Hipoacusia: o que é, sintomas, causas e tratamento

Dezembro 2021

O termo hipoacusia refere-se à diminuição da audição, começando a pessoa a ouvir menos do que o habitual e necessitando falar mais alto ou aumentar o volume, da música ou da televisão, por exemplo.

Essa situação pode acontecer devido ao acúmulo de cera, envelhecimento, longa exposição a ruídos ou infecções no ouvido médio, sendo importante consultar o otorrinolaringologista ou fonoaudiólogo para que seja feita uma avaliação da audição.

O tratamento da hipoacusia pode variar de acordo com a causa e com o grau da diminuição da audição, podendo ser tratada, em casos mais simples, com uma lavagem do ouvido, ou ser necessário tomar remédios, usar aparelho auditivo ou realizar uma cirurgia.

Sintomas de hipoacusia

A hipoacusia pode ser identificada através de sinais e sintomas que aparecem de forma gradual, sendo os principais:

  • Necessidade de falar mais alto, porque como a pessoa não consegue se escutar, pensa que as outras pessoas também não conseguem e, por isso, fala mais alto.
  • Aumentar o volume da música, do celular ou da televisão, para tentar ouvir melhor;
  • Pedir às outras pessoas para falarem mais alto ou repetirem informações;
  • Sensação de que os sons estão mais distantes, sendo menos intensos do que antes

O diagnóstico da hipoacusia é feito por um fonoaudiólogo ou pelo otorrinolaringologista através de exames de audição como audiometria, que tem como objetivo avaliar a capacidade da pessoa ouvir os sons e saber o que ouviu, o que ajuda a identificar qual o grau da perda auditiva. Entenda como é feita a audiometria.

Principais causas

A hipoacusia pode acontecer devido a diversas situações, sendo as principais:

1. Acúmulo de cera

O acúmulo de cera pode levar à hipoacusia uma vez que o ouvido fica tapado e o som tem dificuldade em chegar ao cérebro para ser interpretado, existindo uma necessidade da pessoa falar mais alto ou aumentar o volume dos sons.

2. Envelhecimento

A hipoacusia pode estar associada ao envelhecimento devido à diminuição da velocidade com que o som é percebido, o que faz com que a pessoa comece a ter dificuldade em ouvir sons no mesmo volume do que antes, necessitando de o aumentar.

Porém, a diminuição auditiva associada ao envelhecimento está também ligada a outras causas como a exposição da pessoa durante vários anos ao ruído ou o uso de remédios no ouvido, como antibióticos.

3. Ambientes com muito ruído

A exposição a ambientes com muito ruído durante vários anos, por exemplo, em fábricas ou shows, podem levar à hipoacusia, uma vez que pode provocar traumas no ouvido interno. Quanto maior for o volume ou a exposição ao ruído, maior será a probabilidade de uma diminuição grave da audição.

4. Genética

A diminuição da audição pode estar associada à genética, ou seja, se na família existirem outras pessoas com este problema, a probabilidade de hipoacusia aumenta, o que pode acontecer devido a malformações da orelha que sejam hereditárias.

5. Infecções no ouvido médio

As infecções no ouvido médio, como a otite, podem provocar hipoacusia uma vez que o ouvido médio pode ficar inchado, dificultando a passagem do som e dando uma sensação de diminuição auditiva. Além da hipoacusia, a pessoa apresenta outros sintomas como febre ou presença de líquido do ouvido.

6. Síndrome de Ménière

A diminuição auditiva pode estar associada à síndrome de Ménière porque os canais do ouvido interno ficam entupidos com um líquido, não permitindo a passagem dos sons. Além da diminuição da audição, é comum também existirem episódios de vertigens e zumbido. Conheça outros sintomas da síndrome de Ménière.

Como é feito o tratamento

O tratamento da hipoacusia deve ser feito pelo otorrinolaringologista de acordo com a causa da hipoacusia, gravidade e capacidade auditiva da pessoa. Nos casos mais simples pode ser apenas indicada a realização da lavagem do ouvido, para retirar a cera acumulada ou a colocação de um aparelho auditivo para recuperar a audição perdida. Porém, quando a lesão se encontra no ouvido médio, pode ser feita uma cirurgia ao ouvido, para melhorar a capacidade auditiva. Conheça os tratamentos para a diminuição da audição.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • VILELA, Mafalda. Trauma sonoro como mecanismo de surdez. Artigo de Revisão, 2015/2016. Clínica Universitária de Otorrinolaringologia - Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.
  • ASSUNÇÃO, Joana. Surdez em Portugal: Estudos genéticos e funcionais do gene da conexina. Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Genética Molecular e Biomedicina, 2014. A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa.
Mostrar bibliografia completa
  • REVISTA PORTUGUESA DE SAÚDE OCUPACIONAL. Agentes Químicos Ototóxicos (para além dos Solventes). Disponível em: <https://www.rpso.pt/agentes-quimicos-ototoxicos-para-alem-dos-solventes/>. Acesso em 10 Fev 2021
  • BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE DO MINISTÉRIO DA SAÚDE. Surdez. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/2506-surdez>. Acesso em 10 Fev 2021
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.