Caso ele ejacule dentro o efeito da pílula seria o mesmo?

“Tive relação sexual com meu namorado sem camisinha e ele tirou fora antes de ejacular. Eu tomei a pílula, mas tive uma dúvida depois. Caso ele ejacule dentro o efeito da pílula seria o mesmo?”

Jonathan Panoeiro

Neuropediatra

CRM 1101544-RJ

Jonathan Panoeiro
Não tem agenda disponível
Buscar Ginecologista perto de você

Sim, o efeito é o mesmo, porque a pílula normalmente age atrasando a ovulação e ejacular dentro ou fora da vagina não interfere no seu mecanismo de ação. O efeito da pílula depende principalmente do tempo que leva para tomá-la.

No entanto, a ejaculação dentro da vagina, aumenta as chances de uma gravidez, porque a quantidade de espermatozoides que podem chegar até o óvulo é maior. Neste caso, é ainda mais importante o uso da pílula assim que possível após a relação desprotegida.

Além disso, caso a mulher tenha outra relação sexual desprotegida após o uso da pílula, as chances de engravidar já são maiores, especialmente depois de 24h, porque o seu efeito não permanece para uma relação posterior.

A pílula do dia seguinte deve ser tomada somente em situações emergenciais. Por isso, se você não faz uso de um método contraceptivo, é recomendado consultar um ginecologista, que pode indicar quais os métodos mais adequados para você.

O que pode acontecer se a pílula do dia seguinte for usada com frequência?

O uso frequente da pílula do dia seguinte aumenta o risco de efeitos colaterais como:

  • Sangramento menstrual volumoso ou longo e irregularidade do ciclo menstrual;
  • Dor no abdome, náusea e/ou vômitos;
  • Dor de cabeça ou tontura;
  • Ganho de peso e elevação da pressão arterial;
  • Aumento dos níveis de colesterol e/ou glicose no sangue;
  • Pele e olhos amarelados;
  • Gravidez ectópica, em caso de falha do medicamento.

Por isso, para prevenir a gravidez, é recomendado consultar um ginecologista para saber os métodos contraceptivos mais indicados para você. Além disso, a forma mais eficaz de prevenir infecções sexualmente transmissíveis é pelo uso do preservativo.

9% dos leitores acham este conteúdo útil (22 avaliações nos últimos 12 meses)
  • Iremos publicar sua pergunta de forma anônima.
  • Faça uma pergunta clara, curta e sem incluir dados pessoais.
  • Não peça um diagnóstico ou 2ª opinião sobre tratamentos que já esteja realizando.
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta. O seu email nunca será publicado online.
Marque consulta com um Ginecologista perto de você!

Atendemos mais de 150 convênios em 9 estados do Brasil*.

Marcar Consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.