Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Leucemia Linfoide: entenda o que é, quais os sintomas e como tratar

A leucemia linfoide é um tipo de câncer que se desenvolve nas células linfoides da medula, que são um tipo de células que dão origem aos linfócitos, um dos principais tipos de glóbulos brancos que ajudam a defender o organismo.

Este tipo de câncer pode ainda ser dividido em dois tipos:

  • Leucemia linfoide aguda: os sintomas surgem rapidamente e afeta principalmente crianças. Embora se desenvolva muito rápido, este tipo tem maiores chances de cura quando o tratamento é iniciado precocemente.
  • Leucemia linfoide crônica: o câncer vai-se desenvolvendo ao longo de meses ou anos e, por isso, os sintomas podem aparecer lentamente. Este tipo afeta especialmente adultos e idosos e seu tratamento apresenta menos chances de cura.

Normalmente, este tip ode leucemia é mais comum em pessoas que estiveram expostas a grandes quntidade de radiação, que sofreram infecção pelo vírus HTLV-1, que fumam ou que têm síndromes como neurofibromatose, síndrome de Down ou anemia Fanconi.

Leucemia Linfoide: entenda o que é, quais os sintomas e como tratar

Quais os principais sintomas

Os primeiros sintomas de leucemia linfoide podem incluir:

  1. Cansaço excessivo e falta de energia;
  2. Perda de peso sem causa aparente;
  3. Tonturas frequentes;
  4. Suores noturnos;
  5. Dificuldade para respirar e sensação de falta de ar;
  6. Febre acima de 38ºC;
  7. Infecções que não desaparecem ou voltam a surgir muitas vezes, como amigdalite ou pneumonia;
  8. Facilidade para ter manchas roxas na pele;
  9. Sangramento fácil pelo nariz ou gengivas.

Geralmente, é mais fácil identificar a leucemia linfoide aguda pois os sintomas surgem quase ao mesmo tempo, já na crônica os sintomas surgem isolados e, por isso, podem ser sinal de outro problema, o que atrasa o diagnóstico. Além disso, em alguns casos de leucemia linfoide crônica os sintomas podem nem existir, sem apenas identificado em exames de sangue de rotina.

Assim, para fazer o diagnóstico o mais cedo possível, é importante consultar um clínico assim que surgirem algum dos sintomas para pedir um exame de sangue e identificar se existem alterações que devem ser avaliadas.

Como é feito o tratamento

Após o diagnóstico do tipo de câncer, o médico pode recomendar tratamento com quimioterapia, radioterapia ou transplante de medula óssea, por exemplo. Geralmente, nos casos da leucemia aguda o tratamento é mais intenso e agressivo nos primeiros meses, sendo reduzido ao longo de 2 anos.

Já no caso da leucemia linfoide crônica, o tratamento pode ser feito por toda a vida, pois dependendo do grau de desenvolvimento da doença pode ser apenas possível reduzir os sintomas.

Entenda a diferente entre este tipo de leucemia e a leucemia mieloide.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...