Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Hemimelia fibular e como tratar

A hemimelia fibular é um defeito congênito raro no qual uma parte da fíbula ou todo o osso estão ausentes, tornando a perna mais curta que o normal. Além disso, em quase todos os casos, também surgem deformidades do joelho e do pé, que podem impedir a criança de caminhar.

Embora seja ainda mais raro a hemimelia fibular pode ser bilateral e afetar ambas as pernas e, nesses casos, a criança pode nem conseguir começar a caminhar.

O tratamento para este defeito geralmente é feito com cirurgia, para corrigir as deformidade e tentar alongar a perna afetada, melhorando a qualidade de vida da criança.

O que é Hemimelia fibular e como tratar

Como identificar a hemimelia fibular

A hemimelia fibular normalmente é fácil de identificar, especialmente porque a perna afetada é muito menor que a outra. Isso acontece porque na perna afetada todos os ossos, incluindo a tíbia e o fêmur, crescem muito devagar, mesmo que o problema esteja na fíbula.

Além disso, também podem surgir deformidades nos pés e tornozelos, já que podem estar ossos ausentes na articulação, o que torna o tornozelo mais instável e faz com que o pé fique num ângulo diferente do normal, virado para o interior do corpo, por exemplo.

No entanto, para confirmar o diagnóstico é sempre importante ir ao pediatra, já que em alguns casos a criança pode não apresentar sinais tão claros do problema, mas ter dificuldade para caminhar ou manter o equilíbrio quando está de pé.

Como é feito o tratamento

Em muitos casos de hemimelia fibular, o primeiro tratamento recomendado é a cirurgia de reconstrução para corrigir as deformidades e tentar reduzir a diferença de tamanho entre as pernas.

Porém, quando a diferença é muito grande e não é possível corrigir completamente o tamanho da perna afetada, também são aconselhados sapatos especiais com salto alto ou palmilhas ortopédicas, que ajudam a reduzir a diferença que falta. Este tipo de tratamento também pode ser a primeira opção de tratamento quando a hemimelia é ligeira, por exemplo.

Além disso, são quase sempre utilizadas sessões de fisioterapia para garantir mobilidade e fortalecimento das articulações da perna, melhorando a força e o equilíbrio durante a marcha.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...