Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

Para que serve a Vitamina B6 e quantidade recomendada

A piridoxina, ou vitamina B6, é um micronutriente que desempenha diversas funções no organismo, já que participa em diversas reações do metabolismo, principalmente as relacionadas com os aminoácidos e as enzimas, que são proteínas que ajudam a regular os processos químicos do corpo. Além disso, também regula as reações tanto de desenvolvimento quanto de funcionamento do sistema nervoso, protegendo os neurônios e produzindo neurotransmissores, que são substâncias importantes que transmitem a informação entre os neurônios.

Ess vitamina está presente na maioria dos alimentos e também é sintetizada pela microbiota intestinal, sendo as principais fontes de vitamina B6 a banana, peixes como salmão, frango, camarão e avelãs, por exemplo. Além disso, também pode ser encontrada na forma de suplemento, podendo ser recomendado pelo médico ou pelo nutricionista no caso de deficiência dessa vitamina. Confira uma lista de alimentos ricos em vitamina B6.

Para que serve a Vitamina B6 e quantidade recomendada

Para que serve a vitamina B6

A vitamina B6 é importante para a saúde, pois possui diversas funções no organismo, servindo para:

1. Promover a produção de energia

A vitamina B6 atua como coenzima em diversas reações metabólicas do organismo, participando da produção de energia por atuar no metabolismo dos aminoácidos, gorduras e proteínas. Além disso, também participa da produção de neurotransmissores, substâncias que são importantes para o bom funcionamento do sistema nervoso.

2. Aliviar os sintomas de TPM

Alguns estudos indicam que a ingestão da vitamina B6 pode reduzir a ocorrência e a gravidade dos sintomas de tensão pré-menstrual, a TPM, como as mudanças na temperatura corporal, irritabilidade, falta de concentração e ansiedade, por exemplo.

A TPM pode acontecer devido à interação dos hormônios produzidos pelos ovários com os neurotransmissores cerebrais, como a serotonina e o GABA. As vitaminas do complexo B, incluindo a vitamina B6, estão envolvidas com o metabolismo dos neurotransmissores, sendo considerada, por tanto, uma coenzima que atua na produção de serotonina. No entanto, são necessários mais estudos para entender com mais detalhes quais seriam os possíveis benefícios de consumir essa vitamina na TPM.

3. Prevenir doenças cardíacas

Alguns estudos indicam que o consumo de algumas vitaminas do complexo B, incluindo a B, pode diminuir o risco de sofrer doenças cardíacas, já que diminuem a inflamação, os níveis de homocisteína e inibe a produção de radicais livres. Além disso, outros estudos indicam que uma deficiência de piridoxina poderia causar hiperhomocisteinemia, uma condição que pode causar dano nas paredes das artérias.

Desa forma, a vitamina B6 seria essencial para promover a degradação da homocisteína no organismo, evitando o seu acúmulo na circulação e diminuindo o risco de doenças cardiovasculares.

No entanto são necessários  mais estudos que comprovem essa associação entre a vitamina B6 e o risco cardiovascular, já que os resultados encontrados foram inconsistentes.

4. Melhorar o sistema imune

A vitamina B6 está relacionada com a regulação da resposta do sistema imunológico frente a diversas doenças, incluindo inflamação e vários tipos de câncer, isso porque essa vitamina é capaz de mediar os sinais do sistema imunológico, aumentando as defesas do corpo.

5. Melhorar as náusea e enjoos durante a gravidez

O consumo de vitamina B6 durante a gravidez pode ajudar a melhorar a náusea, os enjoos marinais e os vômitos durante a gestação. Por isso, a mulher deve incluir no dia a dia alimentos ricos nessa vitamina e apenas fazer uso de suplemento caso seja recomendado pelo médico.

6. Prevenir a depressão

Como a vitamina B6 está relacionada com a produção de neurotransmissores, como a serotonina, alguns estudos indicam que a ingestão dessa vitamina diminui o risco de depressão e de ansiedade. Além disso, outros estudos também relacionam a deficiência de vitaminas do complexo B com elevados níveis de homocisteína, substância que poderia aumentar o risco de depressão e demência.

7. Aliviar os sintomas de artrite reumatoide

O consumo de vitamina B6 pode ajudar a diminuir a inflamação nos casos de artrite reumatoide e da síndrome do túnel do carpo, aliviando os sintomas sintomas, isso porque essa vitamina atua como mediadora da resposta inflamatória do organismo.

Quantidade recomendada de vitamina B6

A quantidade recomendada de consumo de vitamina B6 varia de acordo com a idade e o gênero, como mostrado na tabela a seguir:

IdadeQuantidade de Vitamina B6 por dia
0 a 6 meses0,1 mg
7 a 12 meses0,3 mg
1 a 3 anos0,5 mg
4 a 8 anos0,6 mg
9 a 13 anos1 mg
Homens de 14 a 50 anos1,3 mg
Homens acima de 51 anos1,7 mg
Meninas de 14 a 18 anos1,2 mg
Mulheres de 19 a 50 anos1,3 mg
Mulheres acima de 51 anos1,5 mg
Mulheres grávidas1,9 mg
Mulheres que amamentam2,0 mg

Uma alimentação saudável e variada fornece as quantidades adequadas dessa vitamina para manter o bom funcionamento do organismo, e a sua suplementação só é recomendada em casos de diagnóstico de carência dessa vitamina, devendo ser utilizada segundo orientação do médico ou do nutricionista. Veja como reconhecer a deficiência de vitamina B6.

Bibliografia >

  • COZZOLINO Silvia. Biodisponibilidade de nutrientes. 4º. Brasil: Manole Ltda, 2012. 453-477.
  • CHOCANO Patricia, MANSO Joann et al. Dietary B vitamin intake and incident premenstrual syndrome. The American Journal of Clinical Nutrition. 93. 5; 1080-1086, 2011
  • JEON Jimim and PARK Kyong. Dietary Vitamin B6 Intake Associated with a Decreased Risk of Cardiovascular Disease: A Prospective Cohort Study. Nutrients. 11. 7; 1484, 2019
  • QIAN Bungjun, SHEN Shangi et al. Effects of Vitamin B6 Deficiency on the Composition and Functional Potential of T Cell Populations. Journal of Immunology Research. 2017. 2017
  • AMERICAN PREGNANCY ASSOCIATION. Natural Sources of Vitamin B6 During Pregnancy. Disponível em: <https://www.aeped.es/sites/default/files/documentos/recomendaciones_aep_sobre_alimentacio_n_complementaria_nov2018_v3_final.pdf>. Acesso em 19 Dez 2019
  • YOUNG So, JIN Eun et al. Nutritional Factors Affecting Mental Health. Clinical Nutrition Research. 5. 3; 2016, 2016
  • METTE Anne, JUUL Svend et al. Vitamin B6 Level Is Associated with Symptoms of Depression. Psychotherapy and Psychosomatics . 73. 340-343, 2004
  • WORLD HEALTH ORGANIZATION. Vitamin B6 supplementation during pregnancy. Disponível em: <https://www.who.int/elena/titles/vitaminb6-pregnancy/en/>. Acesso em 19 Dez 2019
  • HUANG S-C et al. Vitamin B6 supplementation improves pro-inflammatory responses in patients with rheumatoid arthritis. European Journal of Clinical Nutrition. 1007-1013, 2010
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem