Memantina: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
agosto 2022
  1. Para que serve
  2. Como tomar
  3. Efeitos Colaterais
  4. Contra-indicações

A memantina é um remédio indicado para o tratamento da doença de Alzheimer pois age reduzindo a ação de substâncias químicas no cérebro, o que ajuda a melhorar a memória de pessoas com Alzheimer.

Esse remédio pode ser encontrado na forma de comprimidos de 10 mg, com os nomes comerciais Ebixa, Zider, Maizher, Alois, Kamppi ou Heimer, ou como genérico sob a designação “cloridrato de memantina”.

A memantina deve ser usada com indicação médica, podendo ser oferecida gratuitamente pelo SUS, desde que tenha indicação médica, ou ser comprada em farmácias ou drogarias mediante apresentação de prescrição médica, e retenção da receita pela farmácia.

Para que serve

A memantina, ou cloridrato de memantina, é indicada para o tratamento dos casos moderados a graves da doença de Alzheimer.

Como tomar

A memantina deve ser tomada por via oral, como um copo de água, antes ou após uma refeição. O comprimido da memantina pode ser partido, mas não deve ser mastigado.

A posologia da memantina para adultos, varia de acordo com a semana de tratamento e a orientação médica, sendo normalmente recomendado:

  • 1ª semana de tratamento: a dose recomendada é de 5 mg de memantina por dia, o que corresponde a meio comprimido de 10 mg;
  • 2ª semana de tratamento: a dose recomendada é de 10 mg de memantina por dia, dividida em duas doses, ou seja, meio comprimido de 10 mg, de manhã e à tarde;
  • 3ª semana de tratamento: a dose recomendada é de 15 mg de memantina por dia, devendo ser tomado 1 comprimido de 10 mg pela manhã e meio comprimido à tarde;
  • 4ª semana de tratamento: a dose recomendada é de 20 mg de memantina por dia, ou seja, 1 comprimido inteiro de 10 mg, de manhã e à tarde;

A alteração das doses da memantina só devem ser feitas com orientação do médico, em consultas regulares, o que permite ao médico avaliar os benefícios, a resposta e tolerância ao tratamento.

Possíveis Efeitos Colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem surgir durante o tratamento com a memantina são confusão mental, tontura, dor de cabeça, sonolência, fadiga, tosse, dificuldade de respirar, constipação, vômito, aumento da pressão, dor nas costas.

As reações menos comuns incluem falência cardíaca, cansaço, infecções fúngicas, confusão, alucinações, vômitos, alterações na forma de andar e coagulação sanguínea venosa como trombose e tromboembolia.

Quem não deve usar

A memantina não deve ser usada por menores de 18 anos, mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas que tenham doença renal grave, ou que estejam em tratamento com amantadina, quetamina ou dextrometorfano.

Esse remédio também não deve ser usado por pessoas com alergia à memantina ou qualquer outro componente da fórmula.

Durante o uso da memantina não é recomendado consumir bebidas alcoólicas.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em agosto de 2022.

Bibliografia

  • APSEN FARMACÊUTICA S.A. Cloridrato de memantina (comprimidos de 10 mg). Disponível em: <http://200.199.142.163:8002/FOTOS_TRATADAS_SITE_14-03-2016/bulas/3348.pdf>. Acesso em 25 ago 2022
  • KISHI, T.; et al. Memantine for Alzheimer's Disease: An Updated Systematic Review and Meta-analysis. J Alzheimers Dis. 60. 2; 401-425, 2017
Mostrar bibliografia completa
  • MATSUNAGA, S.; et al. The efficacy and safety of memantine for the treatment of Alzheimer's disease. Expert Opin Drug Saf. 17. 10; 1053-1061, 2018
  • LU, S.; et al. The use of memantine in neuropsychiatric disorders: An overview. Ann Clin Psychiatry. 30. 3; 234-248, 2018
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.

Tuasaude no Youtube

  • ALZHEIMER: tudo o que precisa saber

    17:41 | 32510 visualizações