Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Meningite Meningocócica

A meningite meningocócica é um tipo raro de meningite bacteriana, causada pela bactéria Neisseria Meningitidis, que provoca uma inflamação grave das membranas que cobrem o cérebro, gerando sintomas como febre muito alta, dor de cabeça forte e náuseas, por exemplo.

Geralmente, a meningite meningocócica surge na primavera e no inverno, afetando especialmente crianças e idosos, embora também possa acontecer em adultos, especialmente quando existem outras doenças que causam diminuição do sistema imune.

A meningite meningocócica tem cura, mas o tratamento deve ser inciado o mais rápido possível para evitar sequelas neurológicas graves que podem colocar a vida em risco. Assim, sempre que existe suspeita de meningite, deve-se ir ao pronto socorro para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento.

Veja quais os exames que podem ser usados para confirmar a meningite.

Meningite Meningocócica

Principais sintomas

Os sintomas mais comuns da meningite meningocócica incluem:

  • Febre alta acima de 38º;
  • Forte dor de cabeça;
  • Náuseas e vômitos;
  • Rigidez na nuca, com dificuldade para dobrar o pescoço;
  • Sonolência e cansaço excessivo;
  • Dor nas articulações;
  • Intolerância à luz e ruídos;
  • Manchas roxas na pele.

Já no bebê, a meningite meningocócica pode ainda provocar outros sintomas como moleira tensa, agitação, choro intenso, rigidez do corpo e convulsões. Uma vez que no bebê é mais difícil entender qual o problema que está causando choro intenso, o melhor é sempre consultar um pediatra, especialmente se existir alguma alteração acompanhada de febre ou alterações da moleira.

Como confirmar o diagnóstico

Uma vez que a meningite meningocócica é considerada uma situação de emergência, deve-se ir ao pronto socorro assim que se desconfia de uma possível infecção nas meninges. Nesses casos, o médico pode desconfiar da doença através dos sintomas, mas é necessário fazer uma punção lombar para identificar se existe alguma bactéria na medula espinhal e confirmar o diagnóstico.

Como é feito o tratamento

O tratamento para meningite meningocócica deve ser feito o mais rápido possível em internamento no hospital com injeção de antibióticos na veia, como Ceftriaxona, durante cerca de 7 dias.

Durante o tratamento, os familiares devem utilizar máscaras de proteção sempre que visitarem o paciente, uma vez que a transmissão da meningite meningocócica ocorre através das secreções respiratórias, no entanto, não é necessário ficar em isolamento.

O que causa a meningite meningocócica

A meningite meningocócica é uma infecção das meninges, as membranas que cobrem o cérebro, causada pela presença da bactéria Neisseria Meningitidis.Geralmente, essa bactéria infecta primeiro outras partes do corpo, como a pele, o intestino ou os pulmões e, depois, consegue chegar até o cérebro, onde se desenvolve e causa uma grande inflamação das meninges.

Em casos mais raros, essa bactéria pode entrar diretamente no cérebro, especialmente se existiu algum trauma grave na cabeça, como num acidente de trânsito ou durante uma cirurgia ao cérebro, por exemplo.

Como se proteger

A prevenção da meningite meningocócica pode ser feita com o uso de vacinas para meningite incluídas no calendário de vacinação da criança, assim como outros cuidados como:

  • Evitar locais com muitas pessoas, especialmente ;
  • Manter os cômodos da casa bem ventilados;
  • Evitar lugares fechados;
  • Ter boa higiene corporal.

Além disso, pessoas que estiveram em contato próximo com outra pessoa infectada devem consultar um clínico geral para avaliar a possibilidade de também terem sido afetados pela bactéria, iniciando o uso de antibiótico, se necessário.

Confira uma lista mais completa dos cuidados para evitar pegar meningite.

Possíveis sequelas da meningite meningocócica

Uma vez que a meningite afeta as membranas cerebrais, existe um risco muito elevado de complicações como:

  • Perda da visão ou audição;
  • Problemas cerebrais graves;
  • Dificuldade em aprender;
  • Paralisia dos músculos;
  • Problemas cardíacos.

As sequelas da meningite meningocócica, normalmente, surgem quando o tratamento não é feito de forma adequada ou quando é iniciado muito tarde. Entenda melhor quais as possíveis consequências da meningite.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...