Ovo faz mal ao fígado?

“Gosto muito de ovo e costumo comer uns 2 por dia, mas não sei se essa quantidade pode e já ouvi que não é bom para o fígado. Ovo faz mal ao fígado?”

Jonathan Panoeiro

Neuropediatra

CRM 1101544-RJ

Jonathan Panoeiro
Não tem agenda disponível
Buscar Nutricionista perto de você

O consumo de ovo em excesso pode prejudicar o fígado. De acordo com alguns estudos, o ovo apresenta grande quantidade de colesterol e gorduras saturadas, sendo possível que, em excesso, esteja associado ao desenvolvimento de esteatose hepática.

Embora o colesterol no sangue não dependa apenas do colesterol que ingerimos, para uma pessoa saudável, é recomendado consumir até 7 ovos por semana, sendo importante incluí-lo em uma alimentação saudável e equilibrada.

Para saber como incluir o ovo na alimentação de forma que não prejudique a sua saúde, o ideal é consultar um nutricionista, que pode te orientar também como prepará-lo de maneira saudável.

Quais são os benefícios do ovo?

O ovo é um alimento que contém nutrientes como colina, folato, vitamina D, vitaminas do complexo B e proteínas de alta qualidade (presentes na clara do ovo), por exemplo, além do colesterol e gorduras saturadas. Confira os principais benefícios do ovo.

Por isso, o ideal é incluir o ovo em uma dieta saudável, equilibrada e orientada por um nutricionista, além de se praticar exercícios físicos regularmente, para que possa ser benéfico para a saúde.

75% dos leitores acham este conteúdo útil (4 avaliações nos últimos 12 meses)
  • Iremos publicar sua pergunta de forma anônima.
  • Faça uma pergunta clara, curta e sem incluir dados pessoais.
  • Não peça um diagnóstico ou 2ª opinião sobre tratamentos que já esteja realizando.
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta. O seu email nunca será publicado online.
Marque consulta com um Nutricionista perto de você!

Atendemos mais de 150 convênios em 9 estados do Brasil*.

Marcar Consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.