Fibroadenoma: o que é, sintomas, causas e tratamento

Revisão médica: Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
setembro 2022

O fibroadenoma é um tumor benigno muito comum que, normalmente, surge em mulheres com menos de 30 anos como um caroço duro na mama, que não causa dor ou incômodo, e que é semelhante a uma bolinha de gude.

Geralmente, o fibroadenoma da mama tem até 3 cm e é facilmente identificado durante a menstruação ou na gravidez devido ao aumento da produção de hormônios que aumentam o seu tamanho.

O fibroadenoma da mama não vira câncer, mas, dependendo do tipo, pode aumentar ligeiramente as chances de desenvolver câncer na mama no futuro.

Sintomas do fibroadenoma

O principal sinal do fibroadenoma da mama é o surgimento de um nódulo que:

  • Tem forma redonda;
  • É duro ou com consistência de borracha;
  • Não provoca dor ou incômodo.

Quando a mulher sente um nódulo durante o autoexame da mama deve consultar um mastologista para fazer uma avaliação e descartar o câncer de mama.

Qualquer outro sintoma é extremamente raro, embora algumas mulheres possam referir um ligeiro desconforto na mama nos dias imediatamente antes da menstruação.

Possíveis causas do fibroadenoma

O fibroadenoma da mama ainda não tem um causa específica, no entanto, é possível que surja devido a um aumento da sensibilidade do organismo ao hormônio estrogênio. Dessa forma, mulheres que estão tomando anticoncepcional parecem ter um maior risco de desenvolver um fibroadenoma, especialmente se iniciarem seu uso antes dos 20 anos de idade.

Tipos de fibroadenoma

Existem diferentes tipos de fibroadenoma da mama:

  • Fibroadenoma simples: normalmente tem menos de 3 cm, contém apenas um tipo de células e não aumenta o risco de câncer;
  • Fibroadenoma complexo: contém mais que um tipo de células e aumenta muito ligeiramente o risco de ter um câncer de mama.

Além disso, o médico pode ainda referir que o fibroadenoma é juvenil ou gigante, o que significa que tem mais de 5 cm, o que é mais comum depois da gravidez ou quando se está fazendo terapia de reposição hormonal.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico do fibroadenoma na mama normalmente é feito por um mastologista com a ajuda de exames de diagnóstico, como a mamografia e o ultrassom mamário.

A mamografia geralmente indica se existe alguma alteração na mama, o grau da lesão na mama e estima a possibilidade de ser um câncer, através do sistema BIRADS, que pode ser:

  • Birads 0: esse tipo de resultado significa que o exame não teve nenhuma conclusão diagnóstica ou ainda que está incompleto, geralmente devido a imagem de baixa qualidade, ou quando existe dúvida se existe ou não uma lesão, sendo necessária a realização de outros exames complementares, como ultrassom de mama; 
  • Birads 1: indica que o exame e está normal ou negativo, não apresentando nenhuma alteração, sendo nesse caso, recomendado seguir o acompanhamento médico anual;
  • Birads 2: indica que foram encontradas lesões benignas na mama, que pode ser fibroadenoma, cisto na mama ou calcificações, por exemplo, sendo geralmente recomendado fazer o acompanhamento médico anual;
  • Birads 3: indica que foram encontradas alterações no exame, provavelmente benignas, sendo geralmente recomendado pelo médico a realização de mamografia a cada 6 meses, para acompanhamento da lesão;
  • Birads 4: indica que existe a suspeita de lesão maligna na mama, e, neste caso, feita uma biópsia para confirmar o diagnóstico;
  • Birads 5: indica que foram encontradas alterações e que existe uma lesão, que possivelmente é um câncer, sendo necessária realização de biópsia para confirmar o diagnóstico;
  • Birads 6: esse tipo de resultado é dado para mulheres que já tem o diagnóstico do câncer de mama, e estão realizando a mamografia para acompanhamento do tratamento do câncer.

Esses exames devem ser interpretados pelo médico, para confirmar o diagnóstico e fazer o tratamento mais adequado de acordo com o tipo de lesão.

Qual a relação entre fibroadenoma e o câncer da mama?

Na maioria dos casos, o fibroadenoma e o câncer da mama não estão relacionados, já que o fibroadenoma é um tumor benigno, ao contrário do câncer, que é um tumor maligno. No entanto, e segundo alguns estudos, mulheres que apresentam o tipo de fibroadenoma complexo podem ter até 50% mais chances de desenvolver câncer da mama no futuro.

Isso quer dizer que ter um fibroadenoma não significa que se vá ter câncer da mama, uma vez que mesmo mulheres que não tenham qualquer tipo de fibroadenoma também apresentam risco de ter câncer. Assim, o ideal é que todas as mulheres, com ou sem fibroadenoma, façam o autoexame da mama regularmente para identificar alterações na mama, assim como realizem a mamografia pelo menos 1 vez a cada 2 anos para identificar sinais precoces de câncer.

Veja como fazer o autoexame da mama:

Como é feito o tratamento

O tratamento para fibroadenoma da mama deve ser orientado por um mastologista, mas normalmente é feito apenas com mamografias e ultrassonografias anuais para vigiar o desenvolvimento do nódulo, já que pode desaparecer sozinho após a menopausa.

Porém, caso o médico suspeite que o nódulo possa na verdade ser um câncer em vez de fibroadenoma, pode recomendar cirurgia para retirar o fibroadenoma e fazer uma biópsia que confirme o diagnóstico.

Após a cirurgia para fibroadenoma da mama, o nódulo pode voltar a surgir e, por isso, a cirurgia só deve ser utilizada em casos de suspeita de câncer da mama, uma vez que não é uma cura para o fibroadenoma da mama.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em setembro de 2022. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias - Ginecologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • MAGNY, S. J.; SHIKHMAN, R.; KEPPKE, A. L. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Breast Imaging Reporting and Data System (BIRADS). 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK459169/>. Acesso em 30 mai 2022
  • BREAST CANCER CARE. Fibroadenoma. Disponível em: <https://www.breastcancercare.org.uk/information-support/have-i-got-breast-cancer/benign-breast-conditions/fibroadenoma>. Acesso em 08 ago 2019
Mostrar bibliografia completa
  • MEDICAL NEWS TODAY. What to know about fibroadenomas of the breast. Disponível em: <https://www.medicalnewstoday.com/articles/323951.php>. Acesso em 08 ago 2019
  • BREAST CANCER ORG. Fibroadenoma. Disponível em: <https://www.breastcancer.org/symptoms/benign/fibroadenoma>. Acesso em 08 ago 2019
Revisão médica:
Drª. Sheila Sedicias
Ginecologista
Médica mastologista e ginecologista formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional no CRM PE 17459.

Tuasaude no Youtube

  • Como fazer o AUTOEXAME DA MAMA

    04:12 | 152810 visualizações