Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Hipertensão intracraniana

A hipertensão intracraniana é o aumento da pressão dentro crânio causada pelo aumento do tamanho do cérebro ou da quantidade de líquido, devido ao tumor, hemorragia, infecção, AVC ou efeito colateral de remédios.

Geralmente, a pressão normal dentro do crânio varia entre 5 e 15 mmHg, mas na hipertensão intracraniana encontra-se acima desse valor e, por isso, nos casos mais graves pode impedir o sangue de entrar no crânio, deixando de haver oxigenação do cérebro.

Hipertensão intracraniana benigna

A hipertensão intracraniana benigna, também chamada de hipertensão intracraniana idiopática, é caracterizada pelo aumento da pressão dentro crânio sem uma causa específica e acontece, principalmente, em mulheres jovens e com excesso de peso.

A hipertensão intracraniana benigna provoca dores de cabeça e, por vezes, zumbidos nos ouvidos, devendo ser tratada em casa com remédios diuréticos, como acetazolamida, para evitar consequências como a cegueira.

Tratamento para hipertensão intracraniana

O tratamento para hipertensão intracraniana, normalmente, é feito em internamento no hospital e depende da sua causa. Porém, o tratamento pode incluir injeção de remédios corticoides, diuréticos ou barbitúricos na veia, que diminuem a quantidade de líquido no crânio e reduzem a pressão.

Além disso, o paciente deve manter-se deitado de barriga para cima e com as costas inclinadas a 30º, para facilitar a drenagem do líquido cerebral, assim como evitar mexer a cabeça, pois isso aumenta a pressão nas veias.

Sintomas da hipertensão intracraniana

Os sintomas da hipertensão intracraniana incluem:

  • Dor de cabeça;
  • Alterações na visão;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Tonturas.

O indivíduo com estes sintomas deve ir num hospital o mais rápido possível para diagnosticar a causa do problema e iniciar o tratamento adequado.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...