Enxaqueca menstrual: o que é, sintomas e tratamento

novembro 2022

A enxaqueca menstrual é uma dor de cabeça que ocorre durante o período menstrual, geralmente entre 2 dias antes até 3 dias após o início da menstruação, e que tem relação com as alterações hormonais deste período, podendo ser acompanhada de sintomas comuns de enxaqueca, como náusea, vômitos e sensibilidade à luz.  

O principal fator que contribui com o seu surgimento é a redução dos níveis de estrogênio durante o período menstrual, que também é responsável pelos sintomas da TPM, como irritabilidade e cólicas. Por isso, além de medicamentos para enxaqueca como anti-inflamatórios e triptanos, os contraceptivos hormonais também podem ser indicados. Entenda os principais sintomas da TPM e como aliviar.

Em caso de suspeita de enxaqueca menstrual, é importante consultar um neurologista ou ginecologista para fazer uma avaliação detalhada, confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento apropriado.

Principais sintomas

Os principais sintomas da enxaqueca menstrual são:

  • Dor de cabeça entre 2 dias antes até 3 dias após o início da menstruação;
  • Dor de cabeça que piora quando se faz a pausa do anticoncepcional;
  • Dor de cabeça apenas de um lado;
  • Sensação de pulsação na cabeça;
  • Náusea e vômitos;
  • Sensibilidade/incômodo em ambientes iluminados ou com barulho;
  • Piora da dor com atividade física ou esforços;
  • Desconforto ao pentear os cabelos ou tocar a cabeça;

A dor da enxaqueca menstrual geralmente começa aos poucos e pode tornar-se intensa em algumas horas ao ponto de prejudicar a realização das atividades diárias. Algumas vezes, sensações como formigamentos, ver pontos luminosos, dificuldade para enxergar ou ouvir podem ocorrer antes ou durante a dor e geralmente melhoram em menos de 1 hora. 

De modo geral, as características da enxaqueca menstrual são semelhantes às da enxaqueca comum. Entenda melhor o que é enxaqueca e seus sintomas. 

Como é feito o tratamento

O tratamento geralmente é feito com a orientação de um neurologista ou ginecologista, e pode envolver medicamentos, como anti-inflamatórios, triptanos e anticoncepcionais. Algumas alternativas naturais como o chá de gengibre também podem ser utilizadas, mas não substituem o tratamento orientado pelo médico. Além disso, outras medidas como dormir e alimentar-se regularmente também são importantes. 

Remédios para enxaqueca

Os remédios mais indicados para enxaqueca menstrual são os anti-inflamatórios ou os triptanos, que geralmente ajudam a aliviar a dor durante os episódios. Além disso, pode ser recomendado o uso destes medicamentos no período menstrual cerca de 2 dias antes do início até ao 1º ou 3º dia da menstruação, como forma de prevenir que a dor ocorra. 

Quando estes medicamentos não são suficientes para melhorar ou evitar que as crises ocorram, outras opções de medicamentos  incluem antidepressivos, anticonvulsivantes ou anti-hipertensivos, que devem ser usados diariamente por 2 a 3 meses. Conheça os principais medicamentos usados no tratamento da enxaqueca.

Outra alternativa é a suplementação hormonal por meio de contraceptivos orais, que podem ser indicados por curtos períodos no mês ou mesmo para serem usados continuamente. No entanto, quando a mulher já faz uso de contraceptivos hormonais, pode ser feito apenas o ajuste da dose.

Opções de tratamento natural

O tratamento natural para enxaqueca envolve uso de substâncias naturais com propriedades calmantes e protetoras para o sistema nervoso, como chá de tanaceto ou valeriana, por exemplo. Confira mais opções de tratamentos caseiros para a enxaqueca e como prepará-los.

Além disso, recomenda-se ter uma alimentação rica em ômega 3 e antioxidantes, dando preferência para alimentos como peixe, gengibre ou maracujá, pois ajudam a prevenir o surgimento de dores de cabeça. É ainda importante retirar alimentos estimulantes da alimentação, como o café. Veja como deve ser uma dieta para evitar a enxaqueca.

Cuidados para aliviar a enxaqueca

Algumas boas dicas para combater a enxaqueca menstrual são:

  1. Não esperar a dor tornar-se intensa para usar o medicamento receitado pelo médico para tratá-la;
  2. Repousar em caso de dor;
  3. Evitar locais com muita luminosidade ou barulho durante as crises;
  4. Diminuir o ritmo de trabalho quando ocorrer a crise;
  5. Respirar pausadamente quando a dor ocorrer;
  6. Alimentar-se corretamente dando preferência às frutas e aos legumes;
  7. Dormir em quantidade suficiente e sempre nos mesmos horários;
  8. Praticar exercícios regularmente;
  9. Evitar estresse;
  10. Diminuir o consumo de bebidas alcoólicas.

Atividades como caminhadas, meditação ou prática de hobbies também podem ser importantes, especialmente porque o estresse é uma das principais causas de enxaqueca na mulher.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em novembro de 2022. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • ANSARI, Tasjeel et al. Management of Menstrual Migraine. Current Neurology and Neuroscience Reports. Vol.20, n.45. 2020
  • STATPEARLS. Menstrual Related Headache. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK557451/>. Acesso em 13 jul 2022
Mostrar bibliografia completa
  • VETVIK, Kjersti G; MACGREGOR, Anne. Menstrual migraine: a distinct disorder needing greater recognition. The Lancet Neurology. Vol.20, n.4. 304-315, 2021
  • STATPEARLS. Migraine Headache. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK560787/>. Acesso em 13 jul 2022
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.

Tuasaude no Youtube

  • Como aliviar a dor com ANALGÉSICOS NATURAIS

    04:26 | 1187472 visualizações