Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Mastoidite e como identificar

Mastoidite é uma inflamação do osso mastóide, que fica localizado na proeminência situada atrás da orelha, e é mais comum em crianças com menos de 2 anos de idade, apesar de poder atingir pessoas de todas as faixas etárias. Geralmente, a mastoidite acontece devido a uma complicação de uma otite média, quando os microoganismos que causam a infecção se disseminam para além do ouvido e chegam ao osso.

A infecção da mastóide provoca uma intensa inflamação no osso, o que provoca vermelhidão, inchaço e dor ao redor do ouvido, além de febre e saída de secreção purulenta. No caso de sintomas que indiquem mastoidite, é necessária a avaliação pelo clínico geral ou otorrino, para que o tratamento com antibióticos seja iniciado o mais rapidamente possível, evitando-se complicações como formação de abscesso e destruição do osso.

O que é Mastoidite e como identificar

Principais sintomas

Os sintomas mais comuns de uma mastoidite incluem:

  • Dor persistente e latejante, no ouvido e na região ao redor do ouvido;
  • Vermelhidão e inchaço na região atrás da orelha;
  • Formação de uma protuberância atrás do ouvido, similar a um caroço, que pode confundir com outras causas. Saiba quais são as principais causas de caroço atrás da orelha;
  • Febre;
  • Saída de secreção amarelada pelo ouvido;
  • Pode haver diminuição gradual da capacidade auditiva, tanto pelo acúmulo de secreção, como pelo comprometimento do tímpano e outras estruturas responsáveis pela audição.

A mastoidite aguda é a forma de apresentação mais comum, entretanto, também desenvolver a forma crônica, que tem uma evolução mais lenta e com sintomas mais brandos. 

Para confirmar o diagnóstico, o médico deve avaliar os sintomas, examinar ao ouvido e, se necessário, solicitar exames de imagem como radiografia ou tomografia computadorizada. Além disso, para identificar a bactéria causadora da infecção, poderá ser feita a coleta de amostras da secreção do ouvido. 

Quais são as causas

Geralmente, a mastoidite surge como consequência de uma otite média aguda que não foi tratada ou que foi tratada incorretamente, o que pode acontecer ao utilizar doses erradas, interromper o uso antes do momento indicado ou quando o antibiótico utilizado não é suficiente para eliminar o microorganismo causador, por exemplo.

Os microorganismos que mais frequentemente costumam causar este tipo de infecção são os Pneumococus, Haemophilus influenzae, Staphylococus pyogenes, Pseudomonas aeroginosa, dentre outras bactérias, que são capazes de disseminar-se do ouvido até atingir os ossos. 

O que é Mastoidite e como identificar

Como é feito o tratamento

O tratamento da mastoidite é orientado pelo otorrinolaringologista, e geralmente é feito com o uso de antibióticos por via venosa ou oral, como Ceftriaxona ou Ciprofloxacina, por exemplo, durante cerca de 2 semanas.

Caso haja a formação de abscesso ou caso não haja melhora clínica com o uso de antibióticos, pode ser indicada a drenagem da secreção, através de um procedimento chamado miringotomia ou, em casos mais graves, pode ser necessária a abertura da mastóide.

Possíveis complicações

Uma mastoidite muito grave ou tratada de forma incorreta pode provocar:

  • Surdez;
  • Meningite;
  • Abescessos cerebrais;
  • Infecção disseminada pelo sangue, conhecida como sepse.

Quando provoca complicações, significa que a mastoidite está muito grave e necessita de um rápido tratamento a nível hospitalar, pois, do contrário, pode até provocar a morte.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...