Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Linfogranuloma Venéreo: O que é, Sintomas e Tratamento

O linfogranuloma venéreo, também chamado de mula, é uma doença sexualmente transmissível causada por três tipos diferentes da bactéria Chlamydia trachomatis, que também é responsável pela clamídia. Nos casos do linfogranuloma venéreo existe formação de feridas indolores e cheias de líquido na região íntima e que nem sempre são percebidas.

Essa doença é transmitida por via sexual, por isso é importante usar a camisinha em todos os contatos íntimos, bem como ter atenção à higienização da região íntima após a relação sexual. O tratamento normalmente é feito com o uso de antibióticos, que devem ser receitados pelo médico de acordo com o perfil de sensibilidade do microrganismo e sintomas apresentados por cada pessoa.

Linfogranuloma Venéreo: O que é, Sintomas e Tratamento
Linfogranuloma Venéreo: O que é, Sintomas e Tratamento

Principais sintomas

Os primeiros sinais de linfogranuloma venéreo surgem entre 3 a 30 dias após a infecção e o principal sintoma é a presença de feridas cheias de líquido e indolores na região íntima, que normalmente desaparecem sozinhas depois de 3 a 5 dias.

No entanto, é comum que as feridas voltem a surgir com aspecto inflamado, com pus e sangue, podendo ser acompanhadas de outros sintomas como:

  • Febre;
  • Mal-estar;
  • Vômitos;
  • Dor de cabeça, nas costas e nas articulações,
  • Falta de apetite;
  • Emagrecimento;
  • Suor noturno;
  • Inflamações no reto;
  • Inchaço doloroso na virilha.

Caso os sintomas não sejam identificados e a doença tratada rapidamente ou da maneira correta, podem surgir algumas complicações, como por exemplo linfedema peniano e escrotal, hiperplasia intestinal, hipertrofia vulvar e proctite, que é a inflamação da mucosa que reveste o reto e que pode acontecer caso a bactéria tenha sido adquirida por meio do sexo anal. Saiba mais sobre a proctite e como é feito o tratamento.

O linfogranuloma venéreo pode ser adquirido por meio do contato íntimo sem preservativo, sendo, portanto, considerada uma doença sexualmente transmissível. O diagnóstico é feito por meio da análise dos sintomas e exames de sangue que identificam os anticorpos contra Chlamydia trachomatis, bem como a cultura de secreção da ferida, que pode ser útil para identificar o microrganismo e verificar qual o melhor antibiótico para ser usado como tratamento.

Como é feito o tratamento

O tratamento para o linfogranuloma venéreo deve ser feito de acordo com a orientação médica, sendo normalmente recomendado o uso de antibióticos. Os principais medicamentos indicados pelos médicos são:

  • Doxiciclina por 14 a 21 dias;
  • Eritromicina por 21 dias;
  • Sulfametoxazol/ trimetoprim por 21 dias;
  • Azitromicina por 7 dias.

O antibiótico e o tempo de tratamento deve ser indicado pelo médico de acordo com o perfil de sensibilidade do microrganismo e com os sintomas apresentados. Além disso, é importante que a pessoa faça exames regulares para certificar que realmente o tratamento está tendo efeito, assim como seu parceiro, que deve ser examinado e tratado mesmo que não apresente sintomas.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem