Qual médico trata o maxilar ou mandíbula estalando?

julho 2022

O médicos especialistas mais indicados para tratar a mandíbula ou o maxilar estalando são:

1. Dentista

O dentista é o principal especialista indicado para avaliar e diagnosticar estalos na mandíbula ou maxilar, que muitas vezes são sinal de disfunção temporomandibular (DTM). Existem ainda dentistas especializados em DTM e dor orofacial, que podem realizar um tratamento mais individualizado.

Além da DTM, o dentista pode ainda identificar e tratar outras causas que podem fazer com que o maxilar/mandíbula fique estalando, como o bruxismo ou a má oclusão dentária, por exemplo. Confira as principais causas de mandíbula estalando e o que fazer.

2. Cirurgião bucomaxilofacial

Embora não seja o primeiro especialista a ser procurado em casos de maxilar/mandíbula estalando, o cirurgião bucomaxilofacial é o especialista mais indicado para tratar, de forma cirúrgica, alterações benignas do maxilar, como tumores, cistos ou deformidades.

Este especialista é muitas vezes indicado pelo dentista após diagnosticar a causa do estalo na mandíbula e quando o tratamento por outros meios não é suficiente para resolver o sintoma.

Quando consultar o médico

É recomendado consultar um médico quando:

  • O estalo é muito frequente e não melhora após 1 semana;
  • Existe dor nos dentes e/ou desgaste visível;
  • A mandíbula fica presa e não permite fechar a boca;
  • Existe dificuldade para mastigar, falar ou engolir;
  • Existe inchaço do rosto.

Além disso, se surgirem sintomas mais graves como perda de dentes, dor muito intensa ou presença de pus na boca é importante ir ao hospital.

Qual médico consultar para outros problemas

Se tem outro problema ou sintoma que está incomodando, por favor insira-o para saber qual o especialista que deve consultar:

Erro
Não escreva mais do que três palavras.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em julho de 2022.
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.