Gengiva escura: o que pode ser (e como tratar)

Atualizado em janeiro 2024

A gengiva escura é um sintoma que pode ser causado por situações como tabagismo, gengivite ulcerativa necrosante, uso de medicamentos ou doença de Addison, por exemplo.

Além da gengiva escura, outros sintomas que também podem surgir junto com essa condição incluem, perda de peso, dor nas articulações, mau hálito, febre, dor abdominal e vômito.

Assim, quando a gengiva escura surgir sem motivo aparente e/ou for acompanhada de outros sintomas, é aconselhado consultar o dentista ou clínico geral, para fazer uma avaliação completa e indicar o tratamento adequado, que inclui manter a higiene bucal adequada, parar de fumar, usar medicamentos ou fazer cirurgia.

Imagem ilustrativa número 1

Principais causas

As possíveis causas de gengiva escura são:

1. Gengivite ulcerativa necrosante aguda

A gengivite ulcerativa necrosante aguda é uma inflamação grave da gengiva que provoca feridas que doem e sangram, dificultando a mastigação. Além disso, esse tipo de gengivite também pode deixar a gengiva escura e inchada, causar mau hálito e febre. Conheça melhor sobre a gengivite ulcerativa necrosante aguda.

Como tratar: O tratamento normalmente é feito pelo dentista, com uma limpeza das feridas e das gengivas, para eliminar o excesso de bactérias e facilitar a cicatrização. O dentista também pode prescrever o uso de antibióticos para eliminar as bactérias.

Além disso, o dentista também pode recomendar manter a higiene bucal adequada e usar diariamente enxaguante antisséptico para ajudar a controlar as bactérias na boca.

Não ignore os seus sintomas!

Priorize sua saúde. Descubra a causa dos seus sintomas e receba o cuidado que precisa.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

2. Tabagismo

Devido a presença de nicotina, um composto presente no tabaco que se acumula nos dentes e gengivas e estimula a produção de melanina, o tabagismo pode provocar a melanose do fumante, deixando a gengiva escura.

Como tratar: O tratamento inclui parar de fumar, o que diminui as manchas na gengiva gradativamente. Algumas dicas para parar de fumar são tirar de casa e do trabalho os objetos que lembram o ato de fumar, como cinzeiro, isqueiro ou pacotes de cigarro; fazer atividades de lazer e psicoterapia. Confira outras dicas de como parar de fumar

Além disso, o dentista também pode recomendar alguns tratamentos para tirar a mancha escura da gengiva, incluindo laser de díodo, raspagem com bisturi ou microabrasão, que é uma raspagem feita com uso de brocas delicadas.

3. Tatuagem de amálgama

A tatuagem de amálgama pode deixar a gengiva escura ao redor do dente que passou por uma restauração ou coroa. Isso acontece quando as partículas de amálgama, um material que é usado para fazer restaurações e coroas, são desalojadas, provocando o surgimento de uma mancha preta, cinza ou azul na gengiva.

Como tratar: Não é necessário fazer tratamento para essa condição, porque essas manchas não são removíveis e também não causam riscos à saúde.

4. Medicamentos

A gengiva escura pode ser causada pelo uso de alguns medicamentos, como cloroquina, quinina, minociclina, zidovudina, clorpromazina, cetoconazol, bleomicina e ciclofosfamida, por exemplo. Isso acontece, porque esses medicamentos estimulam a pigmentação de melanina na gengiva.

Como tratar: É recomendado consultar o médico que prescreveu os medicamentos, para avaliar a possibilidade de trocar para um outro tipo de remédio.

5. Doença de Addison

A doença de Addison acontece quando a glândula adrenal ou a suprarrenal, que se localizam nos rins, deixam de produzir os hormônios cortisol e aldosterona, podendo causar o surgimento de sintomas como gengiva escura, fraqueza, náuseas, perda de peso, e desidratação.

Como tratar: O tratamento tem como objetivo repor a deficiência hormonal, através do uso de medicamentos, como cortisol, hidrocortisona, fludrocortisona e prednisona, que devem ser prescritos pelo endocrinologista.

Além disso, uma dieta rica em nutrientes como sódio, cálcio e vitamina D, também ajuda no combate aos sintomas, e deve ser indicada por um nutricionista.

6. Síndrome de Peutz-Jeghers

A síndrome de Peutz-Jeghers é uma condição rara que provoca o surgimento de sintomas como gengiva azul escura ou marrom escura, além de também causar o surgimento de manchas no rosto, nas mãos e nos pés, sangue nas fezes e vômitos.

Além disso, essa doença também causa o surgimento de pólipos no intestino, estômago, rins, bexiga, pulmões e nariz, além de aumentar o risco do surgimento de câncer.

Como tratar: O tratamento é feito através da remoção de pólipos do estômago ou intestino durante o exame de colonoscopia. Em alguns casos, o médico pode recomendar a realização de cirurgia para retirar os pólipos.

7. Melanoacantoma oral

O melanoacantoma oral, ou melanoacantose, é uma pigmentação que acontece na boca, sendo caracterizada pela presença de placas de cor que variam do marrom ao preto, deixando a gengiva escura. Essas placas escuras surgem principalmente em mulheres negras, podendo também afetar outras áreas de boca, como palato e lábios.

Como tratar: A maioria dos melanoacantomas é removida durante a biópsia ou com uma cirurgia simples de excisão. Além disso, a crioterapia com nitrogênio líquido e a curetagem são tratamentos que também podem ser indicados pelo médico.

8. Sarcoma de Kaposi

O sarcoma de Kaposi é um tipo de câncer de pele que pode causar sintomas como placas de coloração vermelho-arroxeada em qualquer parte do corpo, podendo deixar a gengiva escura.

Outros sintomas que também podem surgir no sarcoma de Kaposi são lesões dolorosas na pele, inchaço dos membros inferiores e dor na boca ou dificuldade para comer. Saiba reconhecer os sintomas do sarcoma de Kaposi.

Como tratar: O tratamento deve ser feito com a orientação do oncologista, que pode indicar a realização de uma cirurgia, para remover manchas, placas ou lesões na pele; o uso de cremes ou pomadas contendo imiquimode, para aplicar diretamente nas lesões da pele; a radioterapia ou quimioterapia.

9. Hemocromatose

A hemocromatose é uma doença onde há o excesso de ferro no organismo, favorecendo o acúmulo de pigmentos de ferritina e hemossiderina na pele e nas mucosas e o surgimento de situações como gengiva escura, dor abdominal, alterações na menstruação, escurecimento da pele e dores nas articulações, por exemplo.

Como tratar: O tratamento inclui mudanças na dieta, como evitar suplementos de ferro e alimentos ricos nesse mineral, e equilibrar a ingestão de vitamina C. A terapia de quelação de ferro, feita com o uso oral ou através de injeções, também pode ser indicada, para ajudar a remover o excesso de ferro do corpo.

Além disso, a flebotomia, um procedimento feito com uma agulha e um cateter para remover o sangue e o ferro que ele contém, também pode ser recomendado pelo médico. Entenda melhor como é feita a flebotomia.

Gengiva escura é normal?

A gengiva escura é normal em pessoas negras, sendo uma alteração fisiológica causada pelo excesso de melanina no corpo, um pigmento que dá cor à pele, aos cabelos e aos olhos. Por ser uma alteração natural, essa condição não precisa de tratamento.

No entanto, quando a gengiva fica escura sem motivo aparente ou é acompanhada de outros sintomas, pode indicar um problema de saúde. Nesses casos, é recomendado consultar o dentista ou o clínico geral.