Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Fisioterapia para Pubalgia

A fisioterapia deve fazer parte do tratamento para pubalgia, que é caracterizada pela dor na virilha, porque é excelente para eliminar a dor e evitar que esta dor se torne mais intensa ou frequente, melhorando assim a qualidade de vida do indivíduo.

A pubalgia é mais comum em homens que praticam atividade física frequente ou que jogam futebol ou praticam corrida esporadicamente. Esta é causada por uma inflamação na região da sínfise púbica, local onde os dois ossos do quadril, se encontram anteriormente. A principal causa da pubalgia é o excesso de atividade física onde existe um atrito excessivo e diminuição da irrigação sanguínea entre estes ossos, causando aumento da tensão nesta minúscula articulação e nos tendões mais próximos.

Fisioterapia para Pubalgia

Basicamente, o tratamento de fisioterapia para pubalgia consiste em duas fases, onde a primeira consiste em diminuir a inflamação local e consequentemente a dor, e a segunda em fortalecer os músculos para evitar o retorno da dor e estabilizar a articulação.

Fase 1:

  • Gelo no local durante 15 minutos, 3 a 4 vezes por dia
  • Alongamento dos músculos dos músculos isquiotibiais, retofemoral, iliopsoas, adutores, rotadores externos de quadril e quadrado lombar
  • Técnicas de mobilização da coluna e do quadril (realizadas pelo fisioterapeuta)

Fase 2:

Após aproximadamente 3 a 4 dias de tratamento, quando a dor diminuir e for possível fortalecer os músculos desta região, pode-se acrescentar:

  • Fortalecimento dos músculos das pernas, costas e abdômen. Veja alguns exemplos aqui.
  • Andar na bicicleta ergométrica por 30 minutos
  • Corrida em linha reta

Para o sucesso do tratamento deve-se fazer repouso, deixando o treino, durante o período de tratamento que pode demorar de 3 a 9 meses. Em alguns casos o ortopedista pode indicar a toma de anti-inflamatórios para o controle da dor e da inflamação, acelerando a recuperação.

Exercícios para pubalgia

Estes exercícios ajudam muito na recuperação da pubalgia:

  • Deitado de barriga para cima colocar uma bola de futebol entre os pés e pressionar os pés para pressionar a bola. Cada pressão dura 30 segundos e é repetida 10 vezes.
  • Abdominais na direção reta e lateral durante 5 minutos.
  • Exercícios de equilíbrio em cima de uma superfície inclinada por 5 minutos.
  • Exercícios em 1 pé em uma prancha inclinada. 1 minuto com cada perna.
  • Deitar de barriga para baixo, posicionar as mãos na cabeça e elevar o tronco em 5 séries de 10 repetições
  • Deitar de barriga para cima e elevar as pernas a 90º como se elas estivessem apoiadas numa cadeira imaginária. A ponta do pé deve apontar para o seu nariz e o seu queixo deve estar inclinado para baixo, retificando a coluna cervical. Manter essa posição por 5 minutos diariamente
  • Deitar de lado, dobrar a perna de cima, apoiando o pé no chão. Elevar a perna de baixo, sem sobrar o joelho, repetindo o movimento 10 vezes.

Estes são somente 2 exemplos de exercícios mas que não devem ser realizados sem orientação pessoal de um fisioterapeuta.

Como evitar uma nova pubalgia

Para evitar o retorno da dor após a o tratamento para pubalgia deve-se realizar o fortalecimento e alongamento dos músculos envolvidos. Fortalecer os músculos da parte interna das pernas é muito importante, já que uma das possíveis causas da pubalgia é o aumento da força nos músculos laterais, que são muito solicitados no chute de bola no futebol, por exemplo.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...