Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Para que serve guaraná e como usar

Janeiro 2020

O guaraná é uma planta medicinal da família das Sapindánceas, também conhecida como Uaraná, Guanazeiro, Guaranauva, ou Guaranaína, muito comum na região amazônica e no continente africado. Esta planta é muito utilizada para fabricação de refrigerantes, sucos e energéticos, porém também é bastante usada como remédio caseiro para falta de energia, cansaço excessivo e falta de apetite.

O nome científico da espécie de guaraná mais conhecida é Paullinia cupana, e as sementes desta planta são escuras e possuem uma casca vermelha, tendo um aspecto bastante característico que é comparado ao olho humano.

Para uso medicinal, geralmente as sementes de guaraná são torradas e secas, podendo ser compradas na sua forma natural ou em pó em lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação, feiras livres e alguns mercados. Saiba melhor quais são os benefícios do guaraná em pó.

Para que serve guaraná e como usar

Para que serve 

O Guaraná é uma planta muito usada para ajudar no tratamento de dores de cabeça, depressão, cansaço físico e mental, diarreia, dor muscular, estresse, impotência sexual, dor de estômago e prisão de ventre devido suas propriedades medicinais como:

  • Energética;
  • Diurética;
  • Analgésica;
  • Anti-hemorrágica;
  • Estimulante;
  • Antidiarreico;
  • Tônica.

O guaraná também pode ser utilizado para aliviar os sintomas de hemorroidas, enxaqueca, cólicas e ajuda na redução de peso, pois aumenta o metabolismo da gordura. Esta planta têm algumas propriedades semelhantes ao chá verde, principalmente por ser rico em catequinas, que são substâncias antioxidantes. Veja mais sobre os benefícios do chá verde e como usar.

Como usar o guaraná

As partes usadas do guaraná são suas sementes ou frutos em forma de pó para fazer chás ou sucos, por exemplo.

  • Chá de Guaraná para cansaço: diluir 4 colheres (de chá) de guaraná em 500 mL de água fervente e deixar repousar por 15 minutos. Beber 2 a 3 xícaras por dia;
  • Mistura de pó de guaraná: este pó pode ser misturado com sucos e água e a quantidade recomendada para pessoas adultas é de 0,5 g a 5 g por dia, dependendo da indicação de um fitoterapeuta.

Além disso, o guaraná também pode ser vendido em forma de cápsulas, que devem ser ingeridas de acordo com a orientação do médico. Também recomenda-se não misturar o guaraná em bebidas que sejam estimulantes, como café, achocolatados e refrigerantes a base de extrato de cola, pois pode essas bebidas aumentam muito o efeito do guaraná.

Principais efeitos colaterais

O guaraná é um planta medicinal que normalmente não causa efeitos colaterais, no entanto, se consumido em excesso pode causar o aumento dos batimentos cardíacos, levando à sensação de palpitação, agitação e tremores.

Algumas substâncias presentes no guaraná, chamadas de metilxantinas, podem ainda causar irritação no estômago e aumentar o volume da urina. A cafeína que contém no guaraná, pode piorar os sintomas de ansiedade e pode gerar insônia, por isso é desaconselhado o uso no período noturno.

Quais são as contraindicações

O uso de guaraná é contraindicado para grávidas, mulheres que estão amamentando, crianças e pessoas com pressão alta, doenças renais, hiperfunção da hipófise, gastrite, distúrbios de coagulação, hipertireoidismo ou com transtornos psicológicos, como ansiedade ou pânico. 

Também não deve ser usado por pessoas com epilepsia ou disritmia cerebral, pois o guaraná aumenta a atividade cerebral, e em pessoas com história de alergia ao guaraná, pois seu uso pode provocar falta de ar e aparecimento de lesões na pele.

Bibliografia >

  • METZNER, Barbara S. Paullinia cupana. Trabalho de conclusão de curso de especialização em Homeopatia, 2008. Instituto de Cultura Homeopática.
  • SCHIMPL, Flávia C. et al. Guarana: Revisiting a highly caffeinated plant from the Amazon. Journal of Ethnopharmacology. Vol.150, n.1. 1-18, 2013
  • ANVISA. Paullinia cupana H.B. & K.. Disponível em: <http://www4.anvisa.gov.br/base/visadoc/BM/BM[31614-2-0].PDF>. Acesso em 28 Jan 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem