Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é a hiperdontia e como é feito o tratamento

A hiperdontia é uma condição rara na qual surgem dentes extra na boca, podendo acontecer na infância, quando surgem os primeiros dentes, ou durante a adolescência, quando começa a crescer a dentição permanente.

Em situações normais, o número de dentes primários na boca da criança é de até 20 dentes e no adulto é de 32 dentes. Assim, qualquer dente a mais é conhecido como supranumerário e já caracteriza um caso de hiperdontia, provocando alterações na boca com dentes encavalados. Conheça mais 13 curiosidades sobre os dentes.

Embora seja mais comum que surjam apenas 1 ou 2 dentes a mais, sem causar grande alteração na vida da pessoa, existem casos em que é possível observar até 30 dentes extra e, nesses casos, pode surgir bastante desconforto, sendo recomendada a cirurgia para retirar os dentes supranumerários.

O que é a hiperdontia e como é feito o tratamento

Quem tem maior risco de ter hiperdontia

A hiperdontia é uma situação rara que é mais comum em homens, mas que pode afetar qualquer pessoa, especialmente quando se sofre de outras condições ou síndromes como displasia cleidocranial, síndrome de Gardner, fenda palatina, lábio leporino ou síndrome de Ehler-Danlos.

O que causa o excesso de dentes

Ainda não existe uma causa específica para a hiperdontia, no entanto, é possível que esta condição seja causada por uma alteração genética, que pode passar de pais para filhos, mas que nem sempre causa o desenvolvimento de dentes extra.

Como é feito o tratamento

O excesso de dentes deve ser sempre avaliado por um dentista para identificar se o dente extra está causando alguma alteração na anatomia natural da boca. Caso isso aconteça, geralmente é necessário retirar o dente extra, especialmente se fizer parte da dentição permanente, através de uma pequena cirurgia no consultório.

Em alguns casos de crianças com hiperdontia, o dente a mais pode não provocar qualquer problema e, por isso, muitas vezes o dentista opta por deixá-lo cair naturalmente, sem precisar fazer cirurgia.

Possíveis consequências do excesso de dentes

A hiperdontia na maior parte dos casos não provoca desconforto para a criança ou adulto, mas pode estar causando pequenas complicações relacionadas com a anatomia da boca, como aumentar o risco de cistos ou tumores, por exemplo. Dessa forma, todos os casos devem ser avaliados por um dentista.

Como crescem os dentes naturalmente

Os primeiros dentes, conhecidos como primários ou dentes de leite, normalmente começam a surgir por volta dos 36 meses e, depois, vão caindo até por volta dos 12 anos. Nesse período, os dentes de leite vão sendo substituídos pelos dentes permanentes, que apenas estão completos por volta dos 21 anos.

Porém, existem crianças nas quais os dentes de leite caem mais cedo ou mais tarde que o esperado e, nesses casos, é importante que a dentição seja avaliada por um dentista. Saiba mais sobre os dentes de leite e quando devem cair.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...