Joelho estalando: 7 principais causas (e o que fazer)

julho 2022

O joelho estalando geralmente ocorre devido à formação e estouro de pequenas bolhas no líquido sinovial, movimento dos ligamentos ou maior mobilidade dos meniscos, e, por isso, na maioria das vezes não é, necessariamente, indicativo de um problema.  

No entanto, se o estalo no joelho for frequente, ocorrer após pancadas ou for acompanhado de sintomas como dor, inchaço e dificuldade de movimento, pode indicar uma causa mais séria como fraturas ou osteoartrite.

Sempre que existir suspeita de algum problema no joelho, especialmente se existirem outros sintomas além do estalo, é importante consultar um ortopedista para uma avaliação mais detalhada e tratamento apropriado.

As causas mais comuns do joelho estalando são: 

1. Movimento normal da articulação

Os estalos no joelho surgem muitas vezes do movimento normal da articulação, devido à formação e estouro de pequenas bolhas no líquido sinovial, movimento dos ligamentos ou maior mobilidade dos meniscos. 

Neste caso, não há outros sintomas como dor, inchaço, dificuldade de movimento do joelho ou para andar, e o barulho geralmente não ocorre todas as vezes em que o joelho é movimentado.

O que fazer: quando o estalo no joelho é uma alteração fisiológica, nenhum tratamento específico é necessário. No entanto, caso seja frequente ou sintomas como dor ou inchaço surjam, é importante procurar um ortopedista para avaliação.

2. Excesso de peso

Sempre que se está acima do peso ideal, os joelhos são submetidos a uma carga superior à que deveriam aguentar. Nesse caso toda a estrutura pode ficar comprometida, e é comum haver queixas de estalos no joelho, além de sentir dor ao caminhar, ao fazer exercícios ou pequenos esforços como subir escadas.

O que fazer: é importante perder peso para aliviar a pressão sobre a articulação. Seguir uma dieta hipocalórica indicada por um nutricionista e praticar exercícios de baixo impacto, como caminhadas, podem ser boas opções. Veja como fazer uma dieta saudável para emagrecer rápido.

3. Desalinhamento corporal

Um desalinhamento do posicionamento do corpo, mesmo que microscópico, pode causar um desequilíbrio nas articulações e deixar os joelhos estalando. Geralmente, por um mecanismo de compensação, podem surgir problemas em outras articulações.

O que fazer: é importante consultar um ortopedista para uma avaliação da postura e das articulações da coluna vertebral, quadris e tornozelos. Nestes casos, uma técnica de fisioterapia, chamada Reeducação Postural Global (RPG), pode ser indicada para trabalhar o realinhamento de todo o corpo, diminuindo a sobrecarga sobre as articulações e as compensações dos músculos. 

Além disso, exercícios como pilates ou natação também podem ser úteis. Confira alguns exercícios que pode fazer em casa para melhorar a postura.

4. Osteoartrite do joelho

O joelho estalando pode ser o primeiro sintoma de osteoartrite, que ocorre quando há desgaste da articulação devido ao posicionamento incorreto durante exercícios, esforços intensos com o joelho ou envelhecimento natural. 

Embora geralmente não cause muitos sintomas além de dor que piora com a movimentação, com o tempo a osteoartrite pode resultar em inchaço e rigidez do joelho, caso não seja tratada.

O que fazer: é importante consultar um ortopedista para uma avaliação e início do tratamento apropriado. Inicialmente compressas frias ou quentes, fazer exercícios com orientação e fisioterapia podem ser úteis, e medicamentos como anti-inflamatórios podem ser indicados. Além disso, nos casos mais graves pode ser necessário cirurgia para colocação de prótese. Veja alguns dos exercícios que ajudam a melhorar a artrose.

5. Crepitação patelar

O joelho estalando também pode ser um sinal de crepitação patelar, uma alteração que pode ser causada pelo processo natural de envelhecimento, por uma pancada, por inflamação do joelho ou por uma doença chamada condromalacia patelar.

O que fazer: caso o joelho só esteja estalando mas não tenha dor e nenhuma limitação associada, não é necessário nenhum tipo de tratamento específico. Em outros casos pode ser preciso fazer sessões de fisioterapia utilizando aparelhos e exercícios para alinhar a patela e diminuir o desconforto.

6. Cirurgias no joelho

O joelho estalando após cirurgias como a artroplastia total do joelho é comum e pode estar relacionado a fatores como o uso de próteses, à técnica de cirurgia utilizada e à flexão excessiva do joelho no pós-operatório. 

Em algumas situações, além de estalos podem ocorrer inchaço e rigidez.

O que fazer: é importante consultar um ortopedista, preferencialmente aquele que realizou a cirurgia, para uma avaliação, principalmente se sintomas como dor ou inchaço estiverem presentes. Algumas vezes outras intervenções como novas cirurgias ou artroscopia podem ser necessárias. Entenda melhor o que é a artroscopia do joelho. 

7. Fratura

Quando surge após pancadas fortes, o joelho estalando pode ser um sinal de fratura em algum dos ossos presentes na articulação. Neste caso, geralmente também ocorre dor intensa, inchaço e dificuldade para andar logo após o impacto.

O que fazer: em caso de suspeita de fratura, é recomendado procurar uma emergência assim que possível, para uma avaliação e tratamento apropriados, preferencialmente por um ortopedista.

Quando ir ao médico

É importante ir ao médico ou ao fisioterapeuta se além do joelho estalando surgirem outros sinais ou sintomas como:

  • Dor ao movimentar os joelhos, ao subir ou descer escadas ou agachar;
  • Vermelhidão ou inchaço no joelho;
  • Joelho com deformação ou fora do lugar.

Quando estes sintomas estão presentes podem indicar artrite, osteoartrite, rupturas ou inflamação nos ligamentos ou meniscos, e pode ser necessário fazer exames e iniciar um tratamento mais específico.

Pode ser indicado  evitar pegar peso ou usar sapatos pesados e desconfortáveis, assim como evitar subir e descer escadas. 

Além disso, uma  boa maneira de poupar um pouco esta articulação é colocar uma ligadura elástica no joelho durante o dia. No entanto, ela não deve ser muito apertada, para evitar problemas circulatórios.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Jonathan Panoeiro - Neuropediatra, em julho de 2022. Revisão clínica por Marcelle Pinheiro - Fisioterapeuta, em julho de 2022.

Bibliografia

  • SONG, Sang J. et al. Noise around the Knee. Clin Orthop Surg. Vol.10, n.1. 1-8, 2018
  • STATPEARLS. Knee Osteoarthritis. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK507884/>. Acesso em 08 jul 2022
Revisão clínica:
Marcelle Pinheiro
Fisioterapeuta
Formada em Fisioterapia pela UNESA em 2006 com registro profissional no CREFITO- 2 nº. 170751 - F e especialista em dermatofuncional.