz de impedir o crescimento das células do endométrio nos outros órgãos.

Menstruação retrógrada: o que é, sintomas e tratamento

Sintomas da menstruação retrógrada

Os sintomas da menstruação retrógrada nem sempre são notados, uma vez que é uma condição natural em algumas mulheres. Porém, nos casos em que a menstruação retrógrada causa endometriose podem surgir sintomas como:

  • Menstruação mais curta;
  • Sangramento sem sinais normais de menstruação como cólica, irritabilidade ou inchaço;
  • Intensa cólica menstrual;
  • Dor no pé da barriga durante a menstruação;
  • Infertilidade.

O diagnóstico da menstruação retrógrada é feito pelo ginecologista através da observação dos sintomas e exames como ultrassonografia endovaginal e o exame de sangue CA-125, que é normalmente indicado com o objetivo de avaliar o risco da pessoa desenvolver, endometriose, cisto ou câncer no ovário, por exemplo.

Como é feito o tratamento

O tratamento para menstruação retrógrada deve ser indicado pelo ginecologista de acordo com os sinais e sintomas apresentados pela mulher e risco de endometriose. Assim, na maioria dos casos pode ser indicado o uso de medicamentos inibidores da ovulação ou uso de pílula anticoncepcional.

Por outro lado, quando a menstruação retrógrada está relacionada com a endometriose, o tratamento pode indicar o uso de medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos para aliviar os sintomas da doença. Em alguns casos, pode ser necessário induzir a menopausa para controlar a endometriose ou realizar uma cirurgia para corrigir problemas nas trompas de Falópio impedindo o refluxo de sangue menstrual para a região abdominal.

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: