Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Linfoma de Hodgkin tem cura

Se o linfoma de Hodgkin for detetado precocemente a doença tem cura, principalmente nos estágios 1 e 2 ou quando não estão presentes fatores de risco, como ter mais de 45 anos ou apresentar linfócitos inferiores a 600, sendo que o tratamento inclui quimioterapia, radioterapia e em alguns casos transplante de medula.

Normalmente, este linfoma surge em adultos jovens e os principais sintomas incluem ínguas inchadas no pescoço e tórax e perda de peso sem razão aparente, por exemplo.

O linfoma é um câncer que se desenvolve nos linfócitos, que são células do sangue que têm como função proteger o organismo contra infeções e que circulam em todo o organismo e, por isso, as células doentes podem desenvolver-se em qualquer região do sistema linfático.

Como curar a doença de Hodgkin

Para tratar e curar o linfoma de Hodgkin é necessário ir no oncologista que indicará o tratamento mais adequado segundo o estadio da doença.

No entanto, quando a doença se encontra no estadio 1 e 2, o médico pode recomendar quimioterapia e radioterapia e, em casos mais avançados pode indicar a toma de remédios esteroides para melhorar os efeitos da quimioterapia, acelerando o tratamento.

Além disso, também pode ser necessário fazer transplante de medula óssea. Veja todos os detalhes para curar o Linfoma de Hodgkin.

Sintomas do Linfoma de Hodgkin

Os principais sintomas desta doença incluem:

Sistema linfáticoSistema linfático
  • Ínguas inchadas nas regiões do pescoço, axila, clavícula e virilha;
  • Aumento da barriga, devido a inchaço do figado e baço;
  • Febre;
  • Perda de peso sem razão aparente;
  • Suores noturnos;
  • Coceira e pequenas lesões pelo corpo.

Os sintomas deste linfoma são comuns a outras doenças e, por isso, é necessário ir no médico para fazer o diagnóstico correto.

Diagnóstico do Linfoma de Hodgkin

O diagnóstico pode ser feito através de exames como exame de sangue e urina, TAC e biópsia às ínguas inchadas e medula óssea.

Durante a biópsia, retira-se um pedacinho da medula no osso da bacia para avaliar se há presença de alterações nas células que identifiquem o linfoma. Saiba para que serve e como é feita a biópsia da medula.

Tipos de Linfoma de Hodgkin

Existem 2 tipos de linfoma de hodgkin, o clássico e o nodular, sendo que o mais comum é o clássico, e pode manifesta-se por subtipos como esclerose nodular, celularidade mista, depleção de linfócitos ou rico em linfócitos.

Estágios da doença de Hodgkin

O linfoma de hodgkin pode ser classificado em estádios de 1 a 4, conforme se observa na imagem.

Estadiamento da doençaEstadiamento da doença

Causas do Linfoma de Hodgkin

Ainda não se sabe ao certo quais são as causas para o linfoma de Hodgkin, porém alguns fatores que aumentam as chances de ter a doença incluem:

  • Ser adulto jovem ou ser idoso, principalmente entre os 15 e os 34 anos e a partir dos 55 anos;
  • Ter infecção pelo vírus de Ebstein- Barr e Aids;
  • Ser familiar de primeiro grau que tiveram a doença.

Além disso, a recorrência de infecções, exposição à fatores ambientais como produtos químicos, altas radiações e poluição podem estar relacionados à doença.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...