Mancha no útero: 6 principais causas (e o que fazer)

Atualizado em janeiro 2024

As manchas no útero podem ser causadas por infecção pelo vírus HPV, cervicite ou colpite, por exemplo, mas normalmente não são graves ou significam câncer, porém é necessário iniciar tratamento para evitar que a mancha evolua para uma condição mais grave.

As manchas são observadas durante exame ginecológico de rotina e podem ser brancas, vermelhas ou escuras e são tratadas de acordo com a sua causa, geralmente através do uso de pomadas ou cremes vaginais.

Em casos mais graves, pode ser indicada a remoção parcial ou total do colo do útero, para que seja feita biópsia, ou pode ser feita a curetagem, que é um procedimento ginecológico realizado com a paciente sedada ou em anestesia geral. Entenda o que é a curetagem e como é feita.

Imagem ilustrativa número 1

6 causas de mancha no útero

As principais causas de manchas no útero são:

1. Infecção pelo vírus HPV

A presença de manchas brancas e espessas no colo do útero podem indicar a presença do vírus HPV.

Dependendo da distribuição das manchas e comprometimento do colo do útero, as manchas brancas podem significar apenas a presença do vírus ou indicar que a pessoa tem o câncer de colo de útero, devendo o médico solicitar exames confirmatórios. Veja quais são os sintomas e como acontece a transmissão do HPV.

O que fazer: deve-se fazer o tratamento recomendado pelo ginecologista de acordo com a observação do colo do útero e resultado dos exames complementares, podendo ser com o uso de pomadas ou por meio de procedimento cirúrgico. Saiba como é feito o tratamento do HPV.

2. Cervicite

A cervicite pode ser identificada através do exame ginecológico como manchas brancas mal definidas e dispersas no colo do útero.

A cervicite corresponde a inflamação do cérvix, que é a parte inferior do útero que se liga à vagina, cujos sintomas são corrimento vaginal, sangramento fora do período menstrual e dor ao urinar. 

O que fazer: o tratamento deve ser feito com orientação do ginecologista de acordo com a causa da cervicite, podendo ser recomendado o uso de antibióticos ou antifúngicos, e evitar produtos que possam causar alergia. Confira todas as opções de tratamento para a cervicite.  

3. Colpite

A colpite é a inflamação da vagina e do colo do útero causada pela presença de microrganismos, como bactérias, fungos ou protozoários, levando à ocorrência de corrimento branco leitoso além da presença de manchas vermelhas no útero.

A colpite pode ser identificada durante a colposcopia e o diagnóstico é confirmado após exame microbiológico. Veja como é feita a colposcopia.

O que fazer: o tratamento da colpite é feito pelo ginecologista e varia de acordo com sua causa, podendo ser indicado o uso de antibióticos ou antifúngicos, por exemplo. Entenda como é feito o tratamento da colpite.

4. Endometriose

A endometriose é o crescimento de tecido endometrial fora do útero, como no intestino, ovário, trompas e bexiga, causando dores muito fortes, principalmente durante o período menstrual.

Na endometriose o ginecologista pode identificar a presença de manchas escuras ou vermelhas durante exame de rotina.

O que fazer: o tratamento varia de acordo com a idade da mulher, gravidade e intensidade dos sintomas, mas em alguns casos pode ser indicada cirurgia. Esclareça todas as dúvidas sobre a endometriose.

5. Ectopia cervical

A ectopia cervical, também chamada de ectopia ou ferida do colo uterino, acontece quando parte do colo do útero se desenvolve no canal cervical e pode ser identificada no exame preventivo como uma mancha vermelha no colo do útero.

Essa ferida tem diversas causas, podendo acontecer por infecção por bactérias, fungos ou protozoários, como o Trichomonas vaginalis, uso de anticoncepcionais e alterações hormonais. Saiba quais são os sintomas e causas da ferida no útero.

O que fazer: a ectopia cervical tem cura se for tratada de acordo com a recomendação do ginecologista, e pode ser feita com o uso de medicamentos ou pomadas vaginais ou cauterização.

6. Uso de anticoncepcionais

Em alguns casos, o uso de anticoncepcionais também pode levar ao surgimento de manchas no útero.

O que fazer: deve-se consultar o ginecologista que pode indicar a substituição do anticoncepcional por outro. Veja os principais métodos contraceptivos.

Quando ir ao médico

É importante consultar o ginecologista quando surgirem alguns dos seguintes sintomas:

  • Corrimento vaginal com odor forte;
  • Sangramento fora do período menstrual;
  • Desconforto, dor ou sangramento durante a relação sexual;
  • Dor ou ardência ao urinar;
  • Cólicas intensas ou dor abdominal frequente.

Assim, o ginecologista deve realizar exames ginecológicos, como o papanicolau ou a colposcopia, por exemplo, para diagnosticar a causa dos sintomas e indicar o tratamento mais adequado. Veja quais são os principais exames solicitados pelo ginecologista.