Até que idade uma pessoa cresce?

“Notei que meu filho de 13 anos é mais baixo que os colegas da escola dele e fiquei preocupada com sua altura. Até que idade uma pessoa cresce?”

Jonathan Panoeiro

Neuropediatra

CRM 1101544-RJ

Jonathan Panoeiro
Não tem agenda disponível
Buscar Endocrinologista Pediátrico perto de você

A pessoa normalmente cresce até o final da puberdade, sendo que os homens crescem, em média, até os 18 anos e, as mulheres, até por volta dos 15 anos.

Na maioria das meninas, a puberdade se inicia entre os 8 e 13 anos, já nos meninos, entre os 9 e 14 anos, e dura entre 2 a 5 anos. É neste período que acontece o "estirão" do crescimento, que termina no final da puberdade, quando as cartilagens dos ossos se calcificam devido ao estímulo hormonal.

Caso esteja preocupada com a altura do seu filho, o ideal é consultar um endocrinologista pediátrico ou pediatra para verificar se o crescimento dele está adequado para sua idade e se existe algum problema que possa estar interferindo no crescimento.

Como estimular o crescimento?

Algumas medidas que podem ajudar a estimular o crescimento incluem ter uma alimentação saudável, fazer atividades físicas regularmente e dormir bem e o suficiente durante a noite.

Além disso, existem problemas de saúde que podem afetar o crescimento, como doenças genéticas, problemas da tireoide ou desnutrição. Por isso, também é importante que o seu tratamento seja feito de acordo com a orientação do médico.

78% dos leitores acham este conteúdo útil (9 avaliações nos últimos 12 meses)
  • Iremos publicar sua pergunta de forma anônima.
  • Faça uma pergunta clara, curta e sem incluir dados pessoais.
  • Não peça um diagnóstico ou 2ª opinião sobre tratamentos que já esteja realizando.
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta. O seu email nunca será publicado online.
Marque consulta com um Endocrinologista Pediátrico perto de você!

Atendemos mais de 150 convênios em 9 estados do Brasil*.

Marcar Consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.