Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Leite de Soja para o Bebê: quando usar e quais os perigos

O leite de soja só deve ser oferecido como alimento para o bebê se o pediatra recomendar, como acontece nos casos em que o bebê não pode ser amamentado, ou quando ele desenvolve alergia ao leite vaca ou ainda em alguns casos de intolerância à lactose.

O leite de soja na forma de fórmula infantil é produzido a partir da proteína de soja e de diversos nutrientes que são essenciais para o crescimento do bebê. Por outro lado, o leite de soja convencional, também conhecido como bebida de soja, é pobre em cálcio e tem menos proteínas que o leite de vaca, sendo recomentado apenas para crianças maiores de 2 anos e apenas de acordo com a orientação do pediatra.

Leite de Soja para o Bebê: quando usar e quais os perigos

Desvantagens e Perigos do Leite de Soja

Por estar em fase de crescimento e desenvolvimento, o consumo de leite de soja pelos bebês pode levar a problemas como:

  • Menor teor de cálcio que o leite de vaca, tendo geralmente cálcio adicionado artificialmente pela indústria;
  • O cálcio é de difícil absorção pelo intestino, pois o leite de soja contém fitatos, substância que reduzem a absorção de cálcio;
  • Não contém nutrientes importantes como vitaminas A, D e B12, devendo-se procurar fórmulas que tenham essas vitaminas adicionadas;
  • Aumento do risco de desenvolver alergia, pois a soja é um alimento alergênico, podendo causar alergias principalmente em bebês que já são alérgicos ao leite de vaca;
  • Contém isoflavonas, substâncias que atuam como o hormônio estrógeno no organismo, podendo levar a efeitos como puberdade precoce em meninas e alterações no desenvolvimento do tecido mamário.

Esses problemas podem surgir principalmente porque o leite é a base da alimentação de bebês até o 6º mês de vida, o que faz com que eles exclusivamente do leite de soja e das suas limitações.

Quando usar o leite de soja

De acordo com a Academia Americana de Pediatria, o leite de soja só deve ser usado para bebês em casos de galactosemia congênita, que é quando o bebê não consegue digerir nenhum produto vindo do leite de vaca, ou quando os pais da criança são estritamente veganos e não estão dispostos a oferecer o leite de vaca à criança.

Além disso, o leite de soja também pode ser usado para bebês que são alérgicos ao leite, mas não à soja, o que pode ser identificado através de exames de alergia. Veja como é feito o exame para detectar alergias.

Leite de Soja para o Bebê: quando usar e quais os perigos

Que outro leite pode ser usado para o bebê

Quando o bebê tem intolerância à lactose, é um problema mais fácil de controlar e podem ser usadas fórmulas infantis sem lactose, como Aptamil ProExpert sem lactose, Enfamil O-Lac Premium ou leites às base de soja, de acordo com a orientação do pediatra.

Mas nos casos em que o bebê tem alergia ao leite de vaca, normalmente evita-se usar leites à base de soja porque a soja também pode provocar alergias, sendo necessário então utilizar leites à base de aminoácidos livres ou de proteínas extensamente hidrolisadas, como é o caso do Pregomin pepti e do Neocate.

Para crianças maiores de 2 anos e com alergia ao leite de vaca, o pediatra pode recomendar o uso do leite de soja ou de outras bebidas vegetais, mas é importante lembrar que ela não trazem os mesmos benefícios do leite de vaca. Assim, a alimentação do bebê deve ser variada e equilibrada, de preferência orientada por um nutricionista, para que ele obtenha todos os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento. Saiba Como escolher o melhor leite para recém-nascido.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...